Quinta-feira , Novembro 26 2020
ÚLTIMAS
Home / BLOG / “O mundo está em constante mudança, e cada vez mais rápida…”
“O mundo está em constante mudança, e cada vez mais rápida…”

“O mundo está em constante mudança, e cada vez mais rápida…”

 

Mex Machado dos Santos é candidato assumido à presidência da FPAK e emitiu hoje na sua página do Facebbok o seguinte comunicado:

“A partir deste mês iremos incrementar a nossa comunicação, com o intuito de começar a desvendar mais um pouco do que será o nosso programa e os nossos objetivos para MUDAR A FPAK, apresentando para isso algumas sugestões de melhorias em linhas fundamentais que, no entender da nossa equipa, não nos podemos desviar.

Defendemos que uma Federação deve em primeiro lugar, fazer aquilo que deu origem à sua fundação, ou seja, cumprir com o seu objeto – federar implica proteger os interesses de todos os intervenientes – os pilotos devem poder disputar as suas provas nas melhores condições possíveis, os clubes devem ser apoiados nas suas organizações, os promotores devem cumprir o seu papel de acordo com o caderno de encargos pré-estabelecido. Neste último ponto e caso não exista promotor, numa dada disciplina, a própria federação deverá assegurar esse papel com o mínimo de qualidade e recursos que cada uma das áreas nos merece (PELO MENOS NOS PRINCIPAIS CAMPEONATOS NACIONAIS)

Os comissários devem poder disputar as suas provas nas melhores condições possíveis e todos devem ter a possibilidade de expressar e receber críticas construtivas, para em conjunto elevar o nosso desporto automóvel. Uma crítica é geralmente uma oportunidade de evoluir, de melhorar, e aproveitar as mesmas é sinal de inteligência.

A uma Federação cabe também o papel de assegurar que todos os processos sob a sua jurisdição, decorrem de forma imparcial, transparente e com regras claras, do conhecimento de todos.

Uma Federação deve garantir as relações e acordos com entidades governamentais de forma a criar novas oportunidades e garantir a continuidade e crescimento das modalidades sob a sua alçada e apoio a novos valores por entre os seus licenciados.

Uma Federação deve trabalhar ativamente, na obtenção de fontes de receita viáveis e sustentadas.

Uma federação deve simplificar os processos a todos os intervenientes.

Voltemos então à frase com que iniciamos este texto. Queremos fazer diferente, mais e melhor. Sabemos os enormes desafios que vamos enfrentar, mas temos já os meios e as competências para os ultrapassar e vencer. Estamos cientes das novas realidades, identificamos oportunidades à espera de serem trabalhadas, sabemos que tudo muda, mas não vamos ficar à espera que isso aconteça.
Vamos trabalhar para MUDAR todos os dias.

Seria fácil entrar pela crítica pura e afirmar que a atual FPAK parou no tempo, contudo, esse não será o nosso caminho. A análise ao passado fica para cada um, pois nós queremos olhar para o futuro.

O que vos propomos não será uma passagem de testemunho, algo que tem acontecido desde sempre na FPAK, com a gestão da federação a ser entregue constantemente a elementos que já faziam parte dos anteriores elencos, quase sempre, a passagem para um vice-presidente, que como é óbvio, quando as coisas não estão bem, significa que fazia também parte do problema e não das soluções.

Propomos uma candidatura independente, com elementos que representarão o país na sua globalidade e a maioria das disciplinas, mantendo a porta aberta para todos que, como nós, queiram efetivamente mudar para melhor o Desporto Automóvel E O KARTING Nacional. Nada melhor para iniciar esse caminho que romper na totalidade com o passado.

Como todos sabem, hoje a “booking.com” é a maior cadeia de hotéis do mundo e não possui sequer uma única cama para alugar. A “Uber” é a maior rede de táxis do mundo, e não tem um único carro de serviço próprio a circular. A “Airbnb” é a maior cadeia de apartamentos e não tem nem explora nenhum em seu nome. Estes são alguns exemplos de empresas que se adaptaram às novas realidades e aproveitaram oportunidades, criaram valor e evoluíram.

O que fez a FPAK até hoje para responder às novas necessidades de praticantes, clubes, comissários e promotores? O que trouxe para manter e alargar o seu público? Que “riscos” correu e que projetos inovadores lançou? Temos a certeza que cada um conhece bem as respostas a estas estas questões.

Estamos a propor-vos uma MUDANÇA DE VERDADE !! Estamos nesta corrida para vencer e para ficar, não apenas para lançar promessas vãs.

Juntem-se a nós, apoiem a nossa causa, ajudem na divulgação nas redes sociais, e sobretudo, não tenham medo de mostrar o vosso apoio, comecem a mudança por aí!

Querem mudar o rumo do desporto automóvel nacional?
Então que cada um comece por si, nós já começamos!

Mex Machado Dos Santos”

 

Scroll To Top