Quarta-feira , Setembro 18 2019
ÚLTIMAS
Home / RALI / Miguel Campos é líder entre os lusos mesmo sem travões no carro
Miguel Campos é líder entre os lusos mesmo sem travões no carro

Miguel Campos é líder entre os lusos mesmo sem travões no carro

 

 

Chegar ao fim foi quase um milagre para a equipa

 

Miguel Campos e Carlos Magalhães superaram um desafio tremendo no terceiro dia do Rali de Portugal e chegam à derradeira etapa da prova na frente da classificação nacional. Sem travões no Ford Fiesta durante os derradeiros 45 quilómetros da jornada, piloto e co-piloto conseguiram o fazer algo inimaginável com a chegada à assistência sem danos no carro e com o primeiro lugar entre os portugueses.

 

Num dia extremamente exigente para todas os concorrentes do Rali de Portugal 2015, Miguel Campos e Carlos Magalhães prosseguiram o andamento dos dias anteriores para consolidarem o primeiro lugar entre as formações lusas. Contudo, um problema quando ainda faltavam sete quilómetros para o final da penúltima classificativa do dia, Marão 2, quase deitava por terra todo o esforço da equipa. Miguel Campos ficou sem travões no Ford Fiesta e teve de diminuir consideravelmente a velocidade para chegar ao fim.

 

Na ligação para a especial seguinte, Fridão 2, piloto e co-piloto tentaram resolver o problema, mas não foram bem sucedidos. Assim, entraram para os 37,67 km da derradeira classificativa na esperança de a completarem sem percalços. “Foi quase um milagre. Não sei como conseguimos chegar ao fim desta maneira. Os travões não funcionavam, simplesmente. Nestas classificativas, o mais ligeiro erro podia resultar num acidente grave. Felizmente não nos aconteceu nada e é fantástico termos mantido a liderança entre os portugueses. Agora só quero resolver o problema no carro e desfrutar das especiais de amanhã”, afirmou Miguel Campos.

 

O último dia do Rali de Portugal tem três especiais e mais 54,65 km contra o cronómetro. Miguel Campos e Carlos Magalhães entram em competição na especial Fafe 1, depois cumprem Vieira do Minho 1, um troço com 32,35 km, e, por fim, repetem a passagem pela mítica classificativa de Fafe.

 

Scroll To Top