Terça-feira , Junho 25 2019
ÚLTIMAS
Home / RALI / Carlos Fernandes vence Rali Aguiar da Beira / Sernancelhe 2016
Carlos Fernandes vence  Rali Aguiar da Beira / Sernancelhe 2016

Carlos Fernandes vence Rali Aguiar da Beira / Sernancelhe 2016

 

Manuel Correia foi o piloto mais rápido a concluir os 65.19km de Especiais do Rali Aguiar da Beira / Sernancelhe. Contudo, como o piloto bracarense não está inscrito no Campeonato FPAK de Ralis acaba por ser Carlos Fernandes, em Mitsubishi Lancer Evo VI, o grande vencedor da competição “rainha” deste evento. Ainda assim, a luta entre ambos pela “geral” foi animada até final, com o piloto do Ford Fiesta R5 a levar a melhor, com2.3s de vantagem para Fernandes.

O Rali começou com uma Super-Especial citadina do centro da cidade Aguiar da Beira onde o piloto de Sintra, Carlos Fernandes, triunfou mesmo que contando com forte oposição de André Ferreira, em Citroen Saxo.

Já no segundo dia da prova, Manuel Correia, navegado por Isabel Pinto, atacou tendo vencido seis das oito especiais, sendo apenas batido por Carlos Fernandes em duas ocasiões. Ainda assim, só na PEC7, Penaverde/Dornelas 2, é que o piloto bracarense saltou para a liderança da “geral” da prova, acabando depois por conseguir consolidar a vitória final com 2.3 segundos de vantagem.

Entre os inscritos no Campeonato FPAK de Ralis, Carlos Fernandes acaba por consolidar a liderança no Campeonato com este triunfo em Aguiar da Beira/Sernancelhe, estando cada vez mais perto de se sagrar vencedor do Campeonato FPAK de Ralis.

Pedro Lago Vieira dominou a prova de fio a pavio entre os inscritos no Campeonato Nacional de Ralis Iniciados. Já no Challenge DS3 R1, a prova foi extremamente acidentada sendo que, dos seis Citroen DS3 R1 que se apresentam à partida para a prova, só dois terminaram a prova. A vitória acabou por sorrir ao madeirense Diogo Soares que assim assume a liderança no Challenge. Destaque ainda para o acidente aparatoso de Ricardo Sousa na PE4 que deitou por terra as aspirações do jovem piloto quando liderava a prova e ainda para a desistência de Gonçalo Inácio, curiosamente quando este também liderava entre os inscritos no Challenge DS3.

 

Scroll To Top