Sexta-feira , Abril 23 2021
ÚLTIMAS
Home / RALI / Espanha: Antevisão do reformulado Supercampeonato

Espanha: Antevisão do reformulado Supercampeonato

Em janeiro ultimo a Real Federação Espanhola de Automobilismo anunciou que a partir desta época o Supercampeonato de Ralis de Espanha passaria a se conotar como a principal competição de Ralis disputada no país vizinho. Com um longo calendário composto por 14 provas, 9 em pisos de asfalto e 5 em pisos de terra, este fim de semana o SCER tem o seu início, com o disputa da 38.ª edição do Rallye Sierra Morena, em Córdoba na região de Andaluzia.
Com a obrigatoriedade das equipas terem previamente que nomear 10 provas para efeitos de pontuação, os oito melhores resultados: os cinco melhores em provas de asfalto, os melhores três nas provas de terra, mais os pontos conquistados pelas três equipas mais rápidas na TC + (Power Stage), serão tidos em conta para a classificação final.
Igualmente pontuável para o CERA Recalvi: a Copa de Espanha de Ralis de Asfalto (que seguiu o mesmo “caminho” da sua congénere de terra: a Copa de Espanha de Ralis de Terra (CERT)), mais de 30 equipas já responderam a “chamada” no SCER e mais do dobro no diz respeito à Copa.
Com o campeão título, Pepe López, a ultimar a sua passagem para a WRC3 e Nil Solans, o campeão de Espanha Ralis Terra em vésperas de anunciar o seu projecto no ERC, são várias as equipas que partem como principais candidatadas a obtenção do título.
José Antonio “Cohete” Suárez novamente a bordo de um Skoda Fabia Rally2 evo da Recalvi Team parte como principal ao título, que vê chegar ao Campeonato “maior” Jan Solans num Citroën C3 Rally2 da Sports&You, depois de 2019 ter-se consagrado campeão mundial na JWRC e de em 2020 não ter conseguido resultados de relevo na WRC3.
O piloto galego Iván Ares irá chefiar a equipa da Hyundai Espanha, com Surhayen Pernía a ter um segundo i20 R5, com Francisco López Pacheco a ser o terceiro representante daquela formação hispânica, que ao longo da temporada deverá receber uma ou talvez duas unidades do futuro Hyundai i20 N Rally2.
Víctor Senra, Luis Vilariño e Eduard Pons, todos eles em Skoda Fabia Rally2 evo, poderão não estar a partida de todas as provas do Campeonato, tendo em conta os seus principais projectos desportivos, respectivamente Campeonato da Galiza, ERC e Campeonato da Catalunha.
Idem aspas para os pilotos da Suzuki Motor Ibérica, Javier Pardo e Joan Vinyes, que ao que tudo aponta deverão fazer uma mini-temporada na ERC2 com os Suzuki Swift R4LLY S.
José Luis Peláez e Cristóbal García (VW Polo GTI R5) e Pablo Negrete (Skoda Fabia R5) terão de ser vistos como outsiders, numa prova onde Ricardo Triviño não irá estará presente, depois de anunciar que iria rumar com “armas e bagagens” do Campeonato NACAM para o SCER.
Na CERA Recalvi de destacar a presença do Porsche 997 GT3 RS 3.8 de Sergio Vallejo, do Ford Fiesta Rally2 de Óscar e de Juan José Abia Skoda Fabia Rally2 evo com objetivo claro de “brilharem” frente à forte armada do Supercampeonato, que para efeitos da atribuição do título, terão de pontuar em pelo menos duas comunidades autónomas diferentes. Outra grande novidade são os veículos admitidos, muitos deles não permitidos no SCER. Além de todas as categorias FIA, os WRCs com motores de 1.600cc anteriores a 2017 serão permitidos, tais como Kit Car e os Protos da N1 e N +, com os RGTs agora sem a obrigatoriedade de utilizarem flange nos turbos….
Principais inscritos – Supercampeonato (SCER):
José Antonio Suárez / Alberto Iglesias – Skoda Fabia Rally2 evo (Recalvi Team)
Jan Solans / Rodrigo Sanjuan – Citroën C3 Rally2 (Sports&You)
Iván Ares / David Vázquez – Hyundai i20 R5 (Hyundai Motor España)
Surhayen Pernia / Eduardo González Delgado – Hyundai i20 R5 (C.D. Fuertwagen Motorsport)
Luis Vilariño / Alejandro Noriega – Skoda Fabia Rally2 evo (Escudería Lalín-Deza)
Eduard Pons / Alberto Chamorro – Skoda Fabia Rally2 evo (Baporo Motorsport)
José Luis Peláez / Rodolfo del Barrio – VW Polo GTI R5 (AR Vidal Racing)
Pablo Díez Negrete / Diego Cruz Ares – Skoda Fabia R5 – (La Trazada Sport)
Francisco López Pacheco / Borja Odriozola – Hyundai i20 R5 (Hyundai Motor España)
Víctor Senra / Ramón López Marín – Skoda Fabia Rally2 evo (Ya-Car Racing)
Cristóbal García / Antonio Orellana – VW Polo GTI R5
Javier Pardo / Adrián Fernández – Suzuki Swift R4LLY S (Suzuki Motor Ibérica)
Joan Vinyes / Jordi Mercader – Suzuki Swift R4LLY S (Suzuki Motor Ibérica)
Ricardo Triviño – Skoda Fabia Rally2 evo (Electrolit Triviño World Rally Team)
(Copa de Asfalto)
Sergio Vallejo / Álvaro Ojea – Porsche 997 GT3 RS 3.8 (Escudería Ourense)
José Antonio Aznar / José Galán de La Fuente – Porsche 997 GT3 RS 3.8 (A.C. Almería)
Óscar Palacio / Mario González Tomé – Ford Fiesta Rally2 (Recalvi Team)
Juan José Abia / David “Cuni” Maceda – Skoda Fabia Rally2 evo (Team Repauto)
Félix Fernández Sevilla / José Antonio Pintor – Ford Fiesta R5 (Llanes Motorsport)
Calendário SCER:
1. Rally Sierra Morena (asfalto), 9/10 abril (+CERA)
2. Rally Tierras Altas de Lorca (terra), 23/24 abril (+CERT)
3. Rally Villa de Adeje (asfalto), 14/15 maio
4. Rally Terra da Auga (terra), 4/5 junho (+CERT)
5. Rally de Ourense (asfalto), 16/17 junho
6. Rally de Ferrol (asfalto), 20/21 agosto
7. Rally Princesa de Astúrias (asfalto), 10/11 setembro (+CERA)
8. Rally Villa de Llanes (asfalto), 24/25 setembro (+CERA)
9. Rally Tierra de Madrid (terra), 8/9 outubro (+CERT)
10. Rally Ciudad de Pozoblanco (terra), 22/23 outubro (+CERT)
11. Rally de La Nucía (asfalto), 5/6 novembro (+CERA)
12. Rally Islas Canarias (asfalto), 18/20 novembro
14. Rallyshow de Madrid (asfalto), 3-4 de dezembro
?. Rally Reino de León (terra), 19/20 junho (adiado) (+CERT)
*CERA- Copa de Espanha de Rallys de asfalto (Competição com 8 provas)
*CERT- Copa de Espanha de Rallys de terra (Competição com 7 provas)
CARLOS DA SILVA

&nbsp

Scroll To Top