Terça-feira , Outubro 27 2020
ÚLTIMAS
Home / RALI / Ogier dominou em Gales (por Ricardo Nascimento)
Ogier dominou em Gales (por Ricardo Nascimento)

Ogier dominou em Gales (por Ricardo Nascimento)

A chuva e o vento permaneceram no último dia competitivo do Wales Rally GB, com muita água nos troços. Após os trágicos atentados em Paris na última sexta-feira, não houve a habitual festa do champanhe no final do rally, mas sim, com a bandeira francesa em destaque no pódio final.
Jari-Matti Latvala regressou de novo em rally2 pela segunda vez, venceu todos os troços de hoje, incluindo a Power Stage, garantindo desta forma a segunda posição no campeonato.Sébastien Ogier fez apenas um calmo passei de domingo, conseguindo mais uma vitória ao seu palmarés, mas sem motivos para festejar com o seu país em luto.
Apesar da pressão em levar o carro inteiro até ao final e bem posicionado, Kris Meeke cumpriu os objetivos para a equipa Citroën, ao conseguir o segundo lugar entre os construtores, com mais 26 segundos do que Ogier na segunda posição.

Para conseguir subir à segunda posição no campeonato, Andreas Mikkelsen teria de ganhar o rally e Latvala não poderia marcar quaisquer pontos. No entanto, o norueguês não foi além da terceira posição e Latvala acabou por obter os 3 pontos na Power Stage, não fosse acontecer algo a Ogier e a Meeke na derradeira especial.

Ott Tänak queria manter a quarta posição, mas acabou por sair de estrada na primeira especial do dia e não cumpriu o seu objetivo. Nas assistências falava-se que um dos pilotos iria manter-se na M-Sport e que um deles iria sair da equipa.

Dani Sordo acabou por subir à quarta posição do rally, mas mesmo com a quinta posição do seu companheiro de equipa, Hayden Paddon, não foi possível obter a segunda posição no campeonato para a Hyundai.

Elfyn Evans foi o único sobrevivente da equipa M-Sport, ao levar o Ford Fiesta à sexta posição final, a 8,6s de Paddon. Depois do acidente de Tänak, não valia a pena arriscar em condições tão difíceis, para tentar alcançar o neozelandês.

Sem terem encontrado uma solução, Mads Østberg continuou com água e lama no interior do carro, mas o norueguês conseguiu levar o Citroën à sétima posição e ajudou Kris Meeke a marcar mais pontos para a equipa.

Mesmo com uma forte gripe, Stéphane Lefebvre terminou o rally na oitava posição, em condições muito difíceis. Um bom resultado para o jovem francês.

Robert Kubica conseguiu um ponto na Power Stage e levou o Fiesta privado à nona posição, com mais de 1m40s de vantagem para Lorenzo Bertelli que fecho o top 10.

Um problema no motor durante as duas últimas especiais, fizeram com que Eric Camilli não conseguisse vencer no WRC2, mas conseguiu terminar em segundo a 19,2s de Teemu suninen que acabou por vencer com um Skoda Fabia S2000. De qualquer forma, foi um excelente resultado para os dois pilotos de testes da Toyota.

Craig Breen recuperou mais algum tempo hoje, mas os dois furos que teve no rally, deixaram-no na terceira posição a pouco mais de 40 segundos de Camilli.

David Higgins foi o melhor entre os Gr.N com o novo Subaru na vigésima posição, a ostentar a mesma decoração do seu amigo Colin McRae quando foi campeão do mundo há 20 anos atrás.

VENCEDORES DE TROÇOS:
Sébastien Ogier (9); Kris Meele (1); Thierry Neuville (2); Andreas Mikkelsen (2); Ott Tänak (1); Jari-Matti Latvala (4)
LÍDERES DO RALLY:
Sébastien Ogier (SS1 a 19)
dia 3 (1)

 

Scroll To Top