Domingo , Agosto 25 2019
ÚLTIMAS
Home / RALI / Manuel Castro “resultado soube a pouco mas deu para evoluir”
Manuel Castro “resultado soube a pouco mas deu para evoluir”

Manuel Castro “resultado soube a pouco mas deu para evoluir”

 

Manuel Castro e Luís Costa estiveram presentes em mais uma edição do Rali de Castelo Branco, a segunda ronda do Campeonato Nacional de Ralis, primeira em piso de asfalto.
A prova a cargo da Escuderia Castelo Branco voltou a estar num bom nível competitivo, num rali que contou com a presença de muito público ao longo das 9 especiais de classificação.
Para a dupla de Guimarães a estreia do Skoda Fabia S2000 no asfaltonão foi a melhor com a adaptação a este tipo de piso a não ser a mais eficaz no decorrer da 1ª etapa, mas especial a especial a dupla foi evoluindo e percebendo o seu Fabia, e no segundo dia de prova já mostraram um bom nível competitivo, entrando no desejado top 10.
Como salientou o vimaranense “com os poucos kms de testes realizados na quarta antes da prova tínhamos a noção que o início do rali iria ser difícil e não consegui de todo encontrar-me com a condução do carro.
Após termos tentando perceber onde devíamos e podíamos evoluir na minha condução e com o tempo perdido no dia de sábado, sabíamos que ia ser difícil no segundo dia de prova chegar a um resultado final dentro do top 10.
Entramos com um ritmo um pouco melhor e fomos evoluindo e acabamos a manhã a realizar um tempo dentro dos 10 primeiros. Para a tarde e com um pouco mais de confiança sabíamos que podíamos melhorar e assim o fizemos.
Tivemos um contratempo na 2ª especial da tarde em que nos fez perder algum tempo, mas voltamos a tentar melhorar para a última especial e conseguimos fazer um novo 8º melhor tempo à geral, o que para a estreia com o Skoda em asfalto e para o pouco conhecimento do carro acaba por demonstrar que um lugar nos 10 primeiros teria sido possível caso tivesse conseguido entrar no primeiro dia com o ritmo de hoje.
O carro tem uma condução muito diferente do Mitsubishi, mas tem um potencial enorme, deixando-me com boas perspectivas para o resto do campeonato.
Quero agradecer à Veloso Motorsport pelo excelente trabalho realizado na preparação do carro e aos nossos sponsors, pois sem eles nada disto seria possível.
Vamos agora trabalhar com mais tempo a preparação da próxima prova, o Azores Airline, prova que no ano passado nos deixou com excelentes memórias e um excelente resultado!”
Com a recuperação na segunda etapa e apesar dos percalços Manuel Castro e Luís Costa terminaram o rali na 12ª posição entre as equipas que pontuaram para o Campeonato Nacional de Ralis.

 

Scroll To Top