Domingo , Setembro 26 2021
ÚLTIMAS
Home / MONTANHA / Jorge Almeida domina Castelo Rodrigo num ambiente espetacular, mas sem público
Jorge Almeida domina Castelo Rodrigo num ambiente espetacular, mas sem público

Jorge Almeida domina Castelo Rodrigo num ambiente espetacular, mas sem público

O Campeonato de Portugal de Perícias, realizado sob a égide da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK) começou da melhor maneira com a dupla jornada realizada em Figueira de Castelo Rodrigo com organização do Clube Escape Livre e o apoio da Câmara Municipal de Figueira Castelo Rodrigo. Como habitualmente, muito espetáculo e competição acesa, anormalmente despida de público por imposição da direção distrital de saúde.

Apesar da desilusão provocada pela decisão da autoridade local de saúde de proibir a presença sempre importante do público, o Clube Escape Livre levou por diante a realização da prova. E indo além daquilo que seria a sua responsabilidade no cumprimento de todas as normas de segurança da Direção Geral de Saúde, Município e Clube sujeitaram todos os participantes e acompanhantes a testes à Covid-19. Um esforço justificado para que o espetáculo que a recheada lista de inscritos deixava antever fosse uma realidade.

E porque o Clube Escape Livre não quis sonegar aos adeptos desta espetacular modalidade do desporto automóvel o desenrolar da Perícia e Slalom de Figueira de Castelo Rodrigo, foi feita a transmissão em direto nas redes sociais do Clube e do Município. A presença já habitual do presidente da Câmara, Paulo Langrouva, foi, desta vez, ainda mais importante pelo sinal de confiança dado.

O XXII Slalom de Castelo Rodrigo arrancou no sábado com os 31 pilotos inscritos a terem quatro oportunidades de fazer o melhor tempo no traçado da prova. Sem o aplauso e a animação habitual nas bancadas do Estádio Municipal, Jorge Almeida levou o seu VW Polo R à vitória.

O piloto conseguiu o tempo de 1m09,215s, na terceira tentativa, prescindindo da quarta passagem. A luta pelo segundo lugar foi mais intensa com Nelson Aguiar (Peugeot 205) a levar a melhor sobre António Alexandre (Mini) e Luís Guedes (Lotus Seven). Terminaram por esta ordem entre o segundo e o quarto lugar, fechando o Top 5 o magnífico Honda S800 de Dino Almeida.

No que toca às classes, Jorge Almeida venceu a 1ª e Luís Guedes a 1B, Dino Almeida ganhou a 2B e Dario Oliveira (Fiat 126) a 2C. O Peugeot 205 de Rui Loureiro foi o vencedor na classe 3A e Frederico Neto (Toyota Starlet) ganhou a classe 3B.

A Grande Perícia Automóvel de Figueira de Castelo Rodrigo, a segunda jornada do Campeonato de Portugal de Perícias, começou já ao final do dia de sábado e prolongou-se pela madrugada. Apesar de uma prova não só diferente no traçado como nas características o resultado final foi o mesmo.

Contas feitas, Jorge Almeida ganhou tendo mesmo prescindido, uma vez mais, da quarta tentativa. O tempo de 1m01,097s foi inalcançável pelos rivais, carimbando, assim, a segunda vitória do piloto do VW Polo R. Nelson Aguiar e o seu Peugeot 205 e António Alexandre (Mini) repetiram o segundo e terceiro lugares, respetivamente. Luís Guedes (Lotus Seven) foi o quarto classificado, enquanto no quinto lugar, Dino Almeida (Honda S800) cedeu a posição ao Peugeot 205 de Francisco Aguiar.

Jorge Almeida venceu, naturalmente, a classe 1A, Luís Guedes levou a melhor na classe 1B e Dino Almeida (Honda S800) foi o melhor na 2B. Dário Oliveira (Fiat 126) venceu a categoria 2C e Rui Loureiro (Peugeot 205) a 3A, José Valente, em Rover ganhou a 2A e Filipe Fortunato (Toyota Starlet) ganhou a 3B. No pódio todos festejaram com as magnificas Magnum do prestigiado espumante da Adega de Figueira de Castelo Rodrigo.

Infelizmente o fiel e entusiasmante público de Figueira de Castelo Rodrigo não pode estar presente para assistir às duas primeiras provas do Campeonato de Portugal de Perícias, mas a organização acredita que em 2022 será possível voltar a contar com os fiéis adeptos beirões.

O Clube Escape Livre ofereceu ao presidente da Câmara, Paulo Langrouva, um capacete assinado por todos os pilotos, oficiais de prova e jornalista presentes como marca de uma prova única e um trofeu especial da SPAL.

No final o presidente da Câmara afirmou: “fizemos um grande esforço com o Escape Livre para que a prova se realizasse e que a depauperada economia local a nível da hotelaria, restauração e serviços ganhasse algum alento porque com a imagem alcançada com esta prova rapidamente Figueira terá visitantes e turistas.”

&nbsp

Scroll To Top