Sexta-feira , Maio 24 2019
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / CNTT arranca com uma centena de equipas inscritas
CNTT arranca com uma centena de equipas inscritas

CNTT arranca com uma centena de equipas inscritas

André Vilas Boas é a surpresa

Sertã Power Stage em direto na TV

 

Depois de uma temporada que terminou com mais de duas centenas de máquinas a disputar a Baja Portalegre 500, o Campeonato Nacional de Todo -o-Terreno 2018 arranca no próximo fim-de-semana com 60 SSV, 40 Motos e 10 Quads na Baja TT do Pinhal.

Um campeonato que nos SSV se prevê ainda mais disputado e participado que em 2017, mas que por outro lado se apresenta cada vez mais a pender para o lado da CanAm com uma maioria significativa de máquinas e pilotos candidatos à vitória.

Nas Motos são muito poucas as novidades para 2018 onde António Maio e Sebastian Bühler deverão lutar pelo título eventualmente com Mário Patrão a dar-lhes luta. Um acidente ocorrido no passado fim-de semana impede, todavia, o jovem Bühler de estar presente nesta jornada de abertura.

Bernardo Megre apresenta-se como colega de Maio na equipa Yamaha Fino Motor Racing e vai correr na Classe TT1, enquanto os regressados Salvador Vargas e Daniel Jordão vão disputar o título TT3 onde terão ainda como adversários Domingos Santos (ex-campeão TT1) numa AJP e Daniel Silva (Vencedor da Promoção em 2017) em Husqvarna.

Entre os Quad temia-se uma participação diminuta ao nível, mas serão 11 a competir na Baja do Pinhal onde o campeão Arnaldo Martins se apresenta como grande favorito.

Entre os SSV as principais novidades desportivas para 2018 dão conta da passagem de Marco Silva (vencedor do Portalegre 2016) da Yamaha para a CanAm, de Rui Serpa (Campeão em 2011) da Polaris para a Yamaha e a paragem de João Lopes (único a vencer duas corridas em 2017). No capítulo de novidades técnicas destaque para o Turbo que irá passar a equipar alguns dos Yamaha com destaque para Ricardo Carvalho, Rui Serpa, João Rebelo Martins, António e Dorothee Ferreira.

Em 2017 e para além de João Lopes (2 vitórias) venceram corridas Bruno Martins, Pedro Santinho Mendes, Pedro Grancha, João Monteiro e Ruben Faria todos em CanAm e naturalmente todos eles serão de novo candidatos às vitórias em 2018.

A eles e pelo que se viu em 2017 irão juntar-se seguramente os também pilotos CanAm Vitor Santos, Luís Cidade, David Tubarão, Marco Silva, Pedro Carvalho, Lourenço Rosa, os pilotos Yamaha Ricardo Carvalho, Rui Serpa, Teo Viñaras e o campeão 2016 João Dias o piloto de topo da Polaris que sobra na razia sofrida pelo construtor americano que até 2016 dominava de forma quase absoluta a disciplina.

André Vilas Boas a surpresa

Depois de uma participação conjunta no Dakar 2018 Ruben Faria e André Vilas Boas vão participar no CNTT com os seus CanAm assistidos pela South Racing que nos automóveis apoia o novo projeto de Pedro Ferreira. Se para Ruben Faria disputar o Dakar 2018 de SSV é um grande objetivo o futuro do treinador de futebol poderá também passar por uma nova participação no Dakar agora de SSV

Bruno Martins ausente na Sertã a pensar no Dakar

Quem também se prepara para o Dakar 2019 é o Campeão Nacional 2017 Bruno Martins que vai limitar a sua participação no CNTT 2018 para se centrar no projeto Dakar

3 troféus

Os três construtores CanAm, Yamaha e Polaris mantêm os seus troféus que abrangem mais de 90% das equipas inscritas.

Novas adesões

No capítulo das novas adesões à disciplina destaque para Nuno Fontes um piloto que nos anos 90 disputava os primeiros lugares nas competições auto e para dois pilotos oriundos das duas rodas: Luís Portela de Morais e Henrique Nogueira

Espanhóis apostam em Portugal

Com um campeonato sem grande expressão os pilotos espanhóis olham com bons olhos para as corridas portuguesas. Para além dos já bem conhecidos irmãos Viñaras a Baja do Pinhal irá receber a dupla campeã de Espanha Pedro Delgado e Laura Díaz. Também o conceituado Javier Herrador prepara mais do que um CanAm para correr em Portugal

Sertã Power Stage em direto na TV

A Baja TT do Pinhal arranca desportivamente na sexta-feira, com um prólogo que será composto por 6,24km quilómetros cronometrados. Ainda na sexta-feira os concorrentes vão realizar um troço de 75,06 quilómetros antes de disputarem a Sertã Power Stage que a partir das 17 horas será transmitida em direto na televisão.

´

No dia seguinte, pela manhã, vão executar um setor seletivo com 181,08 km  que vai passar por Sertã, Oleiros, Isna, Proença, Moitas e Sertã. Já na parte da tarde será cumprido um troço de 62,33 km que vai ligar Sertã a Proença-a-Nova.

Datas CNTT 2018

16 e 17            março              Baja TT do Pinhal

7 e 8                abril                 Baja TT Loulé

28 e 29            abril                 Raid TT da Ferraria

25 a 27            maio                Baja TT Reguengos

7 e 8                setembro        Baja TT de Idanha

6 e 7                outubro           Raid TT Arganil / Góis

25 a 27            outubro           Baja Portalegre 500

 

Scroll To Top