Sexta-feira , Dezembro 3 2021
ÚLTIMAS
Home / MODALIDADES / Clube Escape Livre apresenta Rota Turística da Estrada Nacional 18
Clube Escape Livre apresenta Rota Turística da Estrada Nacional 18

Clube Escape Livre apresenta Rota Turística da Estrada Nacional 18

O Clube Escape Livre da Guarda, que lançou em 2021 o projeto Rotas de Portugal em parceria com a SEAT, apresentou dia 15 de julho, na Biblioteca Eduardo Lourenço, na Guarda, a Rota Turística da Estrada Nacional 18.

A EN18 é a primeira das 4 estradas nacionais que fazem parte do projeto Rotas de Portugal, em parceria com a SEAT e com o apoio das Aldeias Históricas de Portugal, dos vários Municípios e das diferentes Comissões Vitivinícolas. A EN18 liga a cidade da Guarda, capital da Beira Alta, a Ervidel, no Alentejo. É a segunda estrada nacional mais comprida de Portugal com um total de 388km. Pelo caminho cruza 14 municípios: Guarda, Belmonte, Covilhã, Fundão, Castelo Branco, Vila Velha de Rodão, Nisa, Portalegre, Estremoz, Évora, Portel, Vidigueira, Beja e Aljustrel. Cruza duas Aldeias Históricas de Portugal: Belmonte e Castelo Novo, e passa bem perto de outras 3 que valem bem a pena o desvio: Sortelha, Idanha-a-Velha e Monsanto.

Na apresentação estiveram presentes representantes de vários dos Municípios da EN18, incluindo os Presidentes das Câmaras Municipais da Guarda e de Beja, que aproveitaram para enaltecer a iniciativa: “Temos aqui mais um motivo para poder olhar para o Interior com um fator de oferta diversificada ao nível do turismo. Os focos de interesse são imensos e, portanto, a EN18 pode ser também um ponto de ligação e, ao mesmo tempo de promoção e divulgação, daquilo que, da Guarda até Ervidel, ela tem para oferecer a quem a percorrer.” – afirmou Carlos Chaves Monteiro, Presidente da Câmara da Guarda.

Já Paulo Arsénio, Presidente da Câmara de Beja, comentou que: “São projetos como este, que contribuem muito para valorizar o Interior do país. As nossas potencialidades turísticas ficam claramente ampliadas através de produtos estruturados como este, que percorrem territórios que muitas vezes não tem holofotes turísticos, como, por exemplo, tem o Litoral. Portanto, isto é um produto muito interessante, que começa na serra da Estrela, acaba na planície alentejana e tem uma imensidão de concelhos e distritos para percorrer. Nós também temos uma oferta magnífica na nossa zona e na nossa região e, através deste projeto, queremos dar uma amplitude maior a tudo o que de bom temos para oferecer.”

&nbsp

Scroll To Top
Posting....