Terça-feira , Fevereiro 19 2019
ÚLTIMAS
Home / RALI / Luta titânica pela tração traseira no TRRC
Luta titânica pela tração traseira no TRRC

Luta titânica pela tração traseira no TRRC

A última etapa da edição de 2014 do TRRC está quase à porta, com a realização do Rallye de Góis numa organização conjunta do Penela Race Events Club com o Clube Automóvel do Centro, já no fim de semana que se aproxima.

Apesar de à geral e na tração integral o título já estar atribuido a Luis Simões e Flávio Lopes na tração traseira e a exemplo da tração dianteira ainda ha muito por decidir onde para ja Jose Ferreira e Valter Martins têm uma muito curta (leia-se 3 pontos) vantagem sobre Armando Carvalho e Tiago Silva, estes últimos que venceram o recente Rallye da Pampilhosa da Serra à geral e também ainda ha a destacar a luta pelo lugar mais baixo do pódio onde apenas 6 pontos separam o 3º e 4º lugar ocupados pelos irmão Bruno e Telmo Neto, respectivamente.

A dupla de Tomar, Jose Ferreira e Valter Martins (BMW) tem assim três pontos de vantagem, tendo conseguido os 50 pontos da vitória nas provas de Penela, Tábua e Miranda do Corvo e tendo alcançado a 2ª posição nos ralis da Freixianda, Sebal e Pampilhosa da Serra, não comparecendo apenas no rali de Condeixa.

_MG_3201 (Cópia)Estando a apenas três pontos da liderança e mantendo-se firmemente na luta pelo título da tração a dupla de Vila Nova de Poiares, Armando Carvalho e Tiago Silva (BMW) venceram os ralis de Freixianda, Sebal e Pampilhosa. Os ralis de Penela e Miranda do Corvo  foi onde alcançaram o lugar intermédio do pódio. Os pilotos da Autodelage Team foram ao rali de Condeixa conquistar o terceiro lugar na tração.O pior resultado desta dupla foi a desistência no rali de Tábua, decorrido debaixo de muita chuva.

Luta imensa existe também pela conquista da terceira posição, com vantagem de 6 pontos para Bruno Neto e Rodirgo Rodrigues(BMW) sobre o outro BMW da Amieira Competições, tripulado pelo irmão Telmo Neto e Pedro Crespo. rali sebal (198)Bruno Neto apenas não compareceu no rali de Condeixa mas alcançou um terceiro lugar em Miranda do Corvo e tendo atingido a 4ª posição nos ralis de Penela,Freixianda, Tábua, Sebal e Pampilhosa da Serra. Por sua vez, Telmo Neto e Pedro Crespo têm no seu currículo de 2014 as desistências nos ralis de Tábua e Sebal. Esta dupla logou atingir a vitória no rali de Condeixa, segunda prova do TRRC, mas consegui depois alcançar três terceiros lugares em Penela, Freixianda e Pampilhosa da Serra e um quarto no rali de Miranda do Corvo.

Na quinta posição aparece o primeiro não BMW sob os comandos de Manuel Vital e António Almeida no sempre espectacular Ford Escort RS2000. Com 141 alcançados esta dupla nãocompareceram nos ralis de Tábua e Pampilhosa da Serra mas ficaram em 5º no ralis à porta de casa, ou seja, Condeixa e Sebal. Nos ralis da Freixianda, Miranda do Corvo e Penela lograram atingir a 7ª, 8ª e 9ª posição respectivamente.

rali sebal (49)A 23 pontos e na sexta posição aparece outro Ford, desta feita o MKII da dupla Paulo Marques e Ana Santos que começaram o ano com um 8º no rali de Penela, posição alcançada tambem no último rali disputado por esta dupla, o rali do Sebal. Na ronda seguinte, em Condeixa-a-Nova, esta dupla quedou-se pela quarta posiçao nos tração traseira.A terceira prova do TRRC, o rali da Freixianda, Paulo Marques jogava em casa e alcançou o 6º lugar. Esta dupla têm estado um pouco ausente este ano do TRRC não tendo comparecido em Tábua, MIranda do Corvo e Pampilhosa da Serra mas tendo já garantida a sua presença na derradeira prova deste ano, o rali de Góis.

O Toyota Starlet de Luis Couceiro e Ricardo Soares estão assim na sétima posição com 109 pontos e a apenas 9 do Ford de Paulo Marques e Ana Santos. Luis Couceiro não marcou presença na Freixianda e na Pampilhosa da Serra e tendo desistido nos ralis de Condeixa e Sebal respectivamente sendo que o seu Toyota não se dá muito bem com aquelas paragens. Num rali rali sebal (326)invernoso, mesmo que tenha sido disputado em Julho, o rali de Tábua foi onde esta dupla atingiu a segunda posição sendo que em Penela e Miranda do Corvo levaram os 30 pontos relativos à quinta posição.

Na oitava posição aparece o espectacular BMW, da dupla Vitor Matias e Bruno Simões a dois pontos do Starlet de Luis Couceiro. Esta dupla iniciou o ano com uma desistência em Penela mas depois foram a Condeixa desforra-se e levaram para casa o 2º lugar nos tração traseira.A seguir foram à Freixianda buscar os 30 pontos do 5º lugar e em Tábua trouxeram o 7º lugar. Não tendo comparecido nos ralis do Sebal e Pampilhosa da Serra, esta dupla viu o azar bater-lhes à porta no rali de Miranda do Corvo onde desistiram na sequência de uma forte saída de estrada que deixou o carro bávaro em mau estado mas que felizmente sem consequências para piloto e navegador.

Eduardo Silva e Joaquim Marçal, também em BMW estão na 9ª posição a sete pontos do BMW de Vitor Matias e com vantagem de 13 pontos sobre o BMW de José Pópulo. A dupla de Santarém começou o ano com problemas mecânicos que os levaram à desistência nas duas primeira rondas do TRRC, Penela e Condeixa. Na deslocação à Freixianda conseguiram concluir o rali na 8ª posição. Em Tábua esta dupla não compareceu, tendo tido a mesma decisão no rali da Pampilhosa da Serra. No regresso do TRRC, em setembro esta dupla veio a Miranda do Corvo alcançar o 6º lugar e em outubro veio recolher 40 pontos na vindima do Sebal.

_MG_3773 (Cópia)A fechar o top ten estão a dupla da Arganil, aos comandos de um BMW, Jose Pópulo e Vasco Rodrigues que das sete provas até agora disputadas só disputaram três, tendo alcançado o 5º (Tábua), 6º (Pampilhosa) e 7º (Penela), estando à frente do Ford Sierra de José Pereira com um ponto de vantagem.

O tabuense José Pereira, acompanhado por Humberto Pereira no Ford Sierra ocupam o 11º posto na classificação destinada à tração traseira, estando com quatro pontos de vantagem sobre o 12º classificado. José Pereira tambem só disputou até agora tres provas tendo alcançado o 6º lugar em Condeixa (onde foi prejudicado pelos acidentes ocorridos por concorrentes que o antecederam) e em no “seu” rali de Tábua. Em setembro deslocaram-se a Miranda do Corvo e trouxeram 28 pontos relativos ao 7º lugar.

O BMW patrocinado pela Basmoita comandado pelo Fernando Oliveira e Leonel Oliveira estão na 12º posição com 82 pontos após as sete _MG_3507 (Cópia)provas já disputadas e onde apenas não compareceram na Freixianda e Sebal. Esta dupla começou o ano com um 10º lugar em Penela, tendo depois desistido em Condeixa e Tábua e regressaram em Miranda do Corvo para atingir o 10º posto e terem ido à Pampilhosa da Serra buscar o 7 lugar na tração.

De Arganil vem a dupla que ocupa o 13º lugar aos comandos do seu BMW e com 70 pontos alcançados em duas provas disputadas até agora. José e David Almeida lograram subir ao lugar mais baixo do pódio em Tábua e na Pampilhosa da Serra alcançaram o 5º lugar.

Com 62 pontos alcançados surge o Ford Escort RS 2000 de Carlos Boiças e Luís Ribeiro nos quatro ralis disputados por esta dupla. Das quatro disputadas até ao momento apenas conseguiram chegar ao final nos ralis de Penela e sebal tendo alcançado em ambos a 6ª posição e tendo desistido em Condeixa e Freixianda.

rali tabua (174)A fechar o top 15 esta a dupla de Tábua, António e Ivo Eliseu que amealharam 55 pontos referentes ao 8º e 9º lugar de Tábua e Mirando Corvo respectivamente, tendo desistido na prova de abertura, o rali de Penela.

 

À entrada para a última prova ainda muito está por decidir nos tração traseira antevendo-se assim um rali muito emotivo e bem disputado, nas florestais do concelho de Góis.

 

 

Scroll To Top