Quarta-feira , Dezembro 12 2018
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / Ford e Porsche repartem protagonismo
Ford e Porsche repartem protagonismo

Ford e Porsche repartem protagonismo

 

 

As corridas da Classic Super Stock na primeira jornada do ano, realizadas em Braga, foram verdadeiramente corridas em família. Na primeira, a que mais se destacou foi a Gaspar, com Fernando pai a ser o primeiro a ver a bandeira de xadrez. Na segunda, foi a vez da família Jordão, com o filho Henrique, se destacar perante a variada e competitiva grelha presente no Circuito Vasco Sameiro.

 

Com as condições climatéricas mais estáveis, o segundo dia da Classic Super Stock no Braga Festival of Speed começou com a primeira corrida. O Ford Escort RS 2000 campeão de Grupo 1 em 1981 teve um regresso à competição em grande. Fernando Gaspar, que conquistou o título há 25 anos, apostou num automóvel com muito significado para si e não podia ter melhor estreia. O piloto foi o primeiro a ver a bandeira de xadrez e venceu a categoria E4.

 

Depois de ter conquistado a pole-position na véspera, Gaspar não acreditava que fosse possível segurar adversários com modelos mais potentes atrás de si. Mas o início da corrida, com a pista húmida, e a vantagem assegurada nas primeiras voltas foi suficiente para “gerir a primeira posição”, disse o piloto vencedor.

 

“Em boa hora decidi participar com este carro. Ganhar a primeira corrida depois de ter sido campeão em 1981 é especial. Foi feito um trabalho de preparação fantástico depois de readquirir o Escort RS 2000 que está tal como o tinha quando ganhei o campeonato de Grupo 1”, afirmou Fernando Gaspar.

 

Emocionante foi a discussão pelas posições seguintes. O Porsche 928 S de José Jordão saiu do segundo lugar, mas ao longo das 12 voltas da corrida não foi capaz de suster os ímpetos dos mais ágeis Volkswagen Golf GTI, de Paulo Duarte, e Ford Escort RS 2000, de Carlos Dias Pedro. Contudo, Duarte foi excluído devido a irregularidades técnicas, um repartidor de travagem, encontrado no seu carro numa decisão que a totalidade dos restantes participantes quer a organização da competição achou demasiado forte. José Jordão venceu entre os F4 e Manuel Cabral Menezes, num dos cinco VW Golf GTI presentes, arrecadou a vitória em D4.

 

Miguel Ribeiro, em Alfa Romeo Giulia Super 1.6 (categoria D2), Madalena Gaspar, com o Datsun 1200 GX da classe C2, e Pero Del Maso, em Porsche 911 2.2 (C2) evidenciaram-se nas respectivas categorias lutando uns contra os outros com especial destaque para Madalena Gaspar que, enquanto a pista esteve molhada, ultrapassou carros muito mais potentes.

 

Para a segunda corrida do dia, os pais Fernando Gaspar e José Jordão deram lugar aos filhos Fernando e Henrique e estes contaram uma história ligeiramente diferente. Ambos venceram as respectivas classes, a E4 para o piloto do Ford Escort e a F4 para o piloto do Porsche 928, mas na pista trocaram de posições. Com o Porsche, Henrique Jordão pressionou Gaspar e este não conseguiu defender a primeira posição.

 

“A primeira parte foi tranquila. Consegui passar para a frente e conquistei uma vantagem interessante. Mas depois cortei demasiado um corrector e fiquei sem direcção assistida no carro nas curvas para a direita”, explicou o piloto do Porsche. “A partir daí fiquei um pouco nervoso porque se já é difícil domar a potência com direcção assistida, sem torna-se muito mais difícil. Mas percebi que tinha margem e geri a corrida de forma a manter-me na frente”, concluiu o jovem piloto.

 

Paulo Duarte, em VW Golf, vingou-se da exclusão na primeira corrida. Não só foi o terceiro a cruzar a meta como triunfou entre os D4 depois de uma prestação consistente face à forte armada de Golf GTI similares que correram em Braga, mostrando que a irregularidade da primeira corrida não lhe dava mais competitividade.

 

Sem problemas neste confronto, Luís Sousa Ribeiro, em Jaguar XJS, concluiu em segundo da classe F4, enquanto José Carvalhosa voltou a destacar-se em F2, mas desta feita conseguiu um positivo quinto posto final. Madalena Gaspar e João Miguel Ribeiro foram, de novo, protagonistas nas respectivas classes, mas o mais interessante foi mesmo a disputa em pista e a discussão do lugar até à bandeira de xadrez. Os dois ficaram separados por menos de uma décima!

 

Concluída a primeira jornada da Classic Super Stock integrada no Braga Festival of Speed, a competição regressa a 16 e 17 de Julho no Estorial Iberian Festival.

 

 

 

Scroll To Top