Quarta-feira , Dezembro 19 2018
ÚLTIMAS
Home / MONTANHA / Miguel Correia com estreia de sonho na Rampa Internacional da Falperra
Miguel Correia com estreia de sonho na Rampa Internacional da Falperra

Miguel Correia com estreia de sonho na Rampa Internacional da Falperra

 

Depois de ter dado nas vistas no Campeonato de Portugal de Ralis, o jovem Miguel Correia também esteve em excelente plano na sua estreia absoluta na Montanha e logo na emblemática Rampa Internacional da Falperra. Piloto de Braga levou o Renault Clio R3  à vitória na Classe A-2000 do Europeu FIA de Montanha, ao 2º lugar do Grupo A do Europeu FIA, à vitória no Grupo A1 e na Classe 7 do CPM, e ao 2º lugar da Divisão 1 dos Turismos nacionais.

A estreia de Miguel Correia nas rampas dificilmente poderia ter sido mais positiva. O jovem piloto bracarense disputou a famosa Rampa Internacional da Falperra, um dos eventos mais carismáticos do Campeonato da Europa FIA e igualmente pontuável para o Campeonato de Portugal de Montanha (CPM), adaptando-se rapidamente a um traçado exigente e com condições climatéricas variáveis.

Perante uma lista de inscritos de luxo e com muito poucos quilómetros ao volante do Renault Clio R3 em pisos de asfalto – onde apenas tinha competido no Rali de Aguiar da Beira de 2017 -, Miguel Correia evoluiu os seus tempos ao longo das três subidas de prova e conseguiu bater pilotos estrangeiros bem mais experientes e com carros mais potentes.

No final, o filho do bicampeão nacional Manuel Correia levou um total de cinco troféus para casa: vencedor da Classe A-2000 do Campeonato da Europa FIA, 2º lugar do Grupo A do Campeonato da Europa FIA (só atrás de um potente Subaru Impreza WRX de tração integral), vencedor do Grupo A1 e da Classe 7 do CPM,  e 2º lugar da Divisão 1 dos Turismos nacionais.

“Habituei-me a ir ver as provas do meu pai mas nunca pensei que um dia conseguiria este tipo de resultados logo na estreia na Falperra”, afirmou Miguel Correia. “Senti-me muito bem com o carro no asfalto e fui melhorando os tempos, embora ache que ainda teria sido possível baixar dos 2m31s. Tenho que ser humilde e reconhecer que ainda tenho muito para aprender nas rampas mas, só pela rodagem com o carro no asfalto, acabou por ser uma experiência importante para mim. Tenho aqui que destacar a emoção de correr perante o público da Falperra, que parece ser cada vez mais entusiasta e numeroso a cada ano que passa. Até para os nossos patrocinadores foi um fim de semana de grande exposição e tenho de agradecer o apoio de todos eles, em especial da Socicorreia. Agora vamos começar a pensar no Rali Vidreiro”, referiu o rookie do Campeonato de Portugal de Ralis.

O tradicional Rali Vidreiro – Centro de Portugal será a primeira prova de asfalto na época do CPR e será disputado nos dias 8 e 9 de junho, na região da Marinha Grande.

 

Scroll To Top