Terça-feira , Julho 16 2019
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / Haas F1 Team com qualificação abaixo espetativas em Xangai
Haas F1 Team com qualificação abaixo espetativas em Xangai

Haas F1 Team com qualificação abaixo espetativas em Xangai

Os pilotos da Haas F1 Team, Kevin Magnussen e Romain Grosjean, qualificaram-se em 12º e 17º, respectivamente, para o Grande Prémio da China, que se disputa domingo no Circuito Internacional de Xangai.

 

Magnussen assinou o décimo quarto registo na Q1, com uma volta em 1m34,942s, seguindo para a Q2. Grosjean acabou no décimo sétimo posto, com uma volta de 1m35,223s, que foi prejudicada pelo pião do estreante António Giovinazzi, da Sauber, na última curva do circuito de 5,451 quilómetros e dezasseis curvas. Quando descrevia a Curva 16, Grosjean apanhou bandeiras amarelas e teve que levantar o pé. Apenas os quinze pilotos mais rápidos avançam para a Q2.

 

Magnussen conquistou o décimo segundo crono na Q2, com uma volta de 1m34,164s, quedando-se a apenas 0,074s de conseguir passar à Q3.

 

Tanto Magnussen como Grosjean rodaram exclusivamente com pneus Pirelli P Zero Vermelho/Supermacio durante a qualificação.

 

Lewis Hamilton, da Mercedes, assegurou a pole-position. A sua melhor volta parou o cronometro em 1m31,678s, registando um novo recorde e deixou o segundo classificado, Sebastian Vettel da Ferrari, a 0,186s. Foi a sexagésima terceira pole-position na Fórmula 1 da carreira de Hamilton e a sexta consecutiva, desde o Grande Prémio dos Estados Unidos do ano passado. Ayrton Senna é o outro único piloto de Fórmula 1 que conseguiu garantir seis pole-positions consecutivas.

 

A volta de Hamilton representa um novo recorde para o Circuito Internacional de Xangai. O anterior recorde estava nas mãos de Michael Schumacher, 1m32,238s, desde o Grande Prémio da China de 2004, que foi mais rápida que o recorde da pole-position assegurado pelo colega de equipa de Schumacher na Scuderia Ferrari, Rubens Barrichello, 1m34,012s. O tempo da pole-position de Hamilton foi 3,724s mais rápido que a marca da pole-position do ano passado, 1m35,402s, assinada pelo seu antigo colega de equipa na Mercedes, Nico Rosberg.

 

Antes da qualificação, Magnussen, Grosjean e o resto do pelotão de Fórmula 1 participaram na terceira sessão de treinos-livres, para afinar os seus respectivos carros para realizarem uma volta rápida.

 

Magnussen e Grosjean realizaram o mesmo programa, iniciando a terceira sessão com uma série de onze voltas, com muita gasolina, equipados com pneus supermacios, a que se seguiu, uma série curta de voltas com macios, para terminaram com uma simulação de qualificação de cinco voltas, com supermacios.

 

Magnussen registou o décimo segundo crono, 1m35,521s, na sua vigésima volta. Grosjean também registou o seu melhor tempo na vigésima passagem pela meta – 1m34,680s que o colocou no décimo quarto posto.

 

O mais rápido na terceira sessão foi Vettel, com a marca de 1m33,336s, que deixou o segundo mais rápido, o seu colega de equipa, Kimi Raikkonen, a 0,053s.

 

 

Scroll To Top