Domingo , Outubro 17 2021
ÚLTIMAS
Home / RALI / CITROËN VODAFONE TEAM QUER REPETIR 1º LUGAR DE 2016
CITROËN VODAFONE TEAM QUER REPETIR 1º LUGAR DE 2016

CITROËN VODAFONE TEAM QUER REPETIR 1º LUGAR DE 2016

 

Depois de uma vitória absoluta no asfalto do último Rali da Água – CIM Alto Tâmega e de um 2º lugar, em termos nacionais, no Rali Vinho Madeira, José Pedro Fontes e Inês Ponte querem registar novo excelente resultado no Rally Serras de Fafe e Felgueiras, sexta prova do Campeonato de Portugal de Ralis 2021.

Contando com um C3 Rally2 do Citroën Vodafone Team com as mais recentes evoluções da Citroën Racing, nomeadamente em termos de set-ups para troços de terra, a dupla está convicta de que poderá lutar por uma nova vitória, sucesso que Fontes e Ponte já partilharam em 2016, assim continuando a somar pontos que os mantenham na luta pelos títulos de 2021.

Igualmente pontuável para o Europeu de Ralis (ECR), a prova do Demoporto corre-se de 1 a 3 de outubro, tendo como secção competitiva os dois últimos dias (sábado e domingo), duas Etapas com 16 Especiais e 197,08 quilómetros cronometrados, parte de um percurso total de 678,98 quilómetros.

Estávamos a 5 de março de 2016 quando, no Rally Serras de Fafe desse ano, José Pedro Fontes e Inês Ponte, à altura aos comandos de outro modelo de ralis da Citroën Vodafone Team, saboreavam o champanhe da vitória, alcançada depois de terem sido os mais rápidos em quatro das dez especiais desenhadas nos troços de terra da região, por muitos vista como a atual “Catedral” dos ralis portugueses. Ano após ano, a dupla tem tentado repetir essa prestação.

Hoje, cerca de ano e meio depois da edição de 2020 e com o impulso dos excelentes resultados alcançados nas anteriores duas provas do Campeonato de Portugal de Ralis 2021 – uma vitória absoluta no Rali da Água – CIM Alto Tâmega e um 2º lugar (3º da Geral absoluta) no Rali Vinho Madeira – aos comandos do seu novo C3 Rally2, José Pedro Fontes e Inês Ponte apresentam-se no Rally Serras de Fafe e Felgueiras 2021 com uma enorme vontade de reassumir o lugar de topo do pódio de Fafe, continuando a somar valiosos pontos que lhes permitam manter-se na luta pelos títulos do presente ano.

“Estamos num momento de forma fantástico, que se traduz nos resultados que, como equipa, alcançámos quer na Madeira, quer no Alto Tâmega, ralis em asfalto em que o C3 Rally2 demonstrou todas as suas valências, referiu José Pedro Fontes. “Tais resultados permitiram-nos reaproximar dos nossos adversários em termos de pontuações, mantendo-nos como claros candidatos aos títulos de Pilotos e Navegadores de 2021: estamos a 9 pontos do 3º lugar e a pouco mais de 20 pontos da liderança, sendo que ainda faltam correr-se três provas, duas em terra (incluindo este Rally de Fafe e Felgueiras), e uma em asfalto. Será um final de ano, decerto, muito emocionante.”

O C3 Rally apresenta-se, agora, na sua especificação máxima para pisos de terra face às montadas da concorrência: “O presente CPR conta, neste momento, com um plantel muito equilibrado, quer em termos de pilotos experientes, conhecedores das particularidades dos ralis nacionais, quer ao nível das suas viaturas, carros da mais recente geração Rally2, um grupo onde o nosso C3 Rally2 se integra por pleno direito. As diversas sessões de testes que temos vindo a realizar ao longo do ano, experimentando todas as mais recentes evoluções e ‘set-ups’ que a Citroën Racing tem criado para o modelo, quer para terra, quer para o asfalto, juntamente com os ralis que temos disputado, permitem-nos dizer que contamos com a maior evolução atualmente disponível, idêntica à dos carros oficiais que correm no WRC e no ERC.”

