Quinta-feira , Abril 18 2019
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Pedro Dias da Silva estreia-se a vencer no Desafio Total Mazda e garante 4º lugar à geral
Pedro Dias da Silva estreia-se a vencer no Desafio Total Mazda e garante 4º lugar à geral

Pedro Dias da Silva estreia-se a vencer no Desafio Total Mazda e garante 4º lugar à geral

Três Mazda Proto no “top ten”

Teve lugar este fim-de-semana mais uma muito animada ronda do Desafio Total/Mazda 2016, a única competição monomarca integrada no Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno. Com 12 Mazda Proto à partida era sabido de antemão que a luta pelos lugares cimeiros aconteceria do primeiro ao último quilómetro. Pois as previsões estavam certas, acrescendo o facto de a prova se ter disputado sob tempo muito seco e quente, com um percurso exigente e, principalmente, muito encadeado.

Pedro Dias da Silva/José Janela foram os heróis do fim-de-semana ao garantirem não apenas uma inquestionável vitória no Desafio Total/Mazda, mas também por terem garantido o quarto lugar à geral. A dupla formada pelo piloto de Tomar e o navegador de Famalicão no Mazda Proto que defende as cores do Concessionário Mazda Auto Júlio levou a melhor sobre os demais e está agora também na luta pelo título, numa “guerra” que, após duas provas (e com três jornadas por disputar), promete “fazer correr muita tinta”. A verdade é que os Mazda Proto deram cartas na Sertã e, além do quarto lugar do piloto nabantino, há que destacar ainda a inclusão de mais duas unidades Mazda no “top ten”.

Pedro Dias da Silva era, no final o rosto da felicidade, destacando que “foi uma prova dura mas em que estivemos muito bem. Atacámos quando tínhamos que atacar e defendemos quando tal se impunha. Não posso deixar de destacar o papel do José Janela, que me ajudou muito na gestão da corrida. Foi um excelente resultado!!!”

Segundo classificado do Desafio e oitavo à geral, Etelvino Carvalho afirmava que “este não era o resultado que queríamos, mas foi o possível face ao que se passou durante a manhã. Sinto-me esgotado, mas felizmente, o carro esteve impecável…”

Jorge Cardoso não teve um dia fácil, mas terminou a celebrar o terceiro lugar entre os concorrentes ao Desafio Total/Mazda e encerrou “top ten” da geral, mas o resultado não reflecte as agruras da corrida. “Foi muito difícil só com tracção atrás, mas desde que consigamos divertir-nos e cheguemos ao fim está tudo bem. O resultado foi bom. Este terceiro lugar acaba por saber muito bem,” esclareceu o piloto.

Dos restantes classificados no Desafio, destaque para Rui Lopes (4º), que teve uma tarde bem mais produtiva do que na fase matinal da corrida, Tiago Avelar (5º) que conseguiu na segunda metade da prova encontrar um bom ritmo, ultrapassando 10 carros na pista, Floriano Roxo, sexto, apesar de problemas de travões na fase final da prova e Bruno Rodrigues (7º), que terminou em dificuldades, após um problema com a caixa de transferências.

Primeiro sector demolidor

No final do primeiro sector (cerca de 180 quilómetros) e apesar da quebra de uma amortecedor traseiro, Pedro Dias da Silva/José Janela lideravam a caravana, tendo atrás de si o “campeão” do Desafio de 2013 Etelvino Carvalho. Pedro Silva entrou ao ataque, mas não conseguiu imprimir o ritmo forte que pretendia durante toda a manhã e os problemas de suspensão acabariam por condicionar de sobremaneira o andamento. Etelvino Carvalho foi protagonista de uma saída de pista ainda na fase inicial da prova, mas, mesmo assim, terminou o troço no segundo posto, à frente do conterrâneo Francisco Gil, que, apesar da dureza do percurso, teve uma manhã sem sobressaltos.

A quebra de uma transmissão adicionou dificuldades à prova de Jorge Cardoso/Joaquim Norte, enquanto um furo ditou atraso considerável para a dupla Floriano Roxo/Nuno Roxo. Por seu turno, Rui Lopes /Luís Ferreira fizeram o melhor possível, apesar de apoquentados pela falha de uma válvula do turbo, enquanto Bruno Rodrigues se queixou de falta de preparação física para a exigência desta prova. Tiago Avelar sofreu na pele as dificuldades de partir no final da caravana – fruto dos problemas de transmissão da primeira etapa.

Quatro equipas não conseguiram alinhar no último sector: Pedro Oliveira/Ricardo Oliveira (fuga de óleo no motor), João Rato/Vítor Hugo (suspensão), João Pais/Pedro Marcão (direcção) e Pedro Salgueiro/Gonçalo Pires (turbo). Francisco Gil, desistiu já na fase vespertina, devido a problemas de embraiagem.

A próxima prova do Desafio Total Mazda tem lugar a 9 e 10 de Setembro, com as equipas a regressarem à Beira Baixa, para disputar a Baja TT Idanha-a-Nova, uma vez mais organizada pela Escuderia de Castelo Branco.

Classificação Final:

1º Pedro Dias da Silva/José Janela (Mazda Proto), 5h07m41s
2º Etelvino Carvalho/João Peneda (Mazda Proto), 5h30m10s
3º Jorge Cardoso/Joaquim Norte (Mazda Proto), 5h35m25s
4º Rui Lopes/Luís Ferreira (Mazda Proto), 6h14m36s
5º Tiago Avelar/Silva Santos (Mazda Proto), 6h15m24s
6º Floriano Roxo/Nuno Roxo (Mazda Proto), 6h17m55s
7º Bruno Rodrigues/Jorge Claro (Mazda Proto), 6h36m39,48s

Classificação do Desafio Total/Mazda (após a 2ª prova):

1º Etelvino Carvalho/João Penedo – 30 pontos
2º Pedro Oliveira/Ricardo Oliveira – 25 pontos
2º Pedro Dias da Silva/José Janela – 25 pontos
4º Tiago Avelar/Silva Santos – 25 pontos
5º Francisco Gil/Filipe Rasteiro – 18 pontos
5º Jorge Cardoso/Joaquim Norte – 15 pontos
7º João Pedro Pais/Pedro Marcão – 10 pontos
8º Pedro Salgueiro/Gonçalo Pires – 8 pontos
8º Floriano Roxo/Nuno Roxo – 8 Pontos
10º Bruno Rodrigues/Jorge Claro – 6 pontos

 

Scroll To Top