Domingo , Outubro 17 2021
ÚLTIMAS
Home / RALI / PENÚLTIMA PROVA DA PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2021 PODERÁ SER DECISIVA PARA A ATRIBUIÇÃO DOS TÍTULOS
PENÚLTIMA PROVA DA PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2021 PODERÁ SER DECISIVA PARA A ATRIBUIÇÃO  DOS TÍTULOS

PENÚLTIMA PROVA DA PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2021 PODERÁ SER DECISIVA PARA A ATRIBUIÇÃO DOS TÍTULOS

 

 

Será nos troços de terra da Serra de Fafe que se irá correr a quinta e penúltima jornada da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2021, copa coorganizada pela PEUGEOT Portugal e PEUGEOT Espanha. Serão, desta feita, 12 as equipas que irão alinhar no Rally Serras de Fafe e Felgueiras, prova organizada pelo Demoporto e que integra, não só a copa ibérica, como pontua para os Campeonatos de Portugal e Europeu de Ralis (CPR e ERC).

Numa altura em que a luta pelos títulos de 2021 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA está ao rubro, registar-se-á, desta feita, um maior equilíbrio de forças, sendo quatro os PEUGEOT 208 Rally4 com as cores nacionais e que, a correr em casa pretendem defender o cerco que as oito máquinas espanholas lhes irão fazer, em especial os que já se perfilam como potenciais ‘Campeões’ da Temporada 4 da copa ibérica.

Todos irão defrontar-se no sábado (2 de outubro) ao longo dos 113,42 km cronometrados das oito Especiais desenhadas naquela região icónica dos ralis nacionais, ao longo de uma única Etapa que totaliza 353,43 km.

Contabilizadas as pontuações das quatro provas já realizadas, Alberto Monarri (Pilotos) e Ángel Vela (Navegadores) mantêm a liderança da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2021, tendo uma vantagem muito reduzida, de apenas 2,27 pontos, sobre os seus conterrâneos e principais adversários ao título, Alejandro Cachón / ‘Jandrín’, pelo que se antevê um final de época emocionante.

A PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2021 prepara-se para aquela que será a quinta de seis provas da presente Temporada, num Rally Serras de Fafe e Felgueiras que se corre apenas três semanas após a anterior jornada desta copa. Dividido entre os próximos dias 1 e 2 de outubro, o rali terá a sua secção competitiva concentrada ao longo de todo o dia de sábado, tendo os concorrentes pela frente duas rondas por quatro Especiais, num total de 113,42 km cronometrados divididos pela manhã e tarde.

 

São 12 os PEUGEOT 208 Rally4 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA inscritos no Rally Serras de Fafe e Felgueiras, que, à semelhança das quatro provas anteriores, se revestirá de uma enorme adrenalina, sobretudo quando, neste momento, a discussão pelos títulos de 2021 se faz quase ponto a ponto, quer entre os Pilotos, quer entre os Navegadores.

 

No conjunto, estas 12 equipas, todas aos comandos dos 208 Rally4, fiáveis e competitivas máquinas desenvolvidas pela PEUGEOT Sport, prometem garantidamente abrilhantar a prova organizada pelo Demoporto – Clube de Desportos Motorizados do Porto.

 

Tendo em conta o acumulado de pontuações dos quatro ralis já realizados – Terras d’Aboboreira, Vodafone Rally de Portugal, Ourense e Princesa de Asturias – a liderança está presa por 2,27 pontos, que separam os líderes Alberto Monarri (Pilotos) e Ángel Vela (Navegadores) de Alejandro Cachón e Alejandro ‘Jandrin’ Lopes, os seus mais diretos adversários, numa luta que, decerto, se mostrará muito quente nos icónicos troços em pisos de terra da região serrana de Fafe.

 

Alberto Monarri (76,98 pontos) é, assim, o atual líder do ranking de Pilotos, seguido de perto por Alejandro Cachón (74,71). Já mais longe estão os seus conterrâneos Álvaro Muñiz (48,40) e Óscar Palomo (41,76), seguindo-se em 5º o melhor representante luso, Miguel Campos (37,34), ele que estará ausente da contenda, pelo que será o seu compatriota Ricardo Sousa (32,0) quem poderá suplantá-lo após esta prova. O atual top-10 completa-se com Roberto Blach (29,0), José Maria Reyes (27,0) e Hugo Lopes (25,25), um trio que também estará em Fafe, pelo que serão Delbin Garcia (22,0) e Pedro Almeida (22,0), atualmente empatados no 10º lugar, a poder tirar partido das ausências e subir na geral da copa. No escalonamento dos Navegadores, Ángel Vela (76,98 pontos) tem Alejandro ‘Jandrin’ Lopes (74,71) muito perto, mas já uma confortável vantagem para os restantes, grupo composto por Javier Martinez (46,40) e José Pintor (41,76), sendo Luis Marques (32,0) o melhor segundo condutor português, posição que não deverá perder.

 

Recorde-se que o Regulamento Desportivo da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA atribui 25 pontos à equipa vencedora de cada rali, 20 pontos aos 2ºs classificados e 17 pontos à dupla que termine na 3ª posição, pontuações válidas para Pilotos e Navegadores. Os restantes somam 14 pontos (4º classificado), 12 (5º) e depois sucessivamente 10, 8, 6, 4 e 2 pontos para as posições entre o 6º e o 10º lugar, atribuindo-se 1 ponto a todos os que terminem para lá do top-10. Em complemento, é atribuído um proporcional de pontos às equipas que registem o melhor tempo nas especiais cronometradas. Neste Rally de Fafe e Felgueiras cada registo desses valerá 0,63 pontos adicionais (5 pontos a dividir por 8 Especiais) nas contas finais.

 

O mesmo raciocínio será, igualmente, válido para o que será o sexto e último rali desta Temporada 4 da copa ibérica – o RACC Rally Catalunya / Rally de España (15 e 16 de outubro) – mas para apimentar a contabilidade final da copa, todos terão de descontar o seu pior resultado da época. Ou seja, está tudo em aberto nas lutas pelos títulos da copa 2021, pelo que este Rally Serras de Fafe e Felgueiras irá, decerto, deixar as contas mais (in)definidas.

 

Acrescente-se que são, presentemente, 19 os Pilotos e 24 os Navegadores classificados (ver detalhe na Tabela de Pontuações em anexo), todos aos comandos dos 208 Rally4, fiáveis e competitivas máquinas com assinatura da PEUGEOT Sport e que contam com uma excelente preparação por parte das estruturas técnicas portuguesas e espanholas, que, ao longo das diferentes épocas da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, têm proporcionado lutas intensas e ao segundo nos ralis que a compõem.

&nbsp

Scroll To Top
Posting....