Sábado , Julho 20 2019
ÚLTIMAS
Home / RALI / MONCHIQUE RECEBE CHALLENGE NO SUL
MONCHIQUE RECEBE CHALLENGE NO SUL

MONCHIQUE RECEBE CHALLENGE NO SUL

 

DEPOIS DE DUAS PROVAS NO NACIONAL DE RALIS, O CHALLENGE DS3 R1 DISPUTA AGORA A TERCEIRA PROVA DO CALENDÁRIO INTEGRANDO DESTA FEITA O CAMPEONATO FPAK DE RALIS SUL.

Com apenas 70 quilómetros de especiais de classificação para cumprir, com tripla passagem pelos emblemáticos troços da Fóia e Monchique, os concorrentes ao Challenge DS3 R1 encaram agora mais um novo desafio.

Desta vez os concorrentes terão um rali bem diferente daquele que tiveram em Guimarães e em Castelo Branco, já que apenas têm 70 quilómetros de troços para fazerem onde não existe lugar a grandes táticas”, afirma Vitor Calisto da Inside Motor Eventos, reforçando que “o Challenge decidiu disputar provas de asfalto de norte a sul de Portugal. A presença no Algarve é a prova que queremos que este troféu seja nacional, por isso esperamos que no próximo ano possamos vir a ter pilotos do sul do país nesta competição”.

A novidade para o Rali de Monchique é a chegada de um sexto concorrente ao Challenge DS3 R1. Neste caso o piloto é Pedro Antunes, filho de outro piloto de ralis, o Américo Antunes, que se estreou nos ralis em Castelo Branco, ao volante de um outro carro, mas que a partir do Rali de Monchique estará envolvido na discussão desta competição.

O Pedro Antunes deu excelente referências na sua estreia no Rali de Castelo Branco. Também por isso acaba por ser uma enorme mais valia para o Challenge a sua presença nesta competição”, afirma Vitor Calisto.

 

OBJECTIVOS DOS PILOTOS PARA O RALI DE MONCHIQUE

Nº 24 RICARDO SOUSA: “Este rali terá para nós uma abordagem diferente, pela forma como a prova se desenrola, com três passagens em cada troço o que vai condicionar o estado do piso. Por outro lado o traçado é na sua generalidade estreito e não podemos cometer erros. O importante nesta fase é somar o maior número de pontos possíveis para continuar na luta do Challenge”.

Nº33 PEDRO ANTUNES: “É a minha estreia no Challenge e por isso o nosso objetivo é, claramente, chegar ao fim da prova para acumular muitos quilómetros. Contudo, se as coisas começarem a correr bem a minha expectativa era alcançar um pódio, mas como disse quero acima de tudo concluir a prova”.

Nº29 RICARDO RODA:  “Não tenho quaisquer expectativas para este rali. O nosso objetivo continua a ser o mesmo de todas as provas até agora disputadas, isto é, aprender o máximo possível” .

Nº32 ANDRÉ RODRIGUES: “O Rali de Monchique é a continuidade e evolução da aprendizagem, vou preparado para melhorar o andamento. O rali é bastante mais curto do que temos vindo a fazer até aqui, com troços cautelosos devido ao mau estado do piso. Vamos atacar forte porque é um rali que já requer isso mesmo, tenho tido muito apoio, como tal, em termos de realização pessoal e colectiva vou dar o meu melhor”.

Nº33 MARGARIDA BARBOSA: “Finalmente fizemos um teste onde podemos conhecer o carro melhor. Foi um teste produtivo que me permitiu ganhar muita confiança e encarar esta segunda prova do Challenge com outro à vontade. Estou muito motivada para fazer o melhor resultado possível, mas é importante concluir a prova e fazer o número máximo de quilómetros”.

 

 

 

Scroll To Top