Quarta-feira , Maio 27 2020
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / DOMINGOS SOUSA COUTINHO EM EXCELENTE PLANO
DOMINGOS SOUSA COUTINHO EM EXCELENTE PLANO

DOMINGOS SOUSA COUTINHO EM EXCELENTE PLANO

 

Domingos Sousa Coutinho teve um excelente fim de semana ao volante do seu BMW 2.8, terminando as duas corridas em 4º e 5ª lugar à geral5 ( entre 32 pilotos  participantes ).

 

Mas a verdade é que o piloto do BMW laranja nos treinos livres, estando a rodar o seu motor para provas de sprint  conseguiria obter um tempo de 2.05.349 para, na sessão de treinos cronometrados ( notando alguns problemas no motor de sprint, a RP Motorsport entendeu que seria mais prudente ir agora com o motor para provas de endurance – com menos 30 cv, obtendo assim, na sua melhor volta ao autódromo do Estoril, o tempo de 2.05.490, que o remeteu para o 7º lugar da grelha para a 1ª corrida. Mesmo com o motor de endurance, o piloto do Porto nunca baixou os braços e fruto de uma condução cuidadosa mas agressiva, conseguiu na 1ª corrida terminar no quarto posto à geral e o primeiro lugar na categoria H 71. Na segunda corrida, Domingos Sousa Coutinho com a mesma toada, viu a bandeira de xadrez  na 5ª posição à geral e segundo na categoria H 71.

 

No final da segunda corrida, depois de retirar o capacete, Domingos Sousa Coutinho fez-nos um balanço desta jornada “ correu bem melhor do que esperava, pois o motor que o meu BMW 2.8 tem montado , não é para provas de sprint, mas sim para corridas de endurance, menos potente, e isso foi claramente um handicap, para além de que com a nova regulamentação relativa aos pesos, vi agravado em 35 kg ( peso do rollbar ) o já maior peso de todos os carros que participam no Campeonato – 1230 kg registado na Ficha de Homologação, tendo assim criado desde logo um maior fosso em termos de performance entre o meu carro e o Lotus Elan+2 do Filipe Matias ( meu mais directo adversário neste fim de semana, tendo presente as ausências dos BMW 2002 Tii de Sergio Soares de Francisco Pinto ), situação essa que acabou por ser mais facilitada com o furo que Filipe teve nas ultimas voltas e que o relegou para o 3º lugar na 1ª corrida mas que na 2ª corrida acabou por ganhar bem pois eu não tinha claramente andamento para o acompanhar, considerando ainda de que rodei com os pneus já desgastados pelos treinos crono e da 1ª corrida, enquanto o Filipe colocou pneus novos. Procurei não cometer erros, o carro estava bom, por isso procurei tirar o melhor partido possivel, o que foi compensado com os resultados obtidos, fazendo com que me posicionasse em 1º lugar dos H71, neste inicio de Campeonato.”

 

“Agora, há que decidir se vou continuar a disputar as provas do Campeonato, estando dependente de algum milagre para conseguir os apoios necessários para participar nas restantes provas, pois que neste momento não tenho o budget para fazer mais do que 2 provas ( esta e Vila Real ), faltando Braga, Jarama ( circuito que conheço bem e aonde já obtive algumas vitórias nos H71 ) e Algarve.”

 

“Estou ainda a equacionar participar em algumas das provas do Historic Endurance, nomeadamente PAU, Jerez de La Frontera, Algarve Classic Festival e nos 250 km do Estoril ( tendo já ganho à geral e na classe na 1ª edição ), tendo presente da possibilidade de poder partilhar as despesas com um 2º piloto, o que vai reduzir substancialmente o esforço financeiro.”

 

CLASSIFICAÇÕES FINAIS

 

1º Corrida

 

1º João Macedo e Silva – Porsche 911 RSR

2º Joaquim Jorge – Ford Escort

3º Rui Azevedo – Ford Escort

4º DOMINGOS SOUSA COUTINHO – BMW 2.8 N- 1º H 71

5º Rui Costa – Ford Escort

6º Jorge Cruz – BMW 323

 

2ª Corrida

 

1º João Macedo e Silva – Porsche 911 RSR

2º Joaquim Jorge – Ford Escort

3º Rui Azevedo – Ford Escort

4º Filipe Matias – Lotus Elan

5º DOMINGOS SOUSA COUTINHO – BMW 2.8 – 2º H 71

6º José Fafiães – Datsun 1200

 

 

Scroll To Top