Segunda-feira , Junho 1 2020
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Organização começa a levantar o véu sobre a Baja Portalegre 500
Organização começa a levantar o véu sobre a Baja Portalegre 500

Organização começa a levantar o véu sobre a Baja Portalegre 500

Numa altura em que passam praticamente três semanas sobre o início das inscrições para Baja Portalegre 500 de 2014, a disputar de 30 de Outubro a 1 de Novembro, a organização começa a levantar o véu sobre o que promete ser, como é já tradição, uma fantástica edição daquela que é a mais mítica prova do Todo-o-Terreno nacional e o tradicional cair do pano sobre o Campeonato Nacional e também sobre a Taça do Mundo FIA de Ralis de Todo-o-Terreno.

Uma vez mais aberta a participações de Automóveis, Motos, Quads, UTV’s e Buggies, e servindo também de palco à quarta edição da Mini Baja, a 28ª Baja Portalegre 500 deverá voltar a contar com várias centenas de participantes que este ano vão encontrar pela frente algumas diferenças face a 2013.

Não se podendo considerar uma novidade absoluta, pois houve edições em que se verificaram situações semelhantes, a Baja Portalegre 500 de 2014 vai ter um percurso ligeiramente redesenhado, algo que se deve não apenas ao constante esforço do Automóvel Club de Portugal de apresentar novos desafios aos participantes, mas também por dificuldades técnicas do terreno.

Assim sendo, e depois do prólogo que terá lugar exactamente no mesmo local dos últimos anos, a 28ª Edição da Baja vai contar com um Sector Selectivo em loop e outro em linha, para os Automóveis, enquanto as Motos vêem o seu único troço cronometrado ser disputado em linha, sendo que a chegada é sempre em Portalegre, no mesmo local onde se disputa o Prólogo.

Desta forma, de manhã os participantes dos Automóveis fazem a tradicional Volta Sul (180 km), com partida e chegada a Portalegre. Já de tarde, a partida para a Volta Norte (210 km) é feita Crato após 20 km de ligação, com a chegada a ser feita no “local do costume”. Semelhante será a situação das Motos, a arrancarem para os 380 km cronometrados do Crato e a chegarem a Portalegre.

“Todos os anos tentamos apresentar novidades aos participantes e ao público também,” começa por adiantar Orlando Romana, Director de Prova das Motos. “Aliás, bom exemplo disso foi o que fizemos o ano passado com o regresso da travessia da Ribeira de Seda. Nesta edição vamos fazer o mesmo. Desta feita resolvemos deslocar algumas partidas para o Crato, onde acreditamos, terá lugar um bom espetáculo, na pista preparada pela camara para o efeito, como também na melhoria de percursos que esta alteração proporciona, estamos certos que será do agrado de todos.”

“Resumindo, a Baja Portalegre 500 será a mesma de sempre, com Prólogo, partidas e chegadas em Portalegre, com o Parque de Assistência e Verificações na NERPOR e com a Mini Baja, ao que se junta o aliciante extra de mais uma zona de partida e consequente Zona Espectáculo que promete atrair muito público,” remata.

Em termos de programa, a Baja Portalegre 500 tem o dia 30 de Outubro reservado às Verificações Administrativas e Técnicas, com o Prólogo a ter lugar no dia 31 e o restante da prova a desenrolar-se no dia 1 de Novembro. Já a Mini Baja, reservada a jovens dos 8 aos 15 anos, será também repartida por dois dias. A sexta-feira será palco da maioria das corridas, enquanto o sábado apresenta uma prova facultativa para os pilotos da Categoria 2 (13 aos 15 anos) e que faz uso dos últimos 70 km da Baja Portalegre 500, o que será uma excelente forma de dar a conhecer aos futuros pilotos de Baja as características de uma prova desta natureza.

De resto, a prova passará, como é tradicional, pelos Concelhos de Gavião, Ponte de Sor, Alter do Chão, Avis, Fronteira e Sousel, locais onde serão instaladas várias Zonas Espectáculo.

 

Scroll To Top