Domingo , Dezembro 16 2018
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / Mário Patrão fratura mão direita no Raide de Góis e adia decisão do título para Portalegre
Mário Patrão fratura mão direita no Raide de Góis e adia decisão do título para Portalegre

Mário Patrão fratura mão direita no Raide de Góis e adia decisão do título para Portalegre

 

 

Lesão do piloto de Seia impede participação no Merzouga Rally e põe em risco a sua presença na Baja de Portalegre

 

Mário Patrão foi infeliz na sua participação na penúltima prova do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, em Góis, depois de uma aparatosa queda ainda no Sábado lhe ter fraturado a mão direita e impedido o piloto de Seia de festejar mais cedo a sétima conquista nacional consecutiva na modalidade.

 

Em Góis, no Sábado, o pelotão enfrentou um percurso de 20 quilómetros de extensão cronometrados, onde Mário Patrão, primeiro piloto em pista, acabou por calcular mal uma travagem e sofrer um aparatoso acidente fora de pista. Já no Domingo, Mário Patrão voltou a alinhar com algumas dificuldades na prova beirã e, apesar das imensas dores e do recurso a analgésicos, ainda conseguiu ser o segundo mais rápido no derradeiro troço da prova beirã.

 

“Foi um grande susto, calculei mal a distância de travagem e quando dei por mim estava a entrar numa zona de Downhill, embatendo fortemente nas árvores que deixaram a minha mota bastante maltratada. Ainda consegui ir até ao final da etapa, com algumas dificuldades, mas alinhar no Domingo foi um grande tormento. Depois de me dirigir ao hospital foi-me diagnosticada uma fratura do primeiro metacarpo da mão direita. Agora terei de repousar, ficando impedido de alinhar no Merzouga Rally, em Marrocos, e possivelmente na Baja de Portalegre. O importante é recuperar da melhor forma para o Dakar 2015, onde quero estar ao melhor nível. Agradeço o forte apoio recebido nestes últimos dias, é sem dúvida muito motivador”, explicou o piloto do Crédito Agrícola, RR Motos e Suzuki.

 

Scroll To Top