Sábado , Julho 20 2019
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / Luís Oliveira quebra hegemonia
Luís Oliveira quebra hegemonia

Luís Oliveira quebra hegemonia

Após 11 anos de Baja de Portalegre onde o nome do vencedor foi sempre decidido entre António Maio (5 vezes) ou Mário Patrão (6), o rápido e irreverente Luís Oliveira conseguiu hoje quebrar esse domínio e vencer pela primeira vez na sua carreira a mais importante prova do TT nacional. Uma vitória que surge uma semana depois do jovem piloto de Belas ter assinado o título nacional de Enduro absoluto no que se pode considerar como um final de época em beleza.

 

A vitória de Luís Oliveira foi construída ao longo deste segundo dia de prova, marcado pela companhia da chuva que começou a cair nos minutos que antecederam o arranque da prova e acompanhou os pilotos ao longo dos 350 quilómetros de todo o longo sector selectivo de hoje. Ao quilómetro 25 Luis Oliveira era já segundo face a Mário Patrão a mais de quatro minutos do líder, mas antes de ZA3 tudo se precipitou para Patrão quando uma queda levou o piloto de Seia a perder tempo para a concorrência. Luís Oliveira acabou por assumir a liderança da prova nos últimos 25 quilómetros para chegar a Portalegre com 26 segundos de vantagem face a Patrão, o segundo na frente de Sebastian Buhler, com este a ficar a mais de 11 minutos e garantindo a vitória na classe TT1.

António Maio foi o quarto classificado e conseguiu mesmo sagrar-se campeão nacional de TT absoluto e na classe TT2, o mesmo se passando com Gustavo Gaudêncio a quem o sexto lugar atrás de David Megre foi o suficiente para alcançar o título nacional na classe TT1. Igualmente campeão nacional, mas na classe TT3 é Fausto Mota, o sétimo classificado na Baja de Portalegre 2015.

Borrego pela quarta vez

Mesmo sem entrar nas contas do título o alentejano Roberto Borrego sagrou-se hoje vencedor pela quarta vez na sua carreira da Baja de Portalegre, quebrando um jejum de vitórias na prova que datava desde 2012.

O piloto de Ponte de Sor venceu hoje de forma autoritária a prova alentejana ao concluir os longos e molhados 350 quilómetros do derradeiro sector selectivo na primeira posição. Nas contas finais Borrego conseguiu a primeira posição com 15 minutos e 58 segundos de vantagem face a André Carita e mais de 20 minutos sobre António Moreira.

Tiago Gomes abandonou a competição a cerca de meia centena de quilómetros do final quando era terceiro classificado, mas assegurou o título nacional ao manter os mesmos pontos que tinha à chegada a Portalegre ao contrário de António Moreira que deitou fora 13 pontos anteriormente conquistados. Com a vitória Roberto Borrego conseguiu mesmo subir à segunda posição do campeonato, com o mesmo número de pontos de Moreira mas com mais vitórias.

Dias surpreende no final

Após um dia chuvoso em que João Lopes esteve sempre na frente do pelotão do campeonato nacional de UTV e Buggy, no final da jornada foi João Dias quem assegurou a vitória final depois de Lopes ter perdido a possibilidade de vencer pelo segundo ano consecutivo por força de problemas de suspensão que obrigaram o piloto de Torres Vedras a baixar de forma drástica o ritmo dominador que evidenciou desde o dia de ontem.

Quando faltavam 25 quilómetros de distância para o final Lopes tinha cerca de uma dezena de minutos de vantagem para os adversários mais directos, mas depois de um toque os braços de suspensão do seu Polaris acabaram por ceder e obrigaram o piloto a vir até ao final em ritmo mais reduzido. João Dias e Pedro Mendes aproveitaram da melhor forma o momento e decidiram entre eles a vitória na prova, com o sucesso a pertencer a Dias que concluiu os a Baja Portalegre 500 2015 com quatro minutos e 55 segundos de vantagem sobre Pedro Mendes, ficando para João Lopes e Bruno Santos o ‘consolo’ de fecharem o pódio.

Miguel Jordão e Mário Ferreira fecharam o lote dos cinco primeiros na classificação final da prova.

24 de Out de 2015

 

Scroll To Top