Quarta-feira , Dezembro 1 2021
ÚLTIMAS
Home / MODALIDADES / João Ramos vence Baja Oeste de Portugal
João Ramos vence Baja Oeste de Portugal

João Ramos vence Baja Oeste de Portugal

João Ramos e Filipe Palmeiro são os vencedores da Baja Oeste de Portugal. A dupla da Toyota Hilux impôs-se na nova corrida do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno depois de terem assumido o primeiro lugar logo no prólogo. Tiago Reis e Valter Cardoso, também em Toyota Hilux, terminaram a prova em terceiro lugar e fecharam, desde já, as contas do campeonato a seu favor. Destaque, ainda, para Alejandro Martins e José Marques que colocaram o Mini Countryman JCW no segundo lugar final.

Foi com grande entusiasmo que a região Oeste de Portugal recebeu a mais nova prova do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno. A caravana da modalidade instalou-se nesta região do país para dois dias de competição intensa. Tudo começou com o prólogo, um desafio com pouco mais de sete quilómetros. A equipa mais forte foi a de João Ramos. O piloto portuense estabeleceu a melhor marca e assumiu a liderança.

Menos feliz esteve Tiago Reis. O líder do campeonato chegava à Baja Oeste de Portugal com as expectativas elevadas. Podia ser já campeão nacional. Mas uma saída de pista fê-lo perder tempo e entrar nos setores seletivos em busca do prejuízo.

No primeiro, Ramos voltou a ser mais forte. O piloto da Toyota ganhou uma vantagem confortável que lhe permitiu gerir no derradeiro dia de competição. Já Alejandro Martins, sentiu dificuldades quando ficou sem segunda velocidade no Mini. Teve de fazer cerca de 100 quilómetros nestas condições, o que o prejudicou. De trás para a frente andou Tiago Reis. Sétimo após o prólogo, fechou a primeira etapa no terceiro posto.

Na segunda e última etapa, os pilotos tinham de competir num setor com pouco mais de 130 quilómetros. Aí, Ramos optou por gerir a margem que tinha. Tiago Reis estava mais focado no campeonato e sabia que, se as posições se mantivessem, garantia o título. Mas imprimiu um andamento forte e isso valeu-lhe a vitória neste confronto. Na classificação geral, os três primeiros mantiveram as posições da véspera.

“A prova foi feita com um andamento forte mas, a dada altura, preocupámo-nos em gerir. Apesar desta gestão, nunca baixámos muito o ritmo. Não se pode. O que mais gostei nesta prova foi o primeiro setor. Muito técnico, com curvas e contracurvas. Adorei. Foi aí que dilatámos a vantagem. Isso deu-nos a capacidade de hoje, no último setor, com mais de três minutos de distância, controlar os nossos adversários. Conseguimos a vitória, que era o objetivo”, afirmou João Ramos.

“Arrancámos pra o último dia em terceiro. Pudemos controlar os nossos adversários porque o que mais queríamos era conquistar já o campeonato. Conseguimos fazê-lo e ainda vencemos o último setor, algo que não pensei ser possível. Estou muito contente com a conquista do título e só tenho de agradecer à minha equipa. Sem eles não era possível. Estão todos de parabéns”, exclamou o novo campeão nacional de TT.

Luis Recuenco, quarto, e Edgar Condenso, quinto, fecharam o lote dos cinco primeiros. David Spranger, com o seu Bombardier Can Am Maverick, fechou em sexto e venceu os T3. Sérgio Vitorino conseguiu terminar no “top-ten”, em oitavo, e ganhou entre os T8. Para fechar, nota para a vitória de Simão Comenda que foi o melhor concorrente com um carro mais próximo dos de série.

Terminada a primeira edição da Baja Oeste de Portugal, a Escuderia Castelo Branco aponta já todas as atenções para o Ralicross de Castelo Branco, prova pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralicross, que se realiza entre os dias 29 e 31 de outubro.

&nbsp

Scroll To Top
Posting....