Segunda-feira , Março 25 2019
ÚLTIMAS
Home / RALI / CITROËN TOTAL WRT COM FALTA DE SORTE
CITROËN TOTAL WRT COM FALTA DE SORTE

CITROËN TOTAL WRT COM FALTA DE SORTE

 

Autores de um forte início de Etapa apesar da sua posição de primeiros na estrada, Sébastien Ogier e Julien Ingrassia foram, infelizmente, forçados a abandonar durante a tarde, depois de  embaterem numa parede de neve, sendo-lhes impossível retirar o seu C3 WRC, que saiu ileso. Os recém-vencedores de Monte-Carlo voltam ao rali amanhã. Também com um começo promissor, apesar de ter feito um pião, Esapekka Lappi e Janne Ferm terminaram o dia em alta, registando um segundo melhor tempo e ascendendo ao quinto lugar à Geral.

 

Sendo a Etapa mais longa do programa deste fim de semana (137,41 km cronometrados em 7 Especiais), este primeiro dia de competição decorreu maioritariamente em território norueguês, com Especiais de perfil geralmente mais técnico. Também com mais neve do que o habitual, estas Especiais não resistiram ao clima relativamente ameno dos últimos dias e, nas segundas passagens durante a tarde, algumas zonas tornaram-se verdadeiros atoleiros de neve e lama.

 

Atentos a qualquer oportunidade favorável durante a primeira metade da jornada (5º lugar, a 14″4s do comandante), e provando, mais uma vez, a sua assiduidade nos lugares da frente, Sébastien Ogier e Julien Ingrassia, infelizmente pagaram um preço elevado pela sua performance. Primeiros a encontrar muita água nas bermas, fruto da passagem dos carros clássicos entre as duas passagens dos WRC, a dupla francesa foi, infelizmente, surpreendida na ES6 (Svullrya, 24,88 km) com uma colisão contra uma parede de neve, tendo o seu C3 WRC ficado preso na mistura de neve e lama. Sem a presença de espetadores que os pudessem ajudar a colocar o carro na estrada, a equipa do C3 WRC com o número 1 foi forçada a abandonar, encerrando ali esta primeira Etapa. Amanhã, estarão de volta ao rali com o objetivo de realizar uma sessão de treinos em grande escala.

 

Pouco antes disto, na ES5 (Hof-Finnskog, 21,26 km), coube a Esapekka Lappi e Janne Ferm serem vítimas de pouca sorte, efetuando um pião a alta velocidade que, infelizmente, fê-los perder bastante tempo. Colocados, a meio da Especial, no mesmo segundo do futuro vencedor do troço, sinal da total confiança dos finlandeses no seu C3 WRC, a dupla estava a 35’’9s no final da Especial. Na sequência do pião, Lappi e Ferm tiveram de se fazer à estrada com a aerodinâmica do seu carro danificada, precisamente num terreno que requer total estabilidade a alta velocidade, mas isso não os impediu de rubricar o segundo tempo mais rápido (a apenas 3 décimos do vencedor) no último troço cronometrado do dia, obtendo, assim, o quinto posto à Geral no final da Etapa, a 42 segundos do comandante. Com um lugar interessante na ordem de partida para amanhã, a dupla escandinava mantém a firme intenção de confirmar o seu potencial ao longo do dia.

 

Amanhã, a segunda Etapa levará os concorrentes a cumprir quase cento e trinta quilómetros cronometrados (repartidos por 8 Especiais), com o famoso salto ‘Colin’s Crest’ integrado na Especial de Vargasen.

 

O QUE ELES DISSERAM…

Pierre Budar, Diretor da Citroën Racing

“Obviamente, foi um dia complicado devido ao abandono do Sébastien e do Julien, que pagaram um preço elevado por um pequeno erro em condições que eram realmente muito difíceis. Claramente, eles não mereciam este tipo de azar, especialmente depois de terem feito uma excelente primeira passagem. Por seu lado, o Esapekka e o Janne tiveram uma Etapa de altos e baixos. Não se pode negar que cometeram um erro mas, acima de tudo, fiquei impressionado com o seu elevado ritmo, bastante promissor, que, certamente, lhes dá toda a força e esperança para o resto do rali.”

 

Sébastien Ogier, Piloto do Citroën Total WRT

“Fizemos uma boa primeira passagem esta manhã. Mas sabíamos que, aqui, as segundas passagens são sempre muito complicadas, especialmente quando se é o primeiro na estrada. Só tive um ligeiro impacto contra um banco de neve, mas foi o suficiente para o carro ficar preso. Sem espetadores nas redondezas, não tivemos qualquer possibilidade de voltar a colocar o carro na estrada e retomar o rali.”

 

Esappeka Lappi, Piloto do Citroën Total WRT

“Foi um dia difícil, com muitos pilotos a cometerem muitos erros e, infelizmente, eu fui um deles. Apesar de tudo, estou satisfeito com a forma como terminei a Etapa e com os progressos que fiz ao volante do meu C3 WRC nestas Especiais. Nos reconhecimentos, havia menos gelo nas Especiais de amanhã do que nas de hoje, por isso, estou a contar com alguma terra e lama na estrada. Vou ter de ser cuidadoso com os pneus com pregos, mas vou manter o ritmo elevado, tal e qual como temos feito até agora.”

 

RALI DA SUÉCIA 2019

CLASSIFICAÇÃO GERAL NO FINAL DA ETAPA 1

  1. Suninen / Salminen (Ford Fiesta WRC) 1h11’05’’3
  2. Tänak / Järveoja (Toyota Yaris WRC) +2’’0
  3. Mikkelsen / Jaeger-Amland (Hyundai i20 WRC) +17’’8
  4. Evans / Martin (Ford Fiesta WRC) +28’’6
  5. Lappi / Ferm (Citroën C3 WRC) +42’’0
  6. Loeb / Elena (Hyundai i20 WRC) +48’’8
  7. Neuville / Gilsoul (Hyundai i20 WRC) +52’’7
  8. Meeke / Marshall (Toyota Yaris WRC) +53’’1
  9. Tidemand / Floene (Ford Fiesta WRC) +1’24’’4

 

 

Scroll To Top