Terça-feira , Dezembro 18 2018
ÚLTIMAS
Home / RALI / Mudança drástica no Sistema Rally 2 (por Carlos da Silva)
Mudança drástica no Sistema Rally 2 (por Carlos da Silva)

Mudança drástica no Sistema Rally 2 (por Carlos da Silva)

Depois de chegar aos comandos da FIA em finais 2009, Jean Todt sempre foi declaradamente contra as regras na altura denominados de Super-Rally. Criado em 2004, as regras instituídas visavam permitir que as equipas que abandonassem durante os dois primeiros dias de prova, podem-se retomar a mesma, sendo-lhes averbado 5 minutos de penalização por cada especial não comprida. No início desta temporada o agora denominado Rally 2 viu essa “pena” agravada para 7 minutos ou 10, caso ocorre-se na ultima especial do dia. Para 2016, as regras ditarão um aumento drástico para 60 minutos, ou seja uma hora de penalização porque especial não terminada e sete minutos no caso de uma super-especial!
Com tamanha penalização valerá a pena continuar em prova? Esta mudança não deverá impedir sobretudo para as equipas de topo não deixem de se “socorrer” do sistema, visando sobretudo testar novas soluções, melhorar o conhecimento das especiais, acumular pontos no que diz respeito aos Construtores, expor durante mais tempo os seus patrocinadores, mas sobretudo tentar conquistar os pontos extra das Power Stage.
Na WRC-2, WRC-3 e JWRC, estas pesadas penalizações poderão ser menos gravosas, dependendo muito do n.º de inscritos que em cada prova participam. Mas certamente algo será unânime: mais regularidade/fiabilidade e certamente, menos velocidade…

 

Scroll To Top