Segunda-feira , Dezembro 17 2018
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / ETCC : CORRIDA DE VILA REAL – NAGY FOI MAIS RÁPIDO MAS OS PORTUGUESES ESTÃO NA LUTA
ETCC : CORRIDA DE VILA REAL – NAGY FOI MAIS RÁPIDO MAS OS PORTUGUESES ESTÃO NA LUTA

ETCC : CORRIDA DE VILA REAL – NAGY FOI MAIS RÁPIDO MAS OS PORTUGUESES ESTÃO NA LUTA

Foi uma sessão bastante acidentada aquela que aconteceu no traçado transmontano. Duas paragens bastante prolongadas devido a dois acidentes fortes. As vítimas foram Stefanovski e Mota, ambos da Lema Racing. Os pilotos tiveram saídas de pista algo violentas que danificaram bastante os carros.

Fábio Mota teve um problema de travões que o levou a encostar-se aos rails para abrandar o carro, que será recuperável para amanhã. Mota estava a ser um dos mais rápidos em pista, tendo batido numa altura que era o líder da tabela, seguido de Manuel Pedro Fernandes.

No recomeço da sessão de qualificação, Norbert Nagy fez o melhor tempo, algo que tinha feito logo nas primeiras voltas antes de Fábio Mota o destronar. O húngaro voltou a ser o mais rápido no final da sessão e garantiu a pole para a amanhã, a primeira pole para o piloto da Zengo.

Manuel Pedro Fernandes tentou fazer o tempo mais rápido mas não conseguiu, ficando com o segundo lugar à frente de Petr Fulin e de Fábio Mota, que conseguiu ainda assim ficar em 4º. O piloto de Vila Real apanhou trânsito na sua última volta que o levou a perder algum tempo impossibilitando-o de conseguir a tão desejada pole.

No geral foi um dia positivo para as cores portuguesas. Manuel Pedro Fernandes foi o melhor português e tem reais hipóteses de tentar a vitória para a primeira corrida de amanhã. Já Fábio Mota tem hipóteses de conseguir um pódio caso tenha uma boa largada.

Manuel Pedro Fernandes: “Foi uma sessão mista para mim pois apenas consegui fazer uma  volta limpa. Tenho muita pena dos acidentes que aconteceram especialmente do Fábio que foi um dos mais fortes aqui. Mas o facto de ter apanhado apenas uma volta limpa não me permitiu lutar pela pole. É uma qualificação agri-doce pois foi um excelente resultado mas ao mesmo tempo penso que a pole estava ao alcance. Para amanhã espero ter uma boa corrida e conseguir ficar nos lugares cimeiros.”

 

Petr Fulin: “Como tive um acidente nos testes tive de trocar de caixa mas a Seat não tinha peças para trocar. Tive a sorte de a Lein Racing me emprestar uma caixa mais antiga e consequentemente não tão performante, o que me fez perder algum tempo.  E a questão dos acidentes e da espera dentro do carro não foi muito boa também pois estava muito calor. Para amanhã terei de ser inteligente na primeira corrida  para poder atacar na segunda.”

 

Fábio Mendes-Chicane Motores

 

Scroll To Top