Sábado , Maio 30 2020
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / MX fechou época em Fernão Joanes
MX fechou época em Fernão Joanes

MX fechou época em Fernão Joanes

Depois de um ano de ausência do calendário nacional o Crossódromo das Lages em Fernão Joanes foi o cenário de eleição para o encerramento do campeonato nacional de motocross 2015, realizando a derradeira ronda do ano nas principais categorias em conjunto com os pilotos dos campeonato europeus de 65 e 85cc. Uma ronda de encerramento que fechou em definitivo as classificações finais de cada uma das categorias após as oito rondas do calendário este ano realizadas.

 

Com alguns dos títulos já decididos desde a ronda anterior realizada em Vieira do Minho, esta derradeira prova do ano foi para alguns dos novos campeões uma ronda de consagração, mas nem por isso os principais protagonistas do campeonato deixaram de presentear o público presente ao longo dos 1595 metros de perímetro do traçado com três excelentes mangas.

Na corrida principal da jornada, destinada aos melhores pilotos de MX 1 e MX 2, a Elite do motocross nacional, a vitória pertenceu a Luís Ferreira que assumiu a liderança à quinta volta, até então tinha sido Hugo Basaúla o líder da corrida, posição essa que o piloto de Vale de Cavalos nunca mais largou até cruzar a linha de meta após as vinte voltas realizadas.

Hugo Basaúla sentiu um problema com a roda dianteira da sua moto, mas já com o título assegurado desde a prova anterior optou por baixar o ritmo e entregou mesmo a segunda posição a Sandro Peixe na 14ª volta, com o jovem ribatejano a secundar assim Luís Ferreira na frente do campeão nacional que fechou a corrida no degrau mais baixo do pódio. Miguel Gaboleiro e Pedro Carvalho fecharam o lote dos cinco primeiros e foram também os derradeiros pilotos a cumprir o mesmo número de voltas que o vencedor.

Globalmente Hugo Basaúla conquistou o título nesta categoria Elite, na frente de Luís Ferreira e Miguel Gaboleiro, com a vitória de Ferreira a fazer a diferença na decisão final com Gaboleiro.

a primeira manga de MX1 foi Hugo Basaúla o vencedor, desta feita com maior autoridade perante os seus adversários, liderando a totalidade das voltas face a Miguel Gaboleiro e Luís Ferreira, este a subir ao terceiro posto depois de passar Jorge Maricato ainda na fase inicial da corrida.

Na segunda manga foi Luís Ferreira quem chamou a si a derradeira vitória do ano na frente de Gaboleiro e Basaúla, numa classe foi igualmente Hugo Basaúla a conseguir o título, já decidido desde a ronda anterior. Miguel Gaboleiro foi o vice-campeão com oito pontos de vantagem para Luís Ferreira, o terceiro nesta classe MX1.

Na corrida inicial de MX2 foi Pedro Carvalho quem assinou a sua segunda vitória do ano, depois de vencer igualmente na primeira corrida do ano antes de uma lesão o afastar do campeonato durante três provas, batendo Sandro Peixe e Diogo Graça. Na segunda corrida Peixe levou a melhor, pela 11ª vez em 16 mangas realizadas ao longo do ano, fechando assim em beleza um campeonato em que se sagrou campeão da classe.

O segundo posto na derradeira corrida do ano ficou nas mãos de Pedro Carvalho, que terminou na frente de Diogo Graça, este mais uma vez o melhor nos juniores no final de um ano em que venceu todas as corridas da categoria. Graça bateu desta feita André Sérgio e Ricardo Freire, os pilotos que o secundaram na classificação final do campeonato.

Classificações

Elite
1º Luís Ferreira – Honda; 2º Sandro Peixe – Honda a 08.250s; 3º Hugo Basaúla – Kawasaki a 22.724s; 4º Miguel Gaboleiro – Yamaha a 34.656s; 5º Pedro Carvalho – Honda a 01m09.483s

Campeonato
1º Hugo Basaúla – Kawasaki com 169 pontos; 2º Luís Ferreira – Honda com 141; 3º Miguel Gaboleiro – Yamaha com 136; 4º Sandro Peixe – Honda com 129; 5º Jorge Maricato – Honda com 100

MX1
1º Hugo Basaúla – Kawasaki com 47 pontos; 2º Luís Ferreira – Honda com 45; 3º Miguel Gaboleiro – Yamaha com 42; 4º Jorge Maricato – Honda com 36; 5º Rui Rodrigues – Kawasaki com 32

Campeonato
1º Hugo Basaula – Kawasaki com 355 pontos; 2º Miguel Gaboleiro – Yamaha com 309; 3º Luís Ferreira – Honda com 301; 4º Jorge Maricato – Honda com 256; 5º Rui Rodrigues – Kawasaki com 223

MX2
1º Sandro Peixe – Honda com 47 pontos; 2º Pedro Carvalho – Honda com 47; 3º Diogo Graça – Husqvarna com 40; 4º Jorge Leite – Honda com 34; 5º André Sérgio – Yamaha com 31

Campeonato
1º Sandro Peixe – Honda com 361 pontos; 2º Diogo Graça – Husqvarna com 304; 3º Jorge Leite – Honda com 234; 4º Luís Oliveira – Yamaha com 222; 5º André Sérgio – Yamaha com 220

Junior
1º Diogo Graça – Husqvarna; 2º André Sérgio – Yamaha a 2 voltas; 3º Ricardo Freire – Suzuki a 2 voltas; 4º Óscar Downer – Honda a 2 voltas; 5º João Barcelos – KTM a 2 voltas

Campeonato
1º Diogo Graça – Yamaha com 175 pontos; 2º André Sérgio – Yamaha com 144; 3º Ricardo Freire – Suzuki com 131; 4º João Barcelos – KTM com 110; 5º João Oliveira – Yamaha com 100

 

Scroll To Top