Quinta-feira , Setembro 23 2021
ÚLTIMAS
Home / RALI / Pedro Silva e Miguel Carvalho dão domínio à Peugeot em Mesão Frio no Desafio Kumho
Pedro Silva e Miguel Carvalho dão domínio à Peugeot em Mesão Frio no Desafio Kumho

Pedro Silva e Miguel Carvalho dão domínio à Peugeot em Mesão Frio no Desafio Kumho

 

 

Foi titânica a luta entre Pedro Silva e Nelson Silva pela vitória na Divisão 1. No final, 2,7 segundos separaram os dois pilotos. Já na Divisão 2, Miguel Carvalho dominou, triunfando em sete das oito especiais.

 

A batalha na Divisão 1 foi “imprópria para cardíacos”. Apenas 2,2 segundos foram parca diferença que separou os dois primeiros depois dos 62 quilómetros contra o cronometro, distribuídos pelas oito especiais da 10ª edição do Rali Município de Mesão Frio.

E a árdua vitória da dupla formada por Pedro Silva e Nuno Mota Ribeiro deve muito ao facto da dupla do Peugeot 208 VTi R2 ter entrado ao ataque, superiorizando-se nas três primeiras classificativas do rali, levando a sua vantagem até aos 12,7 segundos.

Depois, foi a vez de Nelson Silva e José Janela entrarem em modo ataque, aos comandos do Mitsubishi Lancer EVO VI, sendo mais rápidos na 4º, 5º e 6º PEC’s, reduzindo a diferença, a dois troços cronometrados do fim, para apenas 4,5 segundos.

Pedro Silva, venceu a 7ª especial, mas por apenas uma décima de segundo(!) e foi para os 5,33 kms finais com 4,6 segundos de vantagem. Aí, os dois pilotos foram “à morte” e rodaram nos limites, com Nelson Silva a vencer, mas tirando apenas 1,9 segundos ao tempo de Pedro Silva, que pode assim comemorar um doce, mas suado triunfo.

Sem sorte na prova realizada nas Portas do Douro, esteve a dupla de Lamego formada por Henrique Rodrigues e Daniel Rodrigues. Naquela que foi a sua primeira prova em asfalto da época. Rodaram sempre com cautelas e no sentido de assegurarem o pódio da Divisão 1 Kumho. O objetivo parecia assegurado quando, já na penúltima especial de classificação, o diferencial traseiro do Mitsubishi Lancer EVO VII cedeu, não lhes restando outra opção do a desistência.

Nas lides da Divisão 2 do 4º Desafio Kumho Portugal, um nome se destacou de forma clara: Miguel Carvalho.

Uma vez mais, o talentoso piloto foi capaz de realizar um “concerto a solo” na construção da vitória. Ouvindo notas de António Reis, Carvalho foi o mais rápido nas primeiras 5 especiais do rali, levando a diferença para os perseguidores acima dos 20 segundos, o que o deixava tranquilo na gestão dos acontecimentos.

Foi batido na 6ª PEC, mas por pouca margem, para logo de seguida regressar ao registo vitorioso, coroando a prova com o triunfo nas duas últimas classificativas do rali, chegando ao pódio a Mesão Frio, com 25 segundos de vantagem sobre a dupla André Ribeiro/João Alves (Peugeot 206 GTi), foram também justos segundos classificados, pois foram quem regularmente mais perto andou dos vencedores e os únicos a almejar vencer um troço cronometrado.

O 3º lugar e correspondente presença no último degrau do pódio foi discutido taco-a-taco por duas duplas. Pedro Lopes e Duarte Gouveia impuseram o seu Peugeot 207 GTi na 1ª PEC, sendo batidos logo de seguida no segundo troço por Filipe Teixeira e Bruno Coelho, num Citroen Saxo Cup.

Teixeira forçou o andamento nas duas especiais seguintes e parecia encaminhado para reclamar o 3º lugar. Mas Pedro Lopes retaliou na 5ª PEC e na 6ª PEC, suplantando na geral o adversário e a machadada final na luta pelo 3º posto foi dada na sétima especial, com Lopes a registar um tempo “normal”, enquanto Teixeira chegava ao fecho do troço com um tempo muita acima do que tinha feito em anteriores passagens, devido a problemas de caixa que apareceram logo no início da última seção e se foram agravando até ao fecho do rali.

Pedro Lopes garantiu assim o 3º lugar, com Filipe Teixeira a subir o palanque de na 4ª posição final.

Viana Martins e Gonçalo Palmeira assinaram uma boa exibição na estreia do Renault Clio Rally 5 e asseguraram o 5º lugar final, batendo por 1,9 segundos a equipa constituída por Pedro Holzer e Miguel Silva, uma vez mais muito rápidos na lide do Citroen Saxo Cup que tripulam.

Já Vítor Pinheiro e Beatriz Pinto realizaram mais uma excelente operação pontual, ao concluírem a prova no 7º posto, na frente da dupla Vítor Rodrigues/José Vieira, em Citroen Saxo. O 9º lugar foi conquistado pelo Toyota Starlet de Pedro Duarte e Luís Natal, cabendo à dupla feminina constituída por Daniela Lopes e Soraia Silva fechar o top dez da Divisão 2 Kumho. Estão cada vez mais firmes e fortes na condução do seu Citroen Saxo.

Vítor Gomes e Marco Vilas Boas colocaram o Peugeot 306 no 11º lugar, enquanto o Fiat Punto 85 Sport de Dário Rebelo e João Moreira concluía a jornada mesãofriense no décimo segundo posto.

No lado sombrio das desistências, avarias fizeram “tombar” três equipas Kumho desta divisão. A saber, Luciano Gomes e Alexandre Gomes, num Citroen AX Sport, Francisco Azevedo e Nuno Ferreira, aos comandos do habitual Peugeot 205 GTi e ainda o Hyundai Getz da equipa formada por Sérgio Freitas e Miguel Rodrigues.

Sem qualquer delonga, o 4º Desafio Kumho Portugal prossegue já no próximo fim-de-semana, com o Rali da Água, em plena região do Alto Tâmega. A prova contará para os Desafios Kumho Asfalto e Norte.

&nbsp

Scroll To Top