Sexta-feira , Março 22 2019
ÚLTIMAS
Home / RALI / Escolha de pneus e falta de ritmo condicionaram prova de Mário Castro
Escolha de pneus e falta de ritmo condicionaram prova de Mário Castro

Escolha de pneus e falta de ritmo condicionaram prova de Mário Castro

 

Após uma paragem forçada de 3 meses, Mário Castro e Ricardo Cunha regressaram aos comandos do Ford Fiesta Ecoboost no rali de Famalicão.
Mais de 100 equipas estiveram á partida da prova organizada pelo Team Baía e por isso previa-se muita emoção e competitividade ao longo das 7 provas especiais de classificação.
“Parti para esta prova com o intuito de andar rápido, lutando pela vitoria na classe e essencialmente voltar a ganhar ritmo ao volante do Fiesta pois perante a minha pouca experiencia como piloto, esta paragem de 3 meses não ajudou em nada na minha evolução.
Com o carro em perfeitas condições ao longo de toda a prova, foram os pneus que criaram o maior obstáculo. Fomos para o rali com pneus de mistura média na frente e macios atrás pois era o que tínhamos disponíveis e que de certa forma costumam funcionar melhor neste carro, mas o calor extremo que se fez sentir ao longo do dia, com temperaturas por vezes acima dos 40 graus originou um fraco desempenho dos mesmos e uma precoce degradação e isso impossibilitou-me de imprimir o ritmo que gostaria”
Ainda assim fomos melhorando com o decorrer do rali, não porque o carro estivesse a ficar com um melhor comportamento mas sim porque tentei mudar a minha forma de conduzir de maneira a adaptar-me às condições que tinha em mãos.
No final o 29º lugar á geral e 2º na classe acaba por ser um resultado que apesar de positivo não me deixa tão satisfeito quanto desejava mas serviu certamente para tirarmos algumas conclusões importantes e voltar a ganhar ritmo para encararmos a próxima prova”, referiu o piloto.

A próxima prova será já o Rali de Aguiar da Beira / Sernancelhe,nos dias 22 e 23 de Julho.

 

Scroll To Top