Domingo , Maio 26 2019
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Equipa BAMP em destaque no Dakar
Equipa BAMP em destaque no Dakar

Equipa BAMP em destaque no Dakar

 

Top 20 na etapa e subida de quatro posições na classificação geral

Com apenas três etapas disputadas, a participação da equipa BAMP (Brasil Angola Moçambique Portugal) já atingiu no plano desportivo um patamar que não era expectável para esta fase incial de uma corrida onde existem três a quatro dezenas de equipas de excelente nível e dotadas de grandes meios de apoio logístico.

Nesta terceira etapa, onde os concorrentes auto tiveram de cumprir um sector selectivo com 284 km, o piloto português Ricardo Leal dos Santos, acompanhado do brasileiro Carlos Du Sachs e aos comandos de uma Nissan Navara V8, averbou o 17º tempo, depois de ter chegado a ocupar um brilhante 14º lugar, a poucos quilómetros do final, quando tinha como adversários directos Cyril Despres, Robby Gordon e Carlos Sousa, entre outros.

“Infelizmente fomos mais uma vez forçados a moderar o nossso ritmo, desta vez por causa da suspensão. Há um conjunto de alterações que iremos fazer nos próximos dias e que derivam do facto de nunca, anteriormente, termos rodado com este carro em ritmo de competição. Esta Nissan tem um excelente comportamento geral, mas não vinha com a suspensão afinada para zonas de piso muito mau, como tem sido o caso”, salientou Ricardo Leal dos Santos à chegada a Chilecito. E o piloto do Team BAMP referiu ainda:

“Perdemos também algum tempo na fase inicial da corrida. A partir do 20º os concorrentes partem de 30 em 30 segundos. Demorámos algum tempo a libertar-nos de concorrentes mais lentos e fizemos uma dezena de ultrapassagens. Amanhã já não teremos esse handicap e tudo fazeremos para nos mantermos nesse grupo da frente”.

Amanhã o rali entra no Chile e a ligação inicial terá uma passagem a 4800m de altitude. Depois serão 315 quilómetros cronometrados com o setor seletivo a terminar diretamente no bivouac de Copiapó. O traçado da etapa inicia-se em pistas mineiras, às quais se segue o deserto do Atacama, para terminar nas famosas dunas de Copiapó.

 

Scroll To Top