“Estamos, por isso, confiantes num bom resultado num rali que antevemos muito competitivo, já que para além dos habituais adversários do CPR teremos que enfrentar algumas das melhores formações que disputam o Europeu de Ralis, se bem que esses não roubem pontos aos pilotos nacionais, qualquer que seja a posição que venham a alcançar na geral final. Independentemente do campeonato que se analise, o objetivo é só um a vitória, resultado que fica sempre excelente no palmarés de qualquer piloto ou navegador”, acrescenta Fontes.

 

O RALLY SERRAS DE FAFE E FELGUERAS EM RESUMO*

A 34ª edição do Rally Serras de Fafe e Felgueiras irá correr-se de 1 a 3 de outubro (sexta-feira a domingo), como 6ª prova do Campeonato de Portugal de Ralis 2021, pontuando, também e entre outros, para o Campeonato da Europa de Ralis (ERC). Compondo-se de 2 Etapas, o percurso desenhado pelo Demoporto – Clube de Desportos Motorizados do Porto prolonga-se por 678,98 quilómetros, neles integrando-se 197,08 quilómetros ao cronómetro das 16 Especiais de Classificação.

Com centro nevrálgico em Fafe, no Pavilhão Multiusos, e Parque de Assistência na Praça das Comunidades, a prova reserva a tarde de sexta-feira para as sessões de Treinos Livres (13h30/15h30) e de Shakedown (16h30/18h00), a realizar nos 3,25 km do troço de Monte. A intercalá-las, realizar-se-á o Qualifying (15h32), reservado a um lote pré-definido de equipas.

Em termos desportivos, a 1ª Etapa (sábado) inicia-se às 08h00, na Praça Mártires do Fascismo (Feira Velha), em Fafe, a que se segue uma rápida passagem de 15 minutos pelo Parque de Assistência (08h08/08h23) e um refuel, antecedendo a primeira sequência de troços – Luílhas 1 (12,1 km; 09h00), Sra da Fé/Anjos 1 (18,06 km; 09h50) e Agra/Zebral 1 (11,25 km; 10h25). Após novo refuel completa-se a ronda matinal, com o troço de Boticas 1 (15,20 km; 11h45). Finda essa ronda, as equipas rumam às assistências (13h48/14h18), preparando nova volta por esses mesmos quatro troços, os três primeiros em sequência às 14h55, 15h55 e 16h20, novo refuel e, a fechar o dia, a especial de Boticas 2 (17h40). Depois de nova ida à assistência (19h38/20h23) os carros entram em Parque Fechado (20h38).

A 2ª Etapa (domingo) começa às 08h30, com uma ida ao Parque de Assistência (08h38/08h53), preparando as viaturas para uma sequência de quatro Especiais: Seixoso 1 (10,01 km; 09h30), Sta Quitéria 1 (9,28 km; 10h10), Montim 1 (8,63 km; 10h45) e Lameirinha 1 (13,99 km; 11h10), terminando num Reagrupamento de 15 minutos na Feira Velha (11h50/12h05). Segue-se um refuel e nova ida ao Parque de Assistência (12h13/12h43), que antecedem a ronda da tarde, por essa mesma sequência de troços, a partir das 13h20, 14h00, 14h35 e 15h00, respetivamente. O rali terminará no pódio montado frente à Câmara Municipal de Fafe, com a consagração dos vencedores das diversas categorias e passagem dos demais participantes, antecedendo a entrada dos carros em Parque Fechado (16h23).

Para além da Citroën e da Vodafone, como patrocinador principal, são parceiros deste projeto de ralis as marcas Milaneza, ExpressGlass, Pirelli e Total. Em termos de preparação, o C3 Rally2 conta com o know-how dos técnicos da Sports & You.

* Nota: horas referenciais para o primeiro carro na estrada.

&nbsp

Scroll To Top
Posting....