Domingo , Março 24 2019
ÚLTIMAS
Home / RALI / Manuel Castro regressou ao Nacional de Ralis em Mortágua.
Manuel Castro regressou ao Nacional de Ralis em Mortágua.

Manuel Castro regressou ao Nacional de Ralis em Mortágua.

 


Apesar do incidente do Rally de Portugal, que levou a que o seu i20 R5 ficasse em chamas, ainda não estar resolvido, a dupla Manuel Castro / Luís Costa apresentou-se à partida para o Rali de Mortágua, prova a contar para o Campeonato Nacional de Ralis.

Visivelmente satisfeito com este seu regresso, Manuel Castro estava também ciente das dificuldades. “Viemos para esta prova sem ter voltado a pegar no carro desde o triste episódio de Caminha. Como os trabalhos de peritagem ao veículo só terminaram no final da primeira semana de Setembro, só aí nos foi permitido mexer no carro e efectuar as reparações estritamente necessárias para podermos estar aqui para esta prova. O carro só ficou pronto na Quinta-Feira, e chegámos a Mortágua cientes de que não tínhamos feito a preparação que os nossos adversários fizeram. Ainda assim era importante voltar a correr, para adquirir ritmo competitivo”.

Dadas estas contrariedades, a prioridade era pois, somar quilómetros evoluindo o ritmo ao longo do rali. Logo a partir da manhã de Sábado a dupla do Hyundai i20 R5 começou a sofrer alguns contratempos que impediram tempos mais competitivos.

“Logo na primeira especial da manhã, partimos a barra estabilizadora traseira. Não conseguimos resolver este problema e por isso tivemos de fazer todo a prova sem barra atrás. Isto tornou o carro demasiado macio para os pisos de Mortágua.”

Apesar disto, Manuel Castro envolveu-se numa luta interessante com Diogo Salvi e Paulo Meireles pelo 5º e 6º lugar. Para as segundas passagens Castro foi melhorando os seus tempos, e aproximou-se do 5º lugar. “Para a tarde de Sábado estávamos já com outro ritmo. Na especial Póvoa do Sebo 2, sofremos alguns problemas de travões, e a meio da classificativa ficamos sem travão de mão. Penso que sem esse problema poderíamos ter tirado mais alguns segundos ao crono que registámos. Mesmo assim, melhoramos os nossos tempos.”


Na última especial do rali, quando o 6º lugar era praticamente certo, o azar voltou a bater à porta de Manuel Castro e Luís Costa, já que, a 5 quilómetros do final da classificativa, o perno direito da direcção cedeu, e fez com que a direcção do Hyundai i20 R5 se abrisse, impossibilitando a equipa de terminar a prova.

“É inglório ficar pelo caminho, desta forma, com a meta à vista. Apesar da pouca preparação conseguimos um ritmo que nos agradou, contra adversários que estão com outro ritmo competitivo, e tiveram mais tempo de preparação do que nós para esta prova. Conseguimos também somar praticamente a totalidade dos quilómetros desta prova, e foi sobretudo para isso que cá viemos.
Obviamente que nos entristece abandonar desta forma, já praticamente no fim, mas os ralis são assim, e sabemos que mais cedo ou mais tarde, estas infelicidades vão terminar. Temos de continuar a trabalhar, para voltarmos mais fortes e mais competitivos.”


Em Mortágua Manuel Castro surgiu com uma equipa de assistência própria, a Racing 4 You. Com sede em Caldas das Taipas, esta equipa tem como mecânico chefe Wilson Almeida, que deixou a Hyundai Motorsport para abraçar este projecto.

 

Scroll To Top