Segunda-feira , Janeiro 21 2019
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / “Eu tenho um Super Poder” é a nova campanha da HELPO
“Eu tenho um Super Poder” é a nova campanha da HELPO

“Eu tenho um Super Poder” é a nova campanha da HELPO

Todos nós temos um Super Poder e não sabemos! “Eu tenho um Super Poder” é o mote do novo projeto da HELPO que pretende mostrar que todos nós temos um super poder que desconhecemos e de que forma o podemos colocar em prática. Este ‘Super Poder’ dará a possibilidade a jovens moçambicanos, que vivem em condições de carência extrema, de ingressar no Ensino Secundário. Como funciona? É muito simples: apenas 30€ podem fazer a diferença , tornar o sonho de cada um destes jovens real e mudar as suas vidas para sempre. A nova campanha da HELPO é apresentada na 17a edição das ’24 horas TT Vila de Fronteira’ que se realiza de 27 a 30 de Novembro naquela localidade.

Com a contribuição de 30€, o jovem moçambicano terá o ‘pack’ necessário para ingressar na escola: pagamento da matrícula escolar na 8a classe (ensino secundário), oferta do uniforme escolar (de uso obrigatório), entrega de material escolar necessário para usar durante o ano letivo e ainda uma monitorização personalizada de cada percurso escolar para garantir a eficácia da aprendizagem e do emprenho do aluno beneficiado. Com esta contribuição, cada um de nós pode ‘apadrinhar’ um jovem moçambicano. Os padrinhos recebem uma ficha de apadrinhamento que contém informação relativa ao jovem que apoiam e a sua fotografia. Receberão ainda, duas vezes ao longo do ano, uma carta da parte do jovem, dando conta dos seus progressos. Para mais informações sobre o ‘apadrinhamento’ pode consultar a página da Associação HELPO ou enviar um email para info@helpo.pt.

???Em Moçambique, apenas 50% das crianças que se inscreve no ensino primário, o conclui; 9% das crianças na 3a classe reconhece as letras (em Cabo Delgado, Província de intervenção da Helpo, 1,9% das crianças na 3a classe sabe ler e escrever); e só 11% das crianças que vive em zonas rurais frequenta o ensino secundário. O mundo é díspar, o país também. Para romper com o ciclo da pobreza é necessário oferecer uma possibilidade de romper com uma rotina de desistência e insucesso trilhada pela falta de oportunidades. Oferecer a um jovem a?possibilidade de redesenhar a sua história e chegar onde as suas capacidades (intelectuais e não financeiras) o permitam, está ao alcance de quase todos nós e a Helpo não desiste de construir pontes entre quem quer e quem pode ajudar a concretizar esse querer.

 

Scroll To Top