Terça-feira , Dezembro 18 2018
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / Corridas  do Racing Weekend levaram a emoção a Braga
Corridas  do Racing Weekend levaram a emoção a Braga

Corridas  do Racing Weekend levaram a emoção a Braga

 

 

 

            O Circuito Vasco Sameiro animou-se com um programa de provas aliciante. Um Racing Weekend, que decorreu sob um tempo de verão no traçado desenhado em redor do Aérodromo da Palmeira, e sem sobressaltos, como é timbre das organizações do CAMI Motorsport.

 

Em conjunto com a Full Eventos a infraestrutura do KIB serviu de ‘palco’ a um programa de provas que marcou a ‘rentrée’ da velocidade após a pausa de verão, e que mobilizou para o circuito minhoto sete dezenas de dedicados elementos do CAMI Motorsport. Alguns deles numa completa estreia em eventos de pista permanente, que auxiliados pelos conhecimentos de outros deram corpo a oito corridas e mais outros tantos treinos livres e cronometrados, cumprindo um horário exigente.

 

E se os bólides do Campeonato de Portugal de Velocidade Turismo – TCR Portugal eram ‘cabeça de cartaz’, também os do Campeonato de Portugal de Velocidade Clássicos e Clássicos 13000, Campeonato de Portugal Legends, Super Car Series e Kia Picanto GT fizeram deslocar ao Vasco Sameiro muitos entusiastas. Algo pouco vulgar noutros eventos do género.

 

Uma moldura humana que aplaudiu os triunfos de Pedro Salvador nos TCR, sendo que em Braga o piloto de Chaves ficou mais perto do título, apesar do bom resultado alcançado pelo seu mais próximo rival no campeonato no segundo confronto de domingo; Rafael Lobato no Peugeot 308 TCR. Uma competição onde também brilhou Francisco Carvalho no Audi RS3 LMS e Armando Parente no VW Golf GTi, este na primeira corrida do programa.

 

O público também assistiu a empolgantes confrontos no Campeonato de Portugal de Velocidade Clássicos, onde um duelo entre Ford Escort coroou vencedor Rui Costa face a Rui Azevedo, sendo que no Campeonato de Portugal Legends as vitórias foram repartidas. Pedro Alves, em Citroën Saxo , impôs-se no sábado depois de António Barros ter tido problemas no seu BMW M3, mas no domingo o piloto do Porto não ‘perdoou’ e venceu mesmo.

 

Por último uma palavra para os pequenos KIA Picanto GT Cup – uma verdadeira fórmula de iniciação na velocidade. Curiosamente Hugo Araújo fez valer a experiência e o fator-casa face à juventude de Mariano Pires, que na segunda corrida do fim de semana tornou a tarefa do piloto de Braga bem mais difícil.

 

Poucas vezes houve concorrentes a ‘pisar o risco’, e também graças a quem diriga as corridas. É para além de ‘staff’do CAMI Motorsport Eduardo Freitas, Diretor de Corrida Campeonato do Mundo de Endurance (FIA WEC) e Rui Marques, Diretor de Corrida-Adjunto do Campeonato do Mundo de Carros de Turismo (FIA WTCR), foram dois preciosos ‘aliados’ nessa tarefa.

 

Scroll To Top