Sábado , Dezembro 15 2018
ÚLTIMAS
Home / MONTANHA / Joaquim Teixeira sobe ao pódio na Rampa de Boticas: “Foi a melhor forma de fechar a época da Montanha”

Joaquim Teixeira sobe ao pódio na Rampa de Boticas: “Foi a melhor forma de fechar a época da Montanha”

 

Com a vitória já assegurada na Divisão 3 dos Turismos, Joaquim Teixeira esteve em excelente plano na Rampa de Boticas e assegurou novo pódio na competitiva categoria Turismos e o 6.º lugar absoluto. Piloto do SEAT León Mk3 faz um balanço positivo da época da Montanha.

 

Foi em Boticas que a edição de 2018 do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group teve o seu epílogo, naquela que foi a terceira edição da prova transmontana no calendário do Nacional. Para Joaquim Teixeira, este era um dos momentos mais especiais do ano, não só pela ligação ao município e a toda a região transmontana, mas também porque o campeão de Turismos de 2017 pretendia verificar a competitividade do SEAT León Mk3 no bonito traçado de Boticas, já a pensar na participação no FIA Hill Climb Masters, competição internacional de Montanha, que será disputada em Itália entre os dias 12 e 14 de outubro.

 

No final, Joaquim Teixeira garantiu mais um pódio (3.º lugar) na competitiva Categoria de Turismos, além de nova vitória na Divisão 3 dos Turismos, o 2.º lugar da Classe 9 e um meritório 6.º lugar da geral absoluta, só atrás de carros manifestamente mais competitivos.

 

Foi a melhor forma de fechar a época da Montanha”, afirmou o piloto do SEAT. “Na minha opinião, Boticas tem um dos melhores traçados do campeonato, quer em termos de segurança quer em termos de pilotagem. Queríamos perceber como se comportava o carro neste tipo de rampas e chegámos à conclusão que o SEAT não é tão rápido como o Renault Mégane Trophy que utilizámos no passado, mas estamos convencidos que o carro ainda pode ser evoluído. Foi importante também fazer algumas experiências ao nível da afinação de suspensão e do set up geral do carro, já a pensar na prova de Itália, e penso que retirámos dados importantes. De uma forma geral, faço um balanço muito positivo desta época porque cumprimos todos os objetivos que definimos, numa categoria com bons carros e muito equilíbrio entre os pilotos da frente. Tivemos um natural período de adaptação ao SEAT no início do ano, dificultado pela chuva nas primeiras provas, mas penso que a nossa rapidez ficou demonstrada na segunda metade da época”, analisou Joaquim Teixeira, que fez ainda questão ainda de agradecer “à minha família, pelo apoio incondicional, a todos os meus patrocinadores pela confiança no projeto, à nossa equipa de assistência e todos os envolvidos no Campeonato de Portugal de Montanha, pelo espírito e dedicação a este desporto de que tanto gostamos”, concluiu o piloto apoiado pela Bompiso, Município de Boticas e Intermarché.

 

O FIA Hill Climb Masters, evento internacional que Boticas pretende receber em 2020, é o próximo desafio de Joaquim Teixeira, já a partir do dia 12 de outubro, no traçado de Gubbio, na província italiana de Perugia.

 

Scroll To Top