Segunda-feira , Abril 22 2019
ÚLTIMAS
Home / MOTOS / Paulo Gonçalves fecha primeira semana do Dakar na liderança
Paulo Gonçalves fecha primeira semana do Dakar na liderança

Paulo Gonçalves fecha primeira semana do Dakar na liderança

 

Piloto português conseguiu hoje o 3.º melhor tempo mesmo depois de ter parado para prestar apoio a um adversário caído.

Está fechada a primeira semana da edição de 2016 do Rali Dakar, com a caravana a rumar a Salta, na Argentina, onde este domingo tem o tradicional dia de descanso antes de enfrentar a segunda parte da maior maratona de Todo-o-Terreno do mundo. Paulo Gonçalves voltou a conquistar um lugar no pódio na sétima etapa da prova e mantém na liderança da classificação geral da prova.

A sétima etapa, entre Uyuni a Salta, compreendia um total aproximado de 800 quilómetros, dos quais 353 seriam a contrarrelógio. Gonçalves partiu determinado a aumentar a vantagem na liderança da tabela geral, mas logo nos primeiros quilómetros acabaria por parar cerca de 10min para prestar auxílio ao campeão do mundo de TT em título, Mathias Walkner, vítima de uma aparatosa queda que lhe provocaria a fratura do fémur e o abandono da prova.

Depois de retomar a corrida, Gonçalves acabaria por registar o 3.º melhor tempo após retificado o tempo perdido no apoio a Walkner, gastando apenas mais 1min56s que o tempo vitorioso do francês Antoine Meo. Portugal está na frente do Dakar 2016, estando ainda por disputar mais seis etapas.

Domingo é dia de descanso em Salta, na segunda-feira a ação retoma com exigente navegação sobre as primeiras dunas. O pelotão ruma de Salta a Belén num total de 766 quilómetros, dos quais 393 cronometrados.

Paulo Gonçalves: “Hoje o dia começou não da melhor maneira, ao quilómetro 15 estava o Mathias Walkner caído, tive de parar para lhe dar assistência, fiquei lá até chegar o companheiro de equipa dele, o Quintanilla, estive lá bastante tempo mas depois regressei à corrida. A primeira parte da ‘especial’ agradou-me bastante, fizemos um início com alguma navegação, depois os últimos quilómetros da primeira ‘especial’ eram os mesmos de à dois dias ao contrário, com muita altitude e bastante sinuosos. A segunda ‘especial’ do dia, após a neutralização, foi bastante assustadora no início, choveu torrencialmente, parecia que estavam a chover pedras, toda a pista estava branca, parecia que estava a nevar, era pedraço, foi assustador mas felizmente que voltou tudo ao normal e acabámos por chegar sem problemas. No geral estou contente com a minha primeira semana, fiz uma semana bastante boa, bastante regular. Acho que a segunda semana vai ser ainda mais difícil do que foi a primeira, por isso é importante recuperar bem durante o dia de amanhã e iniciar a segunda semana do rali concentrado e com bastante energia.”

 

Scroll To Top