Quarta-feira , Junho 19 2019
ÚLTIMAS
Home / RALI / JOSÉ PEDRO FONTE E INÊS PONTE APOSTADOS EM VENCER COM O C3 R5 NA JORNADA PORTUGUESA DO WRC
JOSÉ PEDRO FONTE E INÊS PONTE APOSTADOS EM VENCER  COM O C3 R5 NA JORNADA PORTUGUESA DO WRC

JOSÉ PEDRO FONTE E INÊS PONTE APOSTADOS EM VENCER COM O C3 R5 NA JORNADA PORTUGUESA DO WRC

  • O Vodafone Rally de Portugal é a prova por excelência do Citroën Vodafone Team, por partilharem o principal patrocinador e, também, por ser a jornada portuguesa do WRC 2019.
  • Será entre os dias 30 de maio a 2 de junho (de quinta-feira a domingo) que a dupla José Pedro Fontes e Inês Ponte irá alinhar neste importante evento, onde estão apostados em adotar um ritmo elevado, não só lutando pela vitória entre as equipas portuguesas, como pela melhor posição entre o vasto plantel de viaturas da categoria R5.

 

Impulsionados pela recente demonstração de claro domínio nos troços de terras do último Rali de Mortágua, a anterior prova do Campeonato de Portugal de Ralis (CPR) 2019, José Pedro Fontes e a sua navegadora Inês Fontes estão, de novo, prontos para defrontar os seus adversários no Vodafone Rally de Portugal, a próxima jornada do CPR e a representante portuguesa no híper-disputado Mundial de Ralis 2019.

A tarefa mostra-se árdua a vários níveis, quer por se tratar de uma prova do WRC, quer por ter objetivos bem definidos em relação ao campeonato português, conforme explica o piloto do Porto: “De facto este é um rali diferente dos demais a vários níveis, embora o objetivo final seja o mesmo: garantir a vitória! Vamos lutar por isso em termos de CPR, pois já demonstrámos, eu, a Inês e demais elementos da equipa, designadamente em Mortágua, que estamos aqui para lutar pelas vitórias e pela recuperação dos títulos de Campeões Nacionais de Ralis que já alcançámos em conjunto. Ao mesmo tempo e após terminar a secção pontuável para o CPR, iremos continuar em prova para tentar garantir a melhor posição entre os portugueses e, quem sabe, alcançar uma boa posição entre o plantel dos R5 presentes”.

Dividindo-se em duas provas distintas, este Vodafone Rally de Portugal é pontuável para o CPR, aqui composto pelo conjunto de troços de sexta-feira e a secção matinal de sábado, e outra que se prolonga até domingo, completando o percurso delineado pelo ACP Motorsport para a jornada do WRC. “Há que ter esses dois fatores em mente: o campeonato por que lutamos é, de facto, o CPR, pelo que até meio do dia de sábado vamos estar focados nesse objetivo da vitória no Nacional de Ralis, para a partir daí, e mediante a nossa posição à geral na prova, podermos também lutar com o restante plantel nacional e internacional que está inscrito”, acrescenta José Pedro Fontes.

Fruto de um trabalho conjunto realizado entre a Citroën Racing e a Sports & You, o C3 R5 do Citroën Vodafone Team encontra-se “no máximo das especificações disponíveis à data e, em vista dos resultados que temos alcançado nos testes que temos vindo a realizar e do andamento que demonstrámos nos troços de Mortágua, acreditamos que podemos alcançar bons tempos nas Especiais e garantir uma vitória em termos CPR. A partir daí ver-se-á o que podemos oferecer, em complemento, aos nossos patrocinadores – Citroën, Vodafone, Milaneza, ExpressGlass, Pirelli, Total e Huawei – e a todos os fãs que, em cada rali, não se cansam de nos incentivar na estrada.”

No que se refere à nossa prova máxima do WRC, “Pelas suas características mundialistas, este é um rali difícil e que este ano tem a particularidade de contar com uma 1ª Etapa desenhada na icónica região de Arganil, outrora a Catedral dos ralis nacionais, onde se decidiram muitas edições do Rali de Portugal, num regresso que se aplaude”, explica o piloto. “Segue-se um segundo dia que integra as 3 especiais mais extensas do rali, todas com mais de 20 km, com destaque para os quase 40 km de Amarante, numa tripla corrida por duas vezes, para depois termos um último dia nas classificativas de Fafe, palcos onde já estivemos no início do ano, no Rallye Serras de Fafe, e onde pretendemos melhorar a nossa prestação, face aos tempos então registados. Claro que as condições meteorológicas irão ter um papel preponderante no desenrolar da prova, mas sobre esse tema só teremos uma ideia mais concreta do potencial estado dos troços na semana da prova”.

 

O VODAFONE RALLY DE PORTUGAL 2019 EM RESUMO

Prova máxima do Campeonato de Portugal de Ralis, o Vodafone Rally de Portugal realiza-se de 30 de maio a 2 de junho (de quinta-feira a domingo). Tendo o seu Quartel-General em Matosinhos (Exponor), a estrutura delineada pelo ACP Motorsport integra 2 ralis complementares: a secção pontuável para o CPR 2019, que se corre até ao início da tarde de sábado, com 10 especiais (174,85 km cronometrados), numa extensão total de 883,66 km; e a prova pontuável para o WRC 2019, que se prolonga até domingo, integrando 20 especiais (311,23 km cronometrados), para uma extensão total de 1.462,17 km.

Quinta-feira (30 maio) será o primeiro dos quatro dias da prova lusa do CPR/WRC, com o Shakedown, de manhã, um troço com 4,6 km desenhado em Paredes (a partir das 08h00) para as últimas afinações, seguindo-se, ao final da tarde (19h00), a Cerimónia Oficial de Partida, paredes meias com a histórica Universidade de Coimbra.

A parte competitiva do Vodafone Rally de Portugal 2019 inicia-se na sexta-feira (31 maio), num Dia 1 com Partida de Coimbra (08h30) e Chegada à Exponor (Parque de Assistência, 20h00), seguindo-se a entrada em Parque Fechado das viaturas. Nesse dia os concorrentes terão percorrido 7 troços (94,5 km cronometrados), numa dupla passagem por Lousã, Góis e Arganil, num saudoso regresso da nossa prova máxima a esta icónica região, dia que terminará na Super Especial de Lousada.

Pelas 6h20 de sábado (1 junho) arranca o Dia 2 para os primeiros concorrentes na estrada. Será nele que o C3 R5 do Citroën Vodafone Team completará o seu primeiro objetivo desta prova, uma vez terminada a ronda matinal pelos troços de Vieira do Minho, Cabeceiras de Basto e Amarante (80,35 km cronometrados), onde ficará definida, em definitivo, a sua classificação neste Vodafone Rally de Portugal, em termos de CPR 2019.

À tarde e já sem a pressão das pontuações nacionais, José Pedro Fontes e Inês Ponte irão continuar em prova, evoluindo, de novo, por esses mesmos três troços, antes de rumarem à Exponor. No final do dia terão corrido cerca de 160 km cronometrados, incluindo uma dupla passagem pelos 37,6 km de Amarante, a especial mais longa desta edição.

Domingo (2 junho) será o Dia 3 – e último – da prova, corrido nas icónicas classificativas minhotas, repletas de curvas e de saltos, em sequências rápidas e seletivas, de Montim, Fafe e Luilhas, numa dupla passagem pelas duas primeiras (51,53 km ao cronómetro). O Pódio de Consagração estará montado na Marginal de Matosinhos, após uma última visita ao Parque de Assistência.

 

PROGRAMA DO RALI

Notas: As horas são indicativas, para o primeiro carro a sair para a estrada; SS14 e SS15 (Gaia Street Stage 1 e 2) canceladas

Quinta-feira, 30 de maio

 

08h00/13h30   Shakedown – Paredes (4,60 km)

Hora tbc                      Parque Fechado (Exponor)

 

Hora tbc          Concentração em Coimbra

19h00              Cerimónia de Partida – Porta Férrea, Coimbra

19h10              Parque Fechado

 

Sexta-feira, 31 de maio

 

08h30              Partida Dia 1 (Coimbra)

09h48              SS1 Lousã 1 (12,35 km)

10h32              SS2 Góis 1 (18,78 km)

11h20              SS3 Arganil 1 (14,62 km)

11h48/12h33   Reagrupamento

e Zona Técnica (Arganil)

 

13h51              SS4 Lousã 2 (12,35 km)

14h35              SS5 Góis 2 (18,78 km)

15h23              SS6 Arganil 2 (14,62 km)

19h03              SSS7 Lousada (3,36 km)

20h10              Flexi-Service A (Exponor)

24h00              Parque Fechado

 

Sábado, 1 de junho

 

06h20              Partida Dia 2 (Exponor)

06h20/06h39   Service B (Exponor)

08h08              SS8 Vieira do Minho 1 (20,53 km)

09h01              SS9 Cabeceiras de Basto 1 (22,22 km)

10h17              SS10 Amarante 1 (27,6 km)

12h55/13h39   Service C (Exponor)

15h08              SS11 Vieira do Minho 2 (20,53 km)

16h01              SS12 Cabeceiras de Basto 2 (22,22 km)

17h17              SS13 Amarante 2 (27,6 km)

Hora tbc          Flexi-Service D (Exponor)

Hora tbc          Parque Fechado



Domingo, 2 de Junho

 

07h00              Partida Dia 3 (Exponor)

07h00/07h19   Service E (Exponor)

08h35              SS16 Montim 1 (8,64 km)

09h05              SS17 Fafe 1 (11,28 km)

09h49              SS18 Luilhas (11,89 km)

10h35              SS19 Montim 2 (8,64 km)

11h55              Reagrupamento (Fafe)

12h18              SS20 Fafe 2 – Power Stage (11,28 km)

13h50/14h04   Service F (Exponor)

14h20              Cerimónia de Pódio – Matosinhos

Parque Fechado

 

 

 

 

 

Scroll To Top