Terça-feira , Dezembro 7 2021
ÚLTIMAS
Home / RALLYCROSS / Grönholm supreende no regresso do Mundial de Rallycross a Montalegre
Grönholm supreende no regresso do Mundial de Rallycross a Montalegre

Grönholm supreende no regresso do Mundial de Rallycross a Montalegre

O finlandês Niclas Grönholm (Hyundai) bateu os favoritos Timmy Hansen (Peugeot) e Johan Kristoffersson (Audi) e venceu o Cooper Tires World RX of Montalegre, este domingo, no aguardado regresso do Campeonato do Mundo FIA de Rallycross a Portugal.
Mais sete mil espectadores passaram pelo Circuito Internacional de Montalegre, num fim de semana recheado de emoções fortes e onde Nuno Araújo (Audi) foi o melhor português, com o 5.º lugar no Europeu de RX3.

Foi o regresso a um palco emblemático. Três anos depois, o Campeonato do Mundo FIA de Rallycross voltou a Montalegre e a emoção em pista coroou um trabalho irrepreeensível da organização portuguesa, a cargo da Câmara Municipal de Montalegre e do Clube Automóvel de Vila Real.
Apesar do plano de contingência da FIA ainda implicar algumas restrições ao evento português, mais de sete mil espectadores passaram pelo circuito barrosão ao longo dos dois dias da prova, confirmando Montalegre como uma das rondas mais populares do calendário entre pilotos e adeptos.

Desportivamente, Niclas Grönholm, filho do bicampeão do Mundo de Ralis, Marcus Grönholm, levou o seu Hyundai i20 à vitória na categoria-rainha, os Supercars, que teve uma Final imprópria para cardíacos. O piloto finlandês, de 25 anos, bateu o líder do Mundial, Timmy Hansen (Peugeot 208) e o irmão mais novo de Timmy, Kevin Hansen (Peugeot 208). A batalha entre Johan Kristoffersson (Audi A1) e os irmãos Hansen ‘aqueceu’ na Final, com o tricampeão do Mundo a ser penalizado por ultrapassar os limites da pista e a terminar a Final no 6.º lugar, cedendo pontos importantes para Timmy Hansen no campeonato. O título mundial de 2021 será agora decidido em Nurburgring, na Alemanha, no final de novembro.

Portugueses em bom plano no Euro RX3

Montalegre atribuiu o título do Campeonato da Europa FIA de RX3, a categoria dos espetaculares S1600, onde o russo Yuri Belevskiy se sagrou bicampeão europeu. O piloto do Audi A1 também venceu a prova de Montalegre, terminando na frente do compatriota Marat Knyazev e do teenager belga Kobe Pauwels, todos ao volante dos Audi da equipa Volland Racing. O português Nuno Araújo, também com um Audi A1, conseguiu apurar-se para a Final e foi 5.º classificado, enquanto João Ribeiro (Skoda) ficou muito perto da corrida decisiva, falhando o acesso à Final depois do seu Fabia ter perdido uma roda nas semi-finais. Registo também para mais seis pilotos portugueses que competiram nos RX3 em Montalegre: Joaquim Machado (Peugeot), Sérgio Dias (Renault), Leonel Sampaio (Skoda), Pedro Ribeiro (Peugeot), António Sousa (Peugeot) e Hélder Ribeiro (Citroën).

A prova de Kartcross e Kartcross Júnior também animou o fim de semana de Montalegre, com o espanhol Ivan Chinchilla a subir ao lugar mais alto do pódio, acompanhado pelos portugueses Rui Nunes e Alexandre Borges.

Ainda sobre a prova, Orlando Alves, Presidente da Câmara Municipal de Montalegre,afirmou que “Ver o sucesso humano e desportivo deste regresso do Mundial de Rallycross a Montalegre é muito recompensador. Foi uma organização difícil, mas tenho que prestar a minha homenagem ao staff do Município e do Clube Automóvel de Vila Real, que voltaram a fazer um trabalho notável. O balanço é muito positivo, pois foi mais uma grande jornada promocional de Montalegre, do Alto Tâmega e até de Portugal, pois estas provas são transmitidas para todo o mundo. Uma terra do Interior do país atingir este alcance, ao lado de grandes cidades europeias que também fazem parte do Mundial, é naturalmente um feito que o próprio país e o Governo devem valorizar.”

&nbsp

Scroll To Top
Posting....