Segunda-feira , Dezembro 17 2018
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Elisabete Jacinto mantém objetivo apesar das dificuldades
Elisabete Jacinto mantém objetivo apesar das dificuldades

Elisabete Jacinto mantém objetivo apesar das dificuldades

 

Elisabete Jacinto e France Clèves, aos comandos de uma Volkswagen Amarok, arrancaram esta manhã para a terceira etapa deste 26º Rallye Aïcha des Gazelles que é também a primeira maratona que as concorrentes têm que enfrentar nesta grande competição feminina. Estas jornadas são mais complexas uma vez que são mais longas (têm a duração de dois dias), têm mais bandeiras para encontrar e, para além disso, as participantes não terão à sua disposição a habitual assistência mecânica porque terão que pernoitar no deserto. Estas especiais são as mais temidas, mas também as mais desafiantes pelo que todas as concorrentes anseiam por ultrapassá-las. Aqui a destreza destas mulheres é testada até ao limite.
Disputadas que estão duas etapas e o prólogo daquela que é a maior prova de navegação do mundo, a equipa 402, composta por Elisabete Jacinto e France Clèves, encontra-se na sétima posição da categoria Expert tendo acumulado uma penalização de 25.81 quilómetros. Elisabete Jacinto reconheceu que está a ser uma prova bastante difícil, mas mantém o objetivo inicial de chegar ao pódio. Neste momento, a piloto portuguesa tem uma penalização de apenas mais 3.56 quilómetros que a dupla que está em terceiro lugar.
A primeira jornada maratona deste Rallye Aïcha des Gazelles disputa-se entre El Beida e Izougguerhn. A distância ideal a cumprir nos dois dias de etapa é de 230 quilómetros e as concorrentes da categoria Expert terão que assinalar 15 pontos de passagem obrigatória. A grande dificuldade deste primeiro dia de maratona é a travessia do Erg Chebi onde as suas dunas de cerca de 200 metros de altura tiram o ar até à “Gazela”mais corajosa. O traçado apresenta poucos marcos de orientação pelo que a navegação torna-se mais complicada. Hoje a equipa 402 vai dormir ao ar livre tendo como companhia o maravilhoso céu estrelado deserto marroquino.
Amanhã as participantes terão um novo desafio: a travessia do Oued Rhéris cujos seis quilómetros de largura vão dar o que fazer às equipas. A chegada ao acampamento em Izougguerhn será o ponto alto do dia.

 

Scroll To Top