Sexta-feira , Maio 14 2021
ÚLTIMAS
Home / MONTANHA / José Carlos Magalhães quer discutir o título nos Legends
José Carlos Magalhães quer discutir o título nos Legends

José Carlos Magalhães quer discutir o título nos Legends

Será aos comandos do habitual BMW M3 Compact da MEN Sport que o piloto nortenho quererá “vingar” a época atribulada de 2020. A Arrábida é o primeiro desafio ao objetivo de lutar pelo título.

 

José Carlos Magalhães não esconde o jogo e afirma claramente que “colocamos a nós próprios a fasquia alta. A forma de ser da MNE Sport quando entra em competição é lutar pelos pódios e, se possível, pelas vitórias, seja em que campeonato estiver”.

Os objetivos do piloto para 2021 foram, no entanto, alvo de uma alteração. José Carlos Magalhães e a equipa preparavam-se para estrear na Arrábida um novo Toyota Starlet Gr. 5 que se assumir como a grande aposta para o ataque ao título nacional de Clássicos e que se juntaria ao BMW M3, colocando o piloto perante a ousada tarefa de fazer cada rampa a dobrar!

No entanto, alguns atrasos no transporte das peças, devido a todo o constrangimento que a pandemia tem causado, causou “a dolorosa decisão de não levarmos o Toyota à Arrábida e de abdicarmos da luta pelo título entre os Clássicos”.

Isto também fez alterar o objetivo do piloto que se virou para “o nosso habitual BMW M3 Compact que volta a ser a nossa arma no ataque a um título que, obviamente, será o dos Legends”. O carro germânico foi alvo de “uma profunda revisão, mas o seu nível competitivo está igual ao que ostentava no fecho da época passada, o que me dá garantias de que tenho argumentos para discutir os lugares da frente”.

Quanto ao Starlet, não fica fora de hipótese “aparecer com ele numa ou noutra rampa, talvez a Penha, mas será sobretudo para ser utilizado em ralis com formato Legends, esperando que em 2022 possa estar com ele a tempo inteiro na Montanha”.

 

E a 24 horas do arranque da Rampa PÊQUÊPÊ Arrábida, José Carlos Magalhães sente-se “capaz e motivado. Será um fim-de-semana difícil, mas estou confiante. No ano passado, consegui ser competitivo, quer em seco, quer à chuva e as previsões apontam para mais um ano com roleta nas condições meteorológicas. Vamos nos focar na afinação do carro nas subias de treinos e tudo faremos para sair de Setúbal com um resultado de topo!”.

Os motores começarão a “rugir” às 14.00 horas de amanhã, sábado, com a sessão inaugural de “warm-up”, que será sucedida das habituais duas sessões de treinos cronometrados, fechando o primeiro dia de competição com a 1ª subida oficial de prova. No domingo, o programa é reatado às 10.30 horas, com nova sessão de “warm-up”. A terceira e última subida de treinos cronometrados do fim-de-semana antecederá as duas subidas finais “a doer”.

 

 

&nbsp

Scroll To Top