Quinta-feira , Maio 23 2019
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Miguel Campos no pódio das 24 Horas TT Fronteira
Miguel Campos no pódio das 24 Horas  TT Fronteira

Miguel Campos no pódio das 24 Horas TT Fronteira

 

 

Piloto foi um dos mais rápido no Terródromo da vila alentejana

 

Uma dezena depois da estreia nas carismáticas 24 Horas TT Vila de Fronteira, Miguel Campos voltou à grande festa do todo-o-terreno nacional e acabou no pódio. O piloto de Famalicão aceitou o convite de Mário Andrade, proprietário da estrutura mais bem-sucedida no circuito alentejano, e contribuiu para mais um lugar entre os melhores, desta vez o terceiro posto.

 

A equipa do AC Nissan Proto era uma das candidatas à vitória neste desafio de resistência e mostrou sempre que era a mais rápida. Essa evidência começou nos treinos cronometrados, ao alcançar a pole-position. O tempo realizado foi suficiente para bater o recorde da pista. Com o primeiro lugar na grelha de partida, a formação luso-francesa – Miguel Campos fez equipa com Alexandre Andrade, Cédric Duplé e Yann Morize – arrancou determinada a ganhar vantagem. E foi isso que fez. Mas um percalço mecânico e, posteriormente, um acidente com um companheiro de equipa, impediram-nos de vencer.

 

“Esta foi uma experiência muito interessante. Já tinha estado em Fronteira com um Toyota Land Cruiser. Nessa altura foi uma participação com amigos e divertimo-nos bastante. Mas desta vez sabia que tinha condições para lutar pela vitória e a ambição era maior. Mostrámos que fomos a equipa mais rápida e eu, apesar de nunca ter andado no carro, adaptei-me rapidamente. Consegui chegar depressa aos melhores registos e tive imenso prazer porque o carro é dá gozo. Infelizmente não conseguimos ganhar. Devido a um toque, originado por uma distração do concorrente nº 6, o carro capotou e perdemos muitas voltas para o reparar. Depois desse triste acontecimento, só nos restou dar o máximo com danos no carro e pouca luz. Agradeço à equipa toda a amabilidade e simpativa que teve comigo, bem como aos meus colegas que fizeram um óptimo trabalho. Espero voltar numa próxima oportunidade, afirmou Miguel Campos.

 

O piloto de Famalicão dá, assim, por concluída a temporada de 2015. Foi um ano em que mostrou, mais uma vez, toda a sua competitividade quando correu. Em particular no Rali de Portugal, momento em que foi o melhor português. Agora é o momento de começar a preparar a próxima época e definir o programa desportivo.

 

Scroll To Top