Segunda-feira , Abril 22 2019
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / O REGRESSO DO TEM MANCHA ÀS PISTAS
O REGRESSO DO TEM MANCHA ÀS PISTAS

O REGRESSO DO TEM MANCHA ÀS PISTAS

Cronica de uma corrida muito especial

 

A presença do Team Mancha no Algarve Classic Festival tinha o acento tónico no sábado dia 29, dia do meu aniversario, uma oportunidade rara de passar o dia de anos a fazer o que tanto gosto: – Pilotar o Lotus Mancha!

 

Mas não estava nos meus projetos ganhar a corrida ou ser alvo da festa com que os “mancha” mais velhos me brindaram.

Sabia que andavam a “tramar” algo mas fiquei muito sensibilizado com o pormenor com que prepararam tudo desde a escolha dos “comes e bebes” ao detalhe do bolo de anos e as lambarices dos aniversários da minha infância.

Só tive consciência dos preparativos depois da corrida e a ida ao pódio não me permitiu organizar melhor os convites mas num instante acorreram à box companheiros e amigos que comigo partilharam e alegraram aquele dia.

À noite o núcleo do Team foi comemorar num jantar mais intimo e eu estava tão sensibilizado com a vitoria no dia de anos, a “lancharada” e a presença de tantos convivas que achei não ter condições psicológicas para fazer a partida da corrida 2 no dia seguinte.

Foi pois o meu companheiro Manuel Melo o “encarregado” de ir à grelha fazer o primeiro turno. Mas a caixa encravou ainda na volta de lançamento e quando da largada o nosso carro estava na box a receber assistência que diga-se foi imediata e eficaz não sem que entretanto tivéssemos perdido mais de uma volta.

 

Assim  quando chega o meu turno de pilotagem o que me aguardava já não era o “passeio” que previra mas dar continuidade à recuperação de lugares que o “Zé Manel” tinha encetado. Este incidente acabou por me brindar com uma corrida excecional pois tive sempre á vista e num lugar privilegiado carros de corrida do meu tempo que tanto gosto e como o autódromo do Algarve tem muitos relevos e inversões de trajecto consegui até apreciar os três GT40 e Porsche 3.0 quando me dobraram a evoluir graciosamente na pista.

Desencravada a caixa o Lotus Mancha respondeu sempre muito bem tal como na corrida1 que vencemos na véspera e chegou ao fim sempre em bom andamento e a trabalhar como um relógio. Quando chegamos ao AIA os carros ainda não tinham sido descarregados e só deixamos o local quando o ultimo entrou no camião, pelo que vimos durante o evento a equipa da RPMotorsport esteve nesta jornada no seu melhor de sempre!

 

É uma pena ser a única prova de clássicos no Autódromo da Algarve que tem tudo que um piloto e uma equipa pode desejar. Porque será?

 

Foi pois um fim de semana irrepetível, nos treinos e na duas corridas dos quatro Lotus Elan em pista, fomos sempre nós a fazer a volta mais rápida, conseguimos uma Vitoria na corrida 1 e fizemos uma corrida 2 muito animada, sempre “com a faca nos dentes” isto para alem de um beberete de aniversario inigualável.

 

Fica aqui o meu agradecimento ao Team Mancha e a todos os companheiros de corrida e amigos que se juntaram a nós na box 24 e connosco festejaram os meus anos com distinção especial para Velês Grilo e os seus F R A, Tony Thompson da TTR, Mota Freitas e Rui Queirós da T&C e dois grandes campeões José Ferreira da Silva e Antoni Rodrigues.

A todos muito obrigado e a Diogo Ferrão também pelo numero que gentilmente atribuiu ao meu carro.

 

Alexandre Guimarães

 

Scroll To Top