Sexta-feira , Junho 18 2021
ÚLTIMAS
Home / MONTANHA / LEONEL BRÁZ NA ESTREIA DO PEUGEOT EM BOTICAS
LEONEL BRÁZ NA ESTREIA DO PEUGEOT EM BOTICAS

LEONEL BRÁZ NA ESTREIA DO PEUGEOT EM BOTICAS

Depois de inúmeros sucessos ao volante do Citroen AX, eis que a Rampa de Boticas marcou a estreia do piloto de Murça com outro carro, desta feita um Peugeot 207, que deixou muita gente surpresa pelo andamento evidenciado.

 

Assim Leonel Brás logo na primeira subida de treinos, necessitaria de 3.02.335 para percorrer toda a rampa de Boticas, à média de 99,31 km/h, sendo logo o terceiro classificado na categoria de Turismo 2.Para a segunda subida de treinos, Leonel Brás, acaba por conseguir melhorar com 3.00.248 à média de 100,46 km/h, sendo assim o quarto classificado na categoria de Turismos 2.Mas a verdade é que seria na terceira subida de prova, que Leonel Brás começa a mostra a sua mais valia com o Peugeot, rubricando um tempo de 2.58.726 `a média de 101,31, passando a ocupar a terceira posição no Turismo 2.

 

Para a primeira subida oficial de prova, Leonel Brás continua a melhorar de forma significativa fazendo 2.57.883 à média de 101,79 km/h, sendo nesta altura o sexto classificado na categoria de Turismo 2.

 

Com uma noite de descanso, o domingo de manha surge  com nuvens muito carregadas com muita chuva que encharcou por completo a rampa, provocando problemas de aderência para todos os pilotos, mas mesmo assim o piloto de Murça ficaria pelos 3.20.469 à média de 96,32 km/h, passando a ser terceiro em termos da categoria 2, isto tudo na warm up de domingo. De seguida surge a segunda subida oficial de prova, onde Leonel Brás volta a melhorar um bocado, fazendo 3.07.897 à média de 96,37 km/h.  Para a derradeira subida de prova, já com um pouco de sol e piso quase seco, Leonel Brás  bate todos os tempos feitos até essa altura fazendo 2.57.177à média de 102,20 km/h, sendo o quarto na categoria de Turismos 2.

 

No final, fez-nos um balanço da prova dizendo “ foi a estreia dum novo carro, com muito potencial para explorar, mas ainda muito jovem  .Para por o Peugeot ainda mais competitivo, muito trabalho está à nossa espera, mas o desenvolvimento deste carro é um verdadeiro desafio, que quero ultrapassar.  O carro com mais tempo torna-se bem competitivo, e pode-me levar a fazer bons resultados, como já aconteceu no passado com o Citroen AX “, conclui Leonel Brás.

&nbsp

Scroll To Top