Sábado , Março 23 2019
ÚLTIMAS
Home / RALI / JOSÉ PEDRO FONTES/INÊS PONTE GARANTEM 4º LUGAR NO ARRANQUE DA NOVA TEMPORADA
JOSÉ PEDRO FONTES/INÊS PONTE GARANTEM 4º LUGAR NO ARRANQUE DA NOVA TEMPORADA

JOSÉ PEDRO FONTES/INÊS PONTE GARANTEM 4º LUGAR NO ARRANQUE DA NOVA TEMPORADA

 

 

  • Equipa somou os primeiros 14 pontos na temporada 2019

 

  • Derradeiro esforço garantiu subida de uma posição no último troço

 

  • Mais de duas dezenas de R5 marcaram presença no arranque da temporada, em Fafe

 

  • Regresso muito positivo de Inês Ponte à competição, depois de um interregno de quase dois anos

 

Estão encerradas as hostilidades na primeira prova pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis de 2019, o Rallye Serras de Fafe, com o quarto lugar final em termos de CPR (quinto à geral), a dupla do Citroën Vodafone Team, José Pedro Fontes/Inês Ponte, assegurou os primeiros 14 pontos, numa temporada que promete ser altamente disputada, tal o nível do plantel – com mais uma dezena de R5, dos quais metade de última geração – que este fim-de-semana se apresentou na prova da responsabilidade da Demoporto e que pontuou ainda para o European Rally Trophy – Ibéria.

 

José Pedro Fontes/Inês Ponte estiveram sempre entre as duplas mais rápidas e a consistência do ritmo imposto foi sublinhada, de forma ainda mais visível, nas seis repetições das especiais, onde a excelente afinação do chassis do Citroën C3 R5 se revelou um trunfo adicional. Aliás, a inquestionável fiabilidade do novo C3 R5 foi por várias vezes posta à prova, já que, no final do rali, os pisos de terra da zona de Fafe se apresentavam já bastante degradados e com diversas zonas com regos profundos, altamente demolidores. Foi, aliás, aqui que acabou por se decidir a última grande alteração da classificação, dado que na última especial, a segunda passagem por Lameirinha, José Pedro Fontes, que vinha encetando uma excelente recuperação, rubricou a terceira melhor marca que lhe valeu a subida ao quarto lugar, por troca com Bruno Magalhães.

 

A verdade é que, ficando um pouco aquém dos objetivos inicialmente traçados para esta ronda de debute do Campeonato, a dupla do Citroën Vodafone Team – novamente com Inês Ponte no lugar de co-piloto – deu ampla conta do recado, ficando claramente comprovado que esta será uma temporada de grandes batalhas na qual a formação terá, uma vez mais, um papel preponderante.

 

No final da prova, o piloto revelava a sua confiança no trabalho desenvolvido, afirmando que “sabíamos que este seria um rali exigente e que aqui se revelariam alguns dos principais ‘atores’ deste campeonato. Não nos enganámos… A prova foi difícil e, mesmo que o resultado final não tenha sido o que desejávamos, somámos 14 importantes pontos. Senti, desde cedo, que a nossa principal vantagem face aos nossos rivais estaria nas segundas passagens e na forma como o carro se comporta no mau piso. Fizemos a diferença quando os troços estavam em piores condições e a classificação após a última especial é uma boa amostra. Agora há que começar a trabalhar para preparar a próxima ronda do campeonato, onde queremos estar mais fortes e na luta pela vitória.”

 

O Campeonato de Portugal de Ralis, prossegue dentro de um mês na Ilha de São Miguel nos Açores, novamente em pisos de terra, prova também pontuável para o FIA European Rally Championship, e que estará na estrada entre os dias 21 e 23 do Março próximo.

 

 

 

Classificação Final:

 

1º Dani Sordo/Carlos del Barrio, 1h27m57,7s

2º Ricardo Teodósio/José Teixeira a 1m14,0s

3º Miguel Barbosa/Paulo Babo a 1m24,4s

4º Ricardo Moura/António Teixeira, a 1m29,5s

5º Citroën Vodafone Team – José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroën C3 R5), a 1m56,8s

6º Bruno Magalhães/Hugo Magalhães, 1m59,5s

7º Armindo Araújo/Luís Ramalho a 2m29,5s

 

 

Scroll To Top