Segunda-feira , Janeiro 21 2019
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / Peterhansel vence etapa e recupera liderança
Peterhansel vence etapa e recupera liderança

Peterhansel vence etapa e recupera liderança

De uma maneira ou de outra a Peugeot parece ter sempre armas para lutar pela vitória no Dakar. Stéphane Peterhansel voltou hoje a vencer, naquela que era vista como a prova de fogo desta edição, a 10ª etapa, disputada na região de Fiambala, marcada pelas dunas de areia branca e trilhos predominantemente fora de pista e que tem sido um dos pontos mais problemáticos para os concorrentes em termos de dureza no evento sul-americano. Mas facto é que a Peugeot voltou a marcar pontos e a dar um passo decisivo, salvo algum azar, para a vitória no Dakar de 2016. Nasser AL-Attiyah está no segundo lugar, a 1h00 do piloto francês, uma ‘raposa’ nestas lides que, melhor que ninguém, sabe gerir a corrida para levar o seu 2008 DKR 16 à vitória. Mas é o Dakar e nunca se sabe…

Peterhansel venceu e a marca francesa voltou a fazer uma dobradinha, com Cyril Despres a colocar o seu Peugeot 2008 DKR 16 no segundo lugar, a 8m55s do seu companheiro de equipa. Vladimir Vasilyev esteve em grande plano, sendo o terceiro mais rápido, ao volante da sua Toyota Hilux. Nani Roma, em MINI ALL4 Racing, foi quarto, a 14m33s da frente. Sébastien Loeb concluiu a etapa com o quinto melhore tempo, num dia em que voltou a atascar e, com isso,  a atrasar-se. O francês ficou a 17m40s do primeiro lugar. Já Giniel De Villiers fez o quinto melhor tempo. O piloto sul-africano, ao volante da sua Toyota Hilux, ficou a 26m16s do vencedor do dia. Miroslav Zapletal fez um boa etapa, colocando o seu Hummer no sétimo lugar, a 27m46s da primeira posição. Henry Hunt, em MINI ALL4 Racing, foi oitavo, a 34m25s. No nono lugar terminou Leeroy Poulter, a 37m36s, em Toyota Hilux.  Mark Cobbert ao volante do seu Century fechou o top 10, a 39m16s da primeira posição da etapa, intrometendo-se entre os grandes nomes e marcas da prova. Nesta dura etapa, Nasser Al-Attiyah não foi além do 11º melhor registo. O piloto do Qatar cedeu 52m25s, ficando praticamente arredado da luta pela vitória, num dia em que capotou o seu MINI ALL4 Racing, perdendo mais de meia hora com o incidente. Nota para Carlos Sainz, que abandonou a prova devido a problemas na caixa de velocidades no seu Peugeot 2008 DKR 16.

 

Fonte:Autosport

 

Scroll To Top