Quinta-feira , Outubro 29 2020
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / Diogo Graça fechou Juniores em Vieira do Minho
Diogo Graça fechou Juniores em Vieira do Minho

Diogo Graça fechou Juniores em Vieira do Minho

A pista do Mosteiro em Vieira do Minho foi o cenário escolhido para a penúltima prova do campeonato nacional de Motocross nas classes reservadas às motos mais potentes da modalidade em Portugal.

Com pouco mais de 1500 metros de extensão a pista preparada pelo ex-campeão nacional Hugo Santos e pelos Conquistadores Moto Clube de Guimarães revelou-se perfeita e capaz de proporcionar um excelente espectáculo ao público presente, com os pilotos a mostrarem também todo o seu empenho num traçado que promete continuar no campeonato nacional em anos próximos.

Num dia em que algumas decisões poderiam surgir em relação aos campeões nacionais desta temporada de motocross, tal acabou por surgir apenas entre os Juniores, pois ao manter a sua invencibilidade no campeonato Diogo Graça poderá enfrentar a derradeira prova do campeonato sem qualquer pressão face ao campeonato visto ter já vantagem suficiente perante a concorrência para enfrentar o fecho de época com bastante conforto.

No Off-Road Park de Vieira do Minho dominou por completo na sua classe e terminou com uma volta de avanço para os restantes pilotos, liderados por João Oliveira que foi o segundo, fechando o pódio André Sérgio.

Diogo Graça foi igualmente protagonista na classe MX2 e conseguiu mesmo a sua primeira vitória do ano na classe ao vencer ambas as mangas realizadas em Vieira do Minho. Uma vitória importante que o colocou na corrida ao título na classe que será decidido apenas na prova de encerramento do campeonato e com três interessados no mesmo: Diogo Graça, Luis Oliveira e Pedro Carvalho, que desceu À terceira posição do campeonato depois de um dia para esquecer onde não pontuou mesmo na segunda manga devido a uma queda.

Na primeira Diogo Graça venceu na frente de Luis Oliveira e Ricardo Freire, com Pedro Carvalho a ser apenas sexto para perder de imediato pontos para os rivais. Na segunda corrida Diogo Graça voltou a repetir a dose da primeira e venceu na frente de Luis Oliveira e novamente Ricardo Freire. Pedro Carvalho não pontuou depois de uma forte queda e desta forma desceu ao terceiro posto do campeonato antes das derradeiras duas mangas do ano, com Diogo Graça a ser agora o comandante na frente de Luis Oliveira, com apenas um ponto a separar ambos os pilotos, estando Pedro Carvalho com 16 pontos de atraso para o novo líder da classe.

Em MX1 foi o campeão em título, Hugo Basaúla, que fez a operação perfeita em Vieira do Minho. Venceu ambas as mangas de MX1 e na primeira foi pleno de autoridade que o fez ao brindar a concorrência com uma volta de avanço, concorrência essa liderada por Sandro Peixe e com Nelson Silva na terceira posição. Na segunda corrida Sandro Peixe deu mais réplica mas mesmo assim não evitou quase 19 segundos de diferença para Basaúla no final das 20 voltas que ambos realizaram, ficando novamente Nelsoin Silva em terceiro. Basaúla irá assim enfrentar o fecho do campeonato com 14 pontos de vantagem sobre Peixe, num título que ficará obrigatoriamente nas mãos de um deste dois pois os restantes estão já fora das possibilidades matemáticas para chegarem ao ceptro.

Em Elite foi igualmente Basaúla a vencer ambas as corridas e leva uma dezena de pontos de vantagem para a prova final do campeonato após um fim-de-semana onde também o jovem Luis Outeiro voltou a estar imparável nos Iniciados, conseguindo o piloto do Alqueidão a sua 10ª vitória consecutiva no campeonato, sendo que nesta categoria estão ainda mais duas provas por realizar.

O fecho de temporada promete ser bastante animado com tudo em aberto nas classes principais do motocross nacional, com destaque para MX2 onde três pilotos podem ser campeões nacionais após as duas derradeiras mangas ainda por concluir. Vieira do Minho trouxe decisões apenas nos Juniores e por isso o campeonato decide-se no próximo dia 19 de Junho em Fernão Joanes.

Classificações

Iniciados
1º  Luis Outeiro – Honda com 50 pontos
2º Rodrigo Luz – Yamaha com 44
3º Rúben Ferreira – Husqvarna com 38
4º Eduardo Santos – KTM com 38
5º Tomás Cabral – Honda com 32

Campeonato
1º Luis Outeiro com 25o pontos; 2º Rodrigo Luz com 206; 3º Eduardo Santos com 190; 4º Rúben Ferreira com 169; 5º Tomás Cabral com 128

MX2 Júnior
1º Diogo Graça – Husqvarna
2º João Oliveira – Yamaha
3º André Sérgio – Yamaha
4º Bruno Charrua – Yamaha
5º Renato Silva – TM

Campeonato
1º Diogo Graça com 150 pontos; 2º André Sérgio com 120; 3º Bruno Charrua com 110; 4º Renato Silva com 105; 5º João Oliveira com 94

MX2
1º Diogo Graça – Husqvarna com 50 pontos
2º Luis Oliveira – Yamaha com 44
3º Ricardo Freire – Jade com 40
4º André Sérgio – Yamaha com 34
5º Bruno Charrua – Yamaha com 30

Campeonato
1º Diogo Graça com 262 pontos; 2º Luis Oliveira com 261; 3º Pedro Carvalho com 246; 4º André Sérgio com 188; 5º Ricardo Freire com 171

MX1
1º Hugo Basaúla – Kawasaki com 50 pontos
2º Sandro Peixe – Honda com 44
3º Nelson Silva – Suzuki com 40
4º Rui Rodrigues – Yamaha com 36
5º Henrique Benevides – Yamaha com 32

Campeonato
1º Hugo Basaúla com 282 pontos; 2º Sandro Peixe com 268; 3º Rui Rodrigues com 213; 4º Edgar Almeida com 163; 5º Henrique Benevides com 155

Elite
1º Hugo Basaúla – Kawasaki
2º Sandro Peixe – Honda a 18.734s
3º Diogo Graça – Husqvarna a 1m05.316s
4º Nelson Silva – Suzuki a 1m32.048s
5º Luis Oliveira – Yamaha a 1m50.430s

 

Scroll To Top