Domingo , Abril 21 2019
ÚLTIMAS
Home / RALI / Crónica Mário Castro Rallye Serras de Fafe
Crónica Mário Castro Rallye Serras  de Fafe

Crónica Mário Castro Rallye Serras de Fafe

QUERIAMOS A VITÓRIA MAS 2º LUGAR ACABA POR SER POSITIVO…

Tal como se antevia a primeira prova do ano foi bastante competitiva não só na luta pela vitória como pelas posições secundárias ainda que a chuva que caiu durante toda a sexta-feira tenha originado diferenças até um pouco fora do que seria expectável. Da nossa parte nada correu bem nessa noite. Desde os primeiros metros que fomos bastante cautelosos pois fomos sempre “á procura” da curva que escorregava mas essa não apareceu e perdemos muito tempo para os primeiros. Já na segunda passagem entramos bem mas o set-up escolhido para o Skoda não foi o mais indicado e foi difícil fazer melhor do que o que fizemos.
Terminado o primeiro dia de rali e posicionados no 4º lugar restava-nos esfriar a cabeça e focarmo-nos na luta pelo 2º posto que não era impossível. Logo na primeira especial do segundo dia fizemos um excelente tempo (só batidos pelo Campos) e em compensação ganhamos bastante ao líder do rali e isso recolocou-nos na luta pela vitória pois ficamos a apenas 18 segundos do líder e com 7 classificativas pela frente. Daí para a frente andamos sempre quase no máximo e gradualmente fomos recuperando tempo. Com a desistência do Moura e os problemas do Campos a luta pela vitória ficou apenas entre nós e o Fontes e entramos para a ultima secção do rali a apenas 8 segundos dele. Em Montim 2 encurtamos a diferença para 4,6 e tudo poderia acontecer até final. O Fontes defendeu-se bem em Lameirinha 2, ganhando-nos 1,6 segundos mas nós não baixamos os braços e entramos para Luilhas 3 com vontade de recuperar algum tempo (até pq foi o troço onde lhe tínhamos ganho nas passagens anteriores) e depois ir discutir a vitória para a ultima especial do rali, só que um problema com a direção do Skoda obrigou-nos a levantar um pouco o pé e acabou por ser impossível alcançar o Fontes que acaba por ser um justo vencedor pois foi muito rápido e nunca vacilou perante a pressão.
Ficar a apenas 9,6 segundos da vitória é sempre um pouco desolador mas ao mesmo tempo tanto eu como o Pedro estamos muito satisfeitos com este resultado porque acaba por ser animador para o restante campeonato. Os meus parabens aos vencedores do rali e várias classes, á Demoporto pelo excelente trabalho realizado, á camara Municipal de Fafe por toda a dedicação quem tem perante este rali e também um agradecimento especial aos nossos mecânicos pelo trabalho realizado durante a prova.

 

Scroll To Top