Sexta-feira , Junho 5 2020
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / Dupla vitória para Manuel Fernandes no Troféu 500 Asseto Corse Portugal
Dupla vitória para Manuel Fernandes no Troféu 500 Asseto Corse Portugal

Dupla vitória para Manuel Fernandes no Troféu 500 Asseto Corse Portugal

Dupla vitória para Manuel Fernandes

O Troféu 500 Assetto Corse Portugal, estreou a temporada de 2015 no Circuito Vasco Sameiro em Braga sob um intenso calor que não impediu de se assistir a uma jornada emocionante de seguir.
Em termos desportivos, Manuel Fernandes começou da melhor maneira a nova época ao triunfar na duas corridas do programa, depois de estar na frente em ambas de princípio a fim, dominando assim os acontecimentos.
Depois de arrancar na primeira posição da grelha, o piloto de Vila Real partiu muito bem para o primeiro confronto da tarde. Manuel Fernandes ganhou logo na primeira volta uma pequena margem sobre Francisco Carvalho que vinha logo atrás, sendo este seguido de perto por Nuno Cardoso e José Rodrigues, que entretanto tinha ganho um lugar nos primeiros metros. José Pires, não arrancou bem e ocupava o quinto lugar.
Ao longo das primeiras quatro voltas as posições mantiveram-se, com os dois primeiros a ganharem uma pequena vantagem. Na quinta volta Francisco Carvalho abandona a luta depois de se soltar um tubo do turbo, saindo para as boxes. Antes, já José Pires também tinha parado quando o seu motor ficou a trabalhar em três cilindros.
Com isto, Manuel Fernandes ficou mais folgado na frente, controlando para vencer a corrida: “A partir do momento que o Francisco Carvalho parou as coisas ficaram mais fáceis. Depois, foi controlar o Nuno Cardoso, e gerir até ao final”, explicava. Mais atrás, Nuno Cardoso defendia-se de José Rodrigues, mas a meio da prova este perdeu o contato com o piloto de Vila das Aves, mantendo-se as posições até final: “Arranquei bem e ainda me coloquei ao lado do Francisco Carvalho, mas ele defendeu bem. Depois, tive a felicidade de ele desistir, para infelicidade dele, e tive que aguentar o José Rodrigues na primeira parte da corrida, mas depois ele deu-me espaço. Foi bom, pois arranquei em quarto e acabei em segundo”, disse Nuno Cardoso no final. Por seu turno, José Rodrigues, esclarecia que tinha: “Arrancado bem, pois de quinto passei para terceiro. A partir daí, andei com o grupo da frente. Andei pensei que podia chegar a segundo, mas aguentei a minha posição até final”.
Bernardo Gonzalez, que falhou o arranque, ascendeu ao quarto lugar, tentando ainda chegar a José Rodrigues, mas não deu. Francisco Rodrigues fechou o lote dos cinco primeiros, depois de duas saídas de pista, terminando na frente de Adriana Barbosa que viu o carro ir abaixo na largada. A única presença feminina foi sexta classificada, sendo seguida por Phillippe Danghautier, também ele com uma saída de pista que o atrasou logo no início da corrida.

Manuel Fernandes de novo

De novo a arrancar na primeira posição, Manuel Fernandes voltou a vencer na segunda corrida. Mais uma vez partiu muito bem e rapidamente colocou-se na frente, ficando por lá até final da prova. Também a repetir a posição, Nuno Cardoso foi o segundo classificado. Se no início houve alguma luta, na parte final, Fernandes manteve sempre uma distância de segurança, embora não pudesse facilitar até final: “Tive que estar sempre preocupado com o Nuno Cardoso e imprimir um ritmo forte para que ele não tivesse hipóteses. Estava parado há muito tempo e foi muito bom vencer”, disse no final. Já Nuno Cardoso, ficou contente com o segundo lugar, mas aspirava a mais: “Andei sempre atrás e percebi onde o Manuel Fernandes estava mais lento. Forcei, tive duas saídas de pista e perdi tempo que poderia dar para discutir o triunfo”, admitia no final
Para além da discussão pelos dois primeiros lugares, que ganharam vantagem muito cedo, houve também muita disputa pelo terceiro posto, com este a ir parar às mãos de António Costa. Arrancando de último, foi em recuperação até final: “Não arranquei bem, mas recuperei ao máximo e terminei no pódio, o que foi muito bom”, explicou. Ainda na luta estiveram João Ribeiro, que ficou com a quarta posição e José Rodrigues, mas este teve uma ligeira saída de pista e perdeu o contato com os seus adversários diretos.
Nuno Pontes foi o sexto classificado, terminando na frente de Adriana Barbosa que completou o lote dos pilotos classificados, enquanto Francisco Rodrigues ficou pelo caminho logo na segunda volta.

 

Scroll To Top