Terça-feira , Outubro 26 2021
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / Diogo Ventura amplia vantagem em triunfo francês
Diogo Ventura amplia vantagem em triunfo francês

Diogo Ventura amplia vantagem em triunfo francês

 

 

O piloto Christophe Nambotin levou a Sherco Racing Factory ao topo da classificação da 16.ª edição do Enduro de Góis, segunda prova pontuável para o Nacional de Enduro, enquanto Diogo Ventura consolidou a liderança do Campeonato.

 

A segunda ronda do Campeonato Nacional de Enduro de 2021 foi a mais concorrida de sempre, com Góis a fervilhar de acção num fim-de-semana com mais de três centenas de pilotos. Numa altura em que o país acelera no desconfinamento, as emoções regressaram em força ao território goiense, em que um francês saiu da região Centro com o triunfo.

Com 10 vitórias em 11 possíveis nas etapas desenhadas pelo Góis Moto Clube, Christophe Nambotin colocou em sentido o pelotão e assinou um triunfo sem mácula em termos absolutos e Elite 2, com o tempo de 56m01,66s, relegando Diogo Ventura para a segunda posição.

A acelerar em casa, o piloto da Beta Portugal/Góis Moto Clube/Moto Espinha, não conseguiu para contrariar o francês da Sherco, ficando 1m02,91s de diferença, mas venceu a classe Elite 1. Depois de uma luta acesa com Luís Oliveira (KTM), numa fase inicial e, posteriormente, com Rui Gonçalves (Sherco), Diogo Ventura (Beta) “puxou dos galões” e imprimiu um andamento vivo para se desembaraçar de ataques do foro interno.

Rui Gonçalves – segundo na Elite 2 – acabou por ocupar o degrau mais baixo do pódio, enquanto Luís Oliveira – terceiro na Elite 2 –, que durante o período matinal ocupou a segunda posição, teve de contentar-se com a quarta posição.

Gonçalo Reis – segundo na Elite 1 –, numa GasGas, a encerrar o “top five”. Paulo Felícia (AJP), Renato Silva, Ricardo Wilson – terceiro na Elite 1 – (ambos da Beta Portugal/Moto Espinha), Manuel Teixeira e Nuno Gonçalves (ambos da equipa Bomcar Husqvarna), ocuparam as posições seguintes, respectivamente.

Na Verdes 1, Bernardo Vots (Beta) foi o mais rápido que Francisco Salgado (GasGas) e Vítor Queirós (Bomcar Husqvarna), a 9,25s e 13,89s do vencedor, respectivamente. Em Verdes 2, o triunfo sorriu a Likas Cardoso (Beta), relegando para a segunda posição Emanuel Costa (Husqvarna), a 44,22s, com Agostinho Matos (KTM) a ocupar a terceira posição, a 1m09,60s. Na classe Verdes 3, Rui Silva saiu vencedor com a sua Husqvarna, a 52,46s de vantagem para Pedro Durães (KTM) e 59,48s de Carlos Pires (Sherco), segundo e terceiro, respectivamente. Em Verdes absolutos, Likas Cardoso (Beta) foi o vencedor, seguido de Emanuel Costa (Husqvarna) e Bernardo Vots (Beta).

Joana Gonçalves, em Husqvarna da equipa Jetmar, subiu ao degrau mais alto do pódio na classe das Senhoras, com o tempo de 46m49,82s. Na segunda posição terminou Rita Vieira (Yamaha), da equipa Raposeira Bubbles Racing Team, a 29,19s, cabendo a Bruna Antunes (GasGas), da Momento TT/Team Estrelinha/GasGas Portugal, o terceiro lugar, a 2m38,28s, enquanto Vilde Holt (GasGas), da Endurocode, terminou na quarta posição, a 7m22,36s.

Enquanto isso, na classe de Veteranos, Manuel Moura (Yamaha) saiu de Góis com a vitória, com o tempo de 45m44,62s, enquanto Aníbal Botelho (Sherco) e Daniel Jordão (Yamaha) cotaram-se o segundo e terceiro mais rápidos, a 2m26,81s e 2m33,84s, respetivamente. Na Super Veteranos, Paulo Miranda (Husqvarna), com o tempo de 31m20,33s, foi o vencedor, seguido de Carlos Lopes (Sherco) e António Carmo (TM), a 17,83s e 59,23s, respectivamente.

Rodrigo Luz (Yamaha) venceu a classe Open, com o tempo de 59m08,47s, seguido por Diogo Parente (Husqvarna) e Gonçalo Sobrosa (Beta), a 33,04s e 57,97s, respectivamente. Na classe Open 1, Rodrigo Luz também saiu vencedor, enquanto na Open 2, foi Diogo Parente o mais rápido.

Na classe promoção, João Rato (Yamaha) venceu com o tempo de 29m26,10s, com Ruben Bandeira (GasGas) a 9,05s e José Ferreira (Husqvarna) a 59,07s, segundo e terceiro, respectivamente. De salientar que esta classificação está em análise pela direção da prova após uma reclamação.

Na classificação alusiva à classe Hobby, Igor Domingos (Yamaha) registou o melhor tempo, com 29m41,90s. Nelson Cunha (Honda) e Nelson Rodrigues (Husqvarna) ocuparam os lugares seguintes, a 52,95s e 1m05,49s, respectivamente.

Finalmente, Pedro Duarte (Góis Moto Clube/MMotos76/Pitos) venceu o Troféu TM; Bernardo Vots (Beta Portugal/Moto Espinha), o Troféu Beta 2 Tempos; Diogo Nogueira (Beta Portuga/Moto Espinha/AFN 4×4), o Troféu 4 Tempos; Carlos Pires (Racing Designer/Moto Dreams); o Troféu Sherco; Emanuel Costa (Stand Emanuel Costa), o Troféu Airoh; Ruben Bandeira (MC Work/Góis Moto Clube), o Troféu GasGas.

O Campeonato Nacional de Enduro prossegue nos dias 12 e 13 de Junho em Peso da Régua, a primeira “ronda dupla” da temporada.

 

&nbsp

Scroll To Top
Posting....