Sábado , Março 23 2019
ÚLTIMAS
Home / RALI / Miguel Nunes desiste e Alexandre Camacho passa a líder do RVM
Miguel Nunes desiste e Alexandre Camacho passa a líder do RVM

Miguel Nunes desiste e Alexandre Camacho passa a líder do RVM

A PEC 14 (Ponta do Pargo 1) ditou uma viragem nos lugares cimeiros da geral desta edição do RVM. Devido a um problema num disco de travão, Miguel Nunes viu-se obrigado a desistir, num momento em que liderava o rali, passando o primeiro lugar para a dupla Alexandre Camacho/Pedro Calado.

No início da 6ª Secção, na PEC 12 (Câmara de Lobos 1), Basso foi mais rápido (00:08:09,7) do que Alexandre Camacho (00:08:10,3) e Miguel Nunes (00:08:12,7). Contudo, Miguel Nunes continuava a segurar a liderança.

Na PEC 13 (Ponta do Sol 1), Alexandre Camacho fez o melhor tempo (00:05:12,0), seguido de Miguel Nunes/João Paulo Fernandes (00:05:12,1) e Carlos Vieira (00:05:12,4). No final, Miguel Nunes, continuava firme no primeiro lugar da geral.

E eis que, na PEC 14 (Ponta do Pargo 1), numa passagem de uma prova de piso abrasivo para piso molhado, Miguel Nunes parte o disco de travão de uma das rodas do Hyundai NG I20 R5. Após tentativa de resolução do problema, Miguel Nunes acaba por desistir. Nesta prova, o piloto mundial Stephane Lefebvre também desiste por avaria mecânica no seu Citroen DS3 R5.

Nesta PEC, Basso faz o melhor tempo (00:08:26,7), com Alexandre Camacho atrás (00:08:28,8) e Carlos Vieira (00:08:32,9). E é aqui que Alexandre Camacho assume a liderança do RVM na geral (01:39:25,1), com Basso no encalce (01:39:27,6). A novidade é a entrada dos madeirenses João Silva/Rui Rodrigues no Top 3 (01:40:04,0).

E tudo se manteve igual na PEC 15 (Rosário 1). Alexandre Camacho, com o seu Peugeot 208 R5, dominou esta prova (00:07:06,7), com Basso sempre colado (00:07:10,0) e Miguel Campos a aparecer no top 3 (00:07:15,6). No final, Alexandre Camacho consolidou a liderança (01:46:31,8), Basso mantém-se em segundo (01:46:37,6) e João Silva em terceiro (01:47:20,2).

À chegada ao parque de assistências, Alexandre Camacho/Pedro Calado foram recebidos com aplausos e muitos fãs que quiseram tirar fotos e pedir autógrafos. Alexandre Camacho disse que esta manhã tem sido “de luta intensa” e lamentou o que aconteceu com Miguel Nunes. “Infelizmente, às vezes as máquinas cedem, tenho pena por ele porque estava a fazer um excelente rali, mas agora temos de pensar em nós, temos o Basso logo atrás”, frisou.

Basso também foi recebido com palmas e elogiou o “ritmo muito alto” do líder. “Será uma luta muito grande estas últimas provas”, salientou, expressando também desalento pelo infortúnio de Miguel Nunes.

João Silva, terceiro classificado, garantiu que agora vai lutar para manter o “lugar do pódio”. “Vamos defender o nosso lugar”, frisou.

O RVM volta para a estrada às 14h44, com a PEC 16 (Câmara de Lobos 2).

 

Scroll To Top