Terça-feira , Agosto 20 2019
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / O “DREAM TEAM” DA PEUGEOT MANTÉM-SE NO PÓDIO DO SILK WAY RALLY
O “DREAM TEAM” DA PEUGEOT MANTÉM-SE  NO PÓDIO DO SILK WAY RALLY

O “DREAM TEAM” DA PEUGEOT MANTÉM-SE NO PÓDIO DO SILK WAY RALLY

 

 

  • No final do terceiro dia de competição os três Peugeot DKR continuam a ocupar todos os lugares do pódio, colocando o carro nº 104 na liderança, o nº 106 no 2º posto e o nº 100 no 3º da Geral do Silk Way Rally 2017, cavando um fosso significativo sobre os seus rivais.
  • A bordo do novo Peugeot DKR Maxi, Sébastien Loeb e Daniel Elena foram os mais rápidos numa complicada 3ª Etapa, batendo a dupla Stéphane Peterhansel e Jean-Paul Cottret.
  • Cyril Despres e David Castera encontraram algumas dificuldades na etapa, embora tenham conservado o seu lugar no pódio em termos de geral.

 

EM RESUMO

A 3ª Etapa do Silk Way Rally apresentou condições muito diferentes das dos anteriores dois dias, com pistas de terra e muita vegetação. Disputando-se sob tempo seco, longe dos dilúvios da partida, a especial, duas vezes maior do que a da véspera, compôs-se de 329 km cronometrados, representando cerca de 3 horas e 19 minutos de esforço físico e mental. Os Peugeot DKR atingiram picos de velocidades muito elevadas, por vezes rolando a mais 200 km/h.

 

Se a paisagem era diferente, a classificação geral manteve-se com 3 Peugeot nas 3 primeiras posições, apesar das dificuldades por que passou Cyril Despres, o vencedor da edição de há um ano. A poucos quilómetros do meio da Especial, um pequeno erro de navegação levou-o a ficar preso num buraco, perdendo cerca de 12 minutos até conseguir sair. Mesmo não atingindo um lugar no pódio da Etapa, manteve o 3º lugar da Geral, contando com 21 minutos de avanço sobre o seu perseguidor mais direto.

 

Já Sébastien Loeb atacou forte desde o início para recuperar rapidamente a tempo perdido na véspera para o seu colega Stéphane Peterhansel. Garantindo um avanço de 4m34s na chegada da Especial, Loeb ascendeu ao 1º lugar da prova, garantindo uma vantagem de 3m15s sobre Peterhansel na geral. O rival mais directo do “Dream Team” está já a quase 40 minutos do 1º lugar.

 

O QUE ELES DISSERAM…

 

Sébastien LOEB, piloto Team Peugeot Total

Vencedor da 3ª Etapa / 1º da Geral

“Eu diria que foi um dia complicado, mas que se passou muito bem. Saímos para a pista na 3ª posição, passámos o Cyril após 50 quilômetros e o Stéphane 125 km depois. Depois tivemos que abrir a estrada, mas o Daniel tem feito um trabalho notável em termos de navegação, porque realmente não foi nada fácil. Não fizemos grandes erros, nem tivemos grandes problemas e o Peugeot DKR Maxi mostrou-se perfeito, agradável de conduzir. Foi uma verdadeira etapa de rali-raid.”

 

Stéphane PETERHANSEL, piloto Team Peugeot Total

2º lugar na 3ª Etapa / 2º da Geral

“Nem sempre temos uma especial como esta no Silk Way Rally antes de deixar a Rússia, pois é, em geral, o tipo de estradas que surge mais tarde no percurso. Hoje correu tudo bem, gostei da etapa, mesmo que tenha sido uma navegação muito complicada, especialmente quando estávamos a abrir a estrada. Havia muito cascalho pequeno num percurso que serpenteava pela erva e não era fácil saber a direção certa. Foi a especial mais difícil desde o início da prova, pelo que estou feliz por a termos ultrapassado. Também tivemos um clima mais favorável, para variar dos últimos dias.”

 

Cyril DESPRES, Pilote Team Peugeot Total

4º lugar na 3ª Etapa / 3º da Geral

“Não foi um bom dia para nós, mas poderia ter sido pior. Um erro levou-nos a ficar presos num buraco profundo, onde perdemos muito tempo. Estou dececionado, mas não é o fim do mundo. Há ainda um longo caminho a percorrer e muitas oportunidades.”

 

 

ANTEVISÃO DA 4ª ETAPA

A Etapa de hoje – terça-feira, dia 11 julho – liga Kostanay e Astana, no Cazaquistão, sendo longa de 908 km, dos quais 373 km em setores cronometrados. Os concorrentes irão ter porções rápidas, antes de entrar no leito de um rio. Seguem-se 342 km de ligação até se atingir Astana, capital do país.

 

Scroll To Top