Quarta-feira , Outubro 27 2021
ÚLTIMAS
Home / RALI / CRAIG BREEN MANTÉM-SE NA LUTA
CRAIG BREEN MANTÉM-SE NA LUTA

CRAIG BREEN MANTÉM-SE NA LUTA

O dia mostrou-se azíago para o Citroën Total Abu Dhabi World Rally Team, que perdeu consecutivamente Kris Meeke, com um problema mecânico quando liderava o rali, e depois Stéphane Lefebvre. Quanto a Craig Breen, ele ocupa o 5º lugar da geral no final do 2º dia competitivo da Volta à Córsega, restando-lhe aproveitar qualquer oportunidade que se lhe depare para progredir na classificação na etapa de amanhã.

 

  • Este segundo dia da Volta à Córsega correu-se a sul de Bastia, compondo-se de 2 Especiais, percorridas por duas vezes: La Porta/Valle di Rostino (48,71 km) e Novella (17,27 km).
  • Anunciada como a Especial decisiva do rali, a ES5 foi madrasta para Stéphane Lefebvre. Cerca de 5 km após o início, o jovem francês quebrou uma peça da suspensão após um toque num muro. Junto com o seu co-piloto Gabin Moreau, empreendeu, de imediato, uma longa intervenção mecânica mas, apesar dessa reparação improvisada, a dupla não logrou chegar a tempo ao início da ES6, ultrapassando o atraso máximo autorizado.
  • Pouco depois, a equipa sofria novo golpe, quando viu Kris Meeke e Paul Nagle a terem de abandonar, após terminarem a ES6, devido a um problema de motor. Quando entraram com o carro na assistência, a equipa confirmou o abandono do rali, numa altura em que o Citroën C3 WRC nº 7 ocupava a liderança da prova, à frente de Neuville e Ogier.
  • Também a manhã de Craig Breen e Scott Martin não se mostrou fácil, pois o piloto irlandês viu-se forçado a conduzir às cegas na ES6, fruto de uma quebra das ligações de rádio com o seu co-piloto. Graças a um engenhoso sistema de gestos, a equipa limitadou os danos ao ceder uns meros 10 segundos. Breen ocupava então o 5º lugar da classificação geral.
  • Na segunda ronda, Breen esteve em luta com Jari-Matti Latvala, piloto finlandês que o passou na ES7, mas sem nunca perder o contacto. O piloto do Citroën C3 WRC n°8 terminava este segundo dia na 5ª posição, a 2,8 segundos do seu rival.
  • A Volta à Córsega termina este domingo com 2 troços, em redor de Porto-Vecchio, num total de 64 km, último dia que terá Craig Breen e Stéphane Lefebvre à partida, este último alinhando em Rally2.

 

O QUE ELES DISSERAM…

Yves Matton, Diretor da Citroën Racing: “O abandono do Kris, numa altura em que estava na liderança, é obviamente uma grande decepção para toda a equipa. Mas também é característica do desporto automóvel, pelo que teremos agora de identificar as causas deste problema, para que não se repita. Mantemo-nos positivos, porque temos demonstrado uma performance muito elevada do Citroën C3 WRC no asfalto. Amanhã, o Craig e o Stéphane irão procurar alcançar a linha de chegada para marcar pontos no Campeonato do Mundo de Construtores. O Craig está a apenas três segundos do 4º lugar, pelo que pode ainda subir na classificação.”

Craig Breen: “A Volta à Córsega é, sem dúvida, o pior rali de todos para se ter um problema de rádio. No entanto, conseguimos não perder muito tempo na ES6. Esta tarde senti um pouco mais de pressão após as desistências do Kris e do Stéphane. Não cometi erros e mantive-me em contato com o Jari-Matti Latvala. Vamos ver amanhã se iremos conseguir ascender ao 4º lugar.”

Kris Meeke: “Não é, obviamente, o resultado que eu esperava, mas faz parte do jogo. Para que um carro alcance a maior velocidade possível, há dezenas de pessoas que trabalham em milhares de peças, só que, por vezes não funciona como se espera. Em todo caso, vou regressar deste fim de semana com uma enorme confiança no futuro. Foi realmente especial liderar o rali, prova que eu considero ser o mais difícil em pisos de asfalto. Sabemos que o nosso C3 WRC pode ganhar em qualquer terreno e isso que iremos tentar fazer na Argentina e, logo depois, em Portugal e noutros lugares.”

Stéphane Lefebvre: “O impacto com o muro não foi violento, mas foi o suficiente para quebrar uma peça de suspensão. Tentámos fazer uma reparação que nos permitisse continuar para a tarde para ganhar experiência, mas infelizmente, excedemos os 30 minutos de atraso permitidos. Amanhã estaremos volta em Rally2, sendo que vou tentar ter uma boa dinâmica para sair da Córsega com uma nota positiva”.

 

 

DIA 2 – CLASSIFICAÇÂO GERAL (provisória)

  1. Neuville / Gilsoul (Hyundai i20 WRC), 2h44m10,2s
  2. Ogier / Ingrassia (Ford Fiesta WRC), +38,9s
  3. Sordo / Marti (Hyundai i20 WRC), +57,7s
  4. Latvala / Anttila (Toyota Yaris WRC), +1m09,4s
  5. Breen / Martin (Citroën C3 WRC), +1m12,2s
  6. Paddon / Kennard (Hyundai i20 WRC), +1m43,8s
  7. Mikkelsen / Jaeger (Skoda Fabia R5), +6m21,7s
  8. Suninen / Markkula (Ford Fiesta R5), +7m29,6s
  9. Sarrazin / Renucci (Skoda Fabia R5), +7m46,8s
  10. Rossel / Fulcrand (DS 3 R5), +9m56,5s (3º WRC2)
  11. Veiby / Skjaermoen (), + 12m21,0s
  12. Tempestini / Bernacchini (DS 3 R5), +13m06,2s (3º WRC2)


59. Lefebvre / Moreau (Citroën C3 WRC), +1h11m16,8s


O ÚLTIMO DIA DA VOLTA À CÓRSEGA
(Nota: horas locais, +1h00 do que em Portugal Continental)


DIA 3 / DOMINGO, 9 ABRIL

07h15:  Assistência E (Aeroporto de Bastia – 35’)

08h58:  PEC 9 – Antissanti – Poggio di Nazza (53,78 km)

12h18:  PEC 10 – Porto-Vecchio – Palombagia (10,42 km) – Power Stage

13h30:  Pódio (Marina de Porto-Vecchio)

17h00: Conferência de Imprensa final (Bastia)

17h45: Publicação da Classificação Final Provisória

 

&nbsp

Scroll To Top
Posting